O que é conversão?

Muitas vezes nos deparamos com termos do marketing digital que trabalhamos de forma tão automática que nem paramos para pensar na definição. No entanto, precisamos sempre pensar pelo lado de quem está iniciando suas atividades nesse meio, pois as dúvidas e questionamentos são sempre muito grandes.

Foi justamente por esse motivo que ando pensando muito nesses últimos dias. Quando criei esse blog meu objetivo sempre foi estar mais conectado com meu público trazendo informações de qualidade, uma vez que, entendo que muitos são carentes nesse sentido. Sendo assim, eu procuro me diferenciar um pouco do mercado atual, porque quero fazer desse veículo um canal completo e recheado de informações, tanto básicas para iniciantes, quanto mais avançadas para pessoas que estão a fim de se aprofundar mais em sua área de atuação.

Certamente, você já deve ter escutado o termo conversão, diversas e diversas vezes, não é mesmo? Mas afinal, o que é conversão? E como fazer a otimização dessas conversões?

 

O que é conversão..

 

Ao pesquisar sobre esse assunto na internet, percebi que muito se usava a palavra em questão, mas quase em nenhum material vi informações focadas, apenas encontrei materiais voltados a ensinar a aumentar a taxa de conversão de sua loja virtual e etc, porém em nenhum caso vi a conceitualização precisa de informações.  Resolvi então me diferenciar e criar esse conteúdo para você.

Talvez algumas pessoas entrem nesse conteúdo através da busca orgânica do Google e achem que esse material é muito básico para elas. Eu entendo esse lado, pois temos excelentes profissionais no mercado com anos de atuação. No entanto, meu foco é ajudar você que está começando a se familiarizar com os termos mais usados no universo digital. Poucos se preocupam com isso, mas eu julgo de suma importância para o crescimento profissional.

Imagine frequentar um evento da área e se deparar com palestras de profissionais renomados ou até mesmo na hora do networking conversar com pessoas e não entender os termos usados. Isso é muito chato e acaba causando um desconforto emocional muito grande, pois você acaba achando que está no lugar errado.

Quero mudar totalmente esse cenário, quero estar presente nos momentos que você mais precisar, por isso eu gosto de ser extremamente didático em casa conteúdo, sempre apresentando situações exemplificadas, pois sei que torna a compreensão muito mais fácil. Sendo assim, esse conteúdo seguirá as mesmas premissas que outros já disponibilizados aqui.

Vou te explicar de forma muito simples o que é conversão e como ela interfere diretamente em seus resultados. E não é só isso, no final pretendo te dar algumas dicas de aplicação, assim o material se torna um guia completo.

Você topa embarcar comigo nessa viagem? Seguiremos juntos do começo ao fim, pode contar comigo, beleza?

 

Afinal, O que é Conversão?

A pergunta que não quer calar e a base para a criação desse artigo. O que é conversão? Sua definição teórica é bem simples de ser entendida, uma vez que é uma métrica que é usada para definir o número de usuários que praticaram a ação pré-estabelecida por você.

Aplicando de forma prática, você concorda que toda a vez que criamos um novo projeto ou então, abrimos um negócio ( online ou off-line) temos um objetivo? Você pode criar uma loja virtual para vender produtos diversos, pode criar um aplicativo para ajudar pessoas, pode criar um novo programa para facilitar o acesso das pessoas a informação, pode criar um produto que ajude a emagrecer e um universo de opções.

Então, como definir o sucesso de suas vendas? Como saber quantas pessoas baixaram seu aplicativo? Quantas pessoas utilizam seu programa todos os dias? Fácil: Através do cálculo de sua taxa de conversão.

 

O que é conversão,

 

Você pode estar se perguntando: “ Tá Tiago, entendi que a conversão é uma quantidade X de pessoas, usuário ou clientes, que executaram a ação que planejei para o meu projeto. No entanto, onde posso usar essa métrica?” Essa é uma pergunta extremamente bem elaborada e até difícil de ser respondida, pois não existe um jeito certo de calcular a conversão, porém vou tentar dar alguns exemplos práticos de aplicação.

É importante que você saiba dois pontos. Para conseguir mensurar métricas de cálculo de conversão, você precisa taggear sua página. A maioria dos programas possui uma forma simples de código que basta ser inserido em sua página uma a uma e pronto, a medição é feita de forma automática empregando relatórios bastante interessantes.

O segundo ponto é que conversão não é somente uma venda. Muitos profissionais tem o conceito errado de conversão, pois acham que é quando um usuário compra o que você está oferendo. Isso está certo, porém quem irá definir o que é conversão no seu modelo de negócio é você.

Por exemplo, se você optar por usar o Google Adwords como uma forma de classificados online, você pode estabelecer sua taxa de conversão como:

  1. Clique no Seu Anúncio;
  2. Compra do produto que está oferecendo;
  3. Ter assistido seu anúncio em vídeo até o fim;
  4. Ter preenchido o formulário de seu site;
  5. Ter acessado seu blog;
  6. Ter baixado seu ebook;
  7. Ter ligado para obter informações;
  8. Cadastrar-se na sua lista de e-mail;
  9. Clicar no seu banner.

Ou qualquer outra finalidade que você julgar que vai de acordo com o propósito que você quer conquistar, entende? Sendo assim, quero que você tenha bem claro em sua mente que conversão não é algo fixo que você pode copiar de outro modelo de negócio. É você quem tem que fazer a definição.

 

Certo de que você já tem uma base sólida sobre o conceito de conversão, sabe de forma básica como é feita e já tem modelos de aplicação, queria avançar um pouco mais, te ensinando a como fazer a otimização para uma conversão ainda maior.

Sei que posso estar dando um grande passo, mas acredito em seu potencial e sei que você irá pegar tudo bem rapidinho.

Vamos juntos?

 

Otimizando sua conversão

Como disse acima, não existe um jeito certo de definir conversão, pois cada negócio tem um objetivo. Sendo assim, acredito que ajudar você a definir o objetivo de seu negócio sem conhecê-lo fica difícil, não é mesmo? Mas posso te dar o passo a passo que uso para ter uma taxa de conversão bem satisfatória e em constante crescimento.

 

O que é conversão.

 

Anote tudo!

  1. Defina sua Persona: Definir a persona te dará a possibilidade de fazer a segmentação de forma mais precisa, ou seja, sua conversão será de um público extremamente qualificado, pois você sabe que quem executou a ação que você planejou, conhece o seu produto ou serviço.
  2. Teste Sempre: Não é porque sua taxa de conversão anda satisfatória que você deve manter a mesma estratégia por toda a vida. Aproveite os bons momentos e as taxas de conversão mais alta para testar novas formas de anunciar, de fazer publicidade ou então um novo formato de conteúdo. Isso te dará maiores possibilidades em um momento difícil.
  3. Aposte na Qualidade: E não na quantidade! É bastante comum que os vendedores tentem cercar seus possíveis clientes para que eles comprem a qualquer custo. Faça diferente, entregue qualidade! Faça anúncios limpos, páginas de captura recheadas de informações úteis e entregue conteúdo de valor para ganhar autoridade.
  4. Deixe de lado Opiniões: É mais comum do que você pode imaginar, projetos fracassarem por seus idealizadores terem ouvido que uma empresa precisa de um toque pessoal, ou seja, ele precisa ouvir a opinião de todos da família antes de executar algo. Isso está errado! O marketing digital requerer profissionalismo, aplicação de teste A/B e muitas horas de investimento. Escute apenas pessoas que tem boas ideias, deixe o emocional um pouco de lado.
  5. Não Copie: Isso acontece de forma intensa na internet, principalmente com cases de sucesso. Já ouvi muito, vou fazer o layout do meu site igual o de fulano ou vou escrever meu ebook parecido com aquele. Esqueça isso e seja inovador! Não copie nada e nem ninguém, pois o mercado está carente de novas ideias.
  6. Esqueça o Design Estético: Já que falamos de layout, achei bastante interessante dar essa dica. Esqueça a cor que você mais gosta, o fundo musical ou qualquer outro item de “decoração” para a sua página. Se o seu objetivo de conversão faz alguma relação com acesso de seu site, loja virtual ou página de captura, opte pelos sites intuitivos e funcionais.
  7. Entregue a Experiência: Converter é um objetivo diário e para que você tenha sucesso, você tem que mostrar seu diferencial, uma vez que, o mercado está cheio de opções. Mostre porque o seu produto é melhor, porque seu serviço irá fazer diferença e qualquer coisa que o diferencie.

Sinto que agora você já está preparado para trabalhar conversão entendendo, nos mínimos detalhes, seus conceitos e aplicações.

Quero deixar o canal de comunicação aberto entre nós, sendo assim, se ficou alguma dúvida ou se surgiu algum questionamento no decorrer da leitura, me diga qual, para que eu possa esclarecer para você.

Espero ter ajudado!

Até Mais!

Como criar personas?

Já tive a oportunidade de lhe apresentar do que se trata a persona. Conhecida como avatar, público alvo, potencial consumidor, dentre outros, dependendo da sua área de atuação, a persona é uma das partes mais importantes para um negócio que almeja chegar ao topo da montanha do sucesso.

Tenho que confessar a você que sou vidrado nesse assunto, por isso passo horas e horas estudando novas técnicas e informações sobre ele, procurando novas formas de trabalhar personas.

Também tenho que lhe dizer que talvez, esse meu encantamento pelo assunto vem do tamanho da importância que a persona representa aos negócios. Você já parou para perceber que quase tudo que você planeja em sua empresa tem ligação direta ou indireta com o seu público alvo?

Se você ainda não percebeu, não tem problema, mas, por favor, pense nisso. Faço esse alerta, pois você pode estar perdendo muitas boas oportunidades, conversões, crescimento, por simplesmente, não ter se atentado a isso.

 

como criar personas

 

Bom, como de costume, estava estudando como eu poderia traçar melhor o perfil de minhas personas e em um determinado momento tive uma constatação: Muitos profissionais não sabem como proceder para criar as personas de seus negócios.

Fiquei, por um momento, muito surpreso com isso. Eu tinha noção de que criar uma persona não é algo tão fácil e nem rápido de se fazer, mas não imaginava que essa tarefa fosse uma das coisas de maior dificuldade entre os profissionais e iniciantes da área.

Para ter uma melhor base desse fato e para ter, pelo menos, mais uma fonte de constatação, fui garimpar as perguntas que recebo. Sabe o que aconteceu? Foi confirmado, havia ali centenas de perguntas voltadas à persona, público alvo, avatar e por aí vai. Juntando as semelhanças de todas as perguntas, teríamos uma pergunta mais ou menos assim:

“Tiago, como eu faço para traçar o perfil dos interessados em meu negócio e criar minhas personas?”.

Sabe quando dá um start? Como assim eu nunca havia me atentado para isso antes? Fiquei alguns minutos pensando sozinho e fazendo perguntas a mim mesmo, até que tive uma ideia brilhante. Ajudar a tirar essa dúvida, de uma vez por todas, só precisei me decidir qual seria a melhor maneira de colocar isso em prática. Então fiz alguns estudos e “boom”, ali estava a resposta que eu tanto procurei.

É claro! Se você chegou até aqui, pelo menos, já tem ideia de qual foi a minha decisão. Isso mesmo, eu me decidi por formular um conteúdo completo e disponibilizá-lo neste canal, possivelmente eu também entregarei um conteúdo em vídeo futuramente, mas tendo esse artigo aqui, será de grande valia para quem está com dúvidas quanto a isso, pois poderá ser acessado quantas vezes for preciso, de onde você achar melhor, rapidamente, tanto para ensinar, quanto para tirar dúvidas que possam surgir no momento das aplicações das técnicas.

Com tudo decidido, juntei tudo de mais precioso que eu possuía sobre o assunto, acrescentei informações novas e minhas experiências profissionais. O resultado dessa receita foi um conteúdo que pudesse lhe ajudar a entender como criar personas definitivamente.

Se você tiver interesse em experimentar o resultado final dessa minha receita, basta acompanhar tudo que preparei para você no decorrer desse artigo. Vamos juntos?

 

Técnicas Infalíveis para Aprender Como Criar Personas

Você precisa saber que um negócio nem sempre tem uma só persona, por isso é importante fazer a análise e a combinação das informações em comum dos possíveis interessados. Há a possibilidade de que no momento da compatibilização dos dados, você encontre algumas personas, o que é ótimo para que você consiga fazer uma melhor segmentação de produtos e serviços a serem ofertados para cada grupo.

Antes que eu lhe diga quais técnicas podem lhe ajudar no momento de criar personas, preciso lhe mostrar quais são as informações que você deve procurar, quais são os dados que você deve garimpar no contato com seus potenciais consumidores, portanto saiba que para ter uma persona de qualidade, você deve ter os seguintes dados dela:

  1. Nome Fantasia que expresse a personalidade do seu cliente.
  2. Dados físicos, como sexo, idade, entre outras coisas que podem influenciar na decisão de consumo.
  3. Características psicológicas.
  4. Localização Geográfica.
  5. Dados sobre seus principais interesses.
  6. Hobbies e Função Profissional.
  7. Principais Dores.
  8. Tipo de informação e produto que ele mais consome.

Pronto, agora que você sabe o que deve procurar, vou lhe mostrar onde você deve procurar.

 

como criar personas

 

Como eu lhe disse lá no início desse conteúdo, criar personas não é algo tão simples e muito menos rápido de fazer, mas não precisa desanimar, pois existem formas muito eficientes de realizar essa tarefa e, ainda tem mais. Eu vou lhe apresentar as formas que eu mesmo uso em meus negócios quando preciso identificar e criar personas. Pegue lápis e um bloquinho de notas, pois você poderá precisar anotar alguns pontos para um melhor aproveitamento no futuro. Para criar personas, você deve:

  1. Estudar seu ramo de atuação: É de extrema importância que você conheça muito bem o seu nicho, pois a partir dele você poderá ter uma noção, pelo menos, rasa do seu potencial cliente. No momento em que você estiver analisando o seu ramo de atuação, procure visualizar como os seus concorrentes diretos e indiretos agem, qual é o comportamento do público dele, pois muito provavelmente o perfil do seu público alvo será muito parecido com o de seu concorrente.

 

  1. Observar o Comportamento: Observe o comportamento do seu potencial cliente nas redes sociais, aquele local pode conter diamantes incríveis. Isso porque, nas redes sociais as pessoas costumam estar soltas, sentem-se em um ambiente familiar e por isso demonstram muito de si. São nesses pontos que você precisa aplicar a sua análise e descobrir comportamentos que podem servir à sua criação.

 

  1. Realizar um Quiz com seu Lead: Uma das coisas que mais funcionam na hora de criar personas é fazendo perguntas. Você já ouviu que a melhor informação vem da fonte? Na hora de criar a persona isso não é diferente, por isso, faça perguntas ao seu lead, descubra quais os sonhos, desejos, dores e tudo que poderá lhe trazer um retorno positivo. Para que isso seja feito de maneira natural, sem parecer invasivo, ofereça uma recompensa ou utilize iscas digitais.

 

  1. Utilizar ferramentas de monitoramento: As ferramentas de monitoramento são excelentes para começar lhe dar um norte sobre sua persona. O Analytics é gratuito e pode fazer muito por você nesse sentido, mas Trackear seu tráfego também é uma ótima sacada, pois você receberá informações interessantes sobre o comportamento dele na rede. Atualmente, existem diversas ferramentas para isso, tanto gratuitas, quanto pagas, basta que você faça uma pesquisa e analise a que mais lhe atende.

 

  1. Gerar conteúdo: A geração de conteúdo é uma sacada interessante, pois através dele você consegue gerar engajamento e descobrir de forma mais profunda, quais são as principais áreas de interesses que seus potenciais consumidores têm relacionados ao seu negócio. Para fazer acontecer e obter resultados positivos, você deve oferecer conteúdos de qualidade, únicos e gratuitos. Gratuitos, pois assim você abrange a possibilidade de acesso, a não ser que sua estratégia esteja voltada para outra área em específico.

Bastante interessante, não é verdade? Tenho certeza que você também vai se tornar uma pessoa extremamente interessada nesse assunto a partir de agora.

Bom, antes de finalizar esse conteúdo, nosso momento de estudos e aprendizado, preciso ressaltar que você deve ter muita atenção na execução de cada tarefa descrita acima e o mais importante: NÃO TENHA PRESSA. Para obter um resultado excelente na criação da persona, você precisa se atentar aos detalhes, exercendo a calma e ainda deve ter o cuidado de estar fazendo novas análises constantemente, pois estamos lidando com comportamento humano, não com máquinas. Lembre-se sempre disso, pois faz toda a diferença.

 

como criar personas.

 

Espero que eu tenha conseguido atingir suas expectativas ao entregar essas informações, que seu aproveitamento seja pleno e que desse modo você avance e alcance o sucesso absoluto. Sei que dúvidas podem surgir inevitavelmente, portanto coloco-me a disposição para lhe ajudar a solucionar esses possíveis questionamentos, basta que você entre em contato pelo formulário abaixo ou pelas minhas redes sociais.

Muito obrigado pela sua presença, volte sempre que achar necessário, eu garanto que estarei lhe esperando sempre com conteúdos novinhos e interessantes acerca do mercado digital, suas aplicações e novidades.

Até a próxima. Forte Abraço!

Dicas de headlines para anúncios de vendas

É muito engraçado perceber que a publicidade tem um poder enorme sobre as pessoas. Mesmo nós que trabalhamos dia a dia com ela, ainda nos deixamos atrair por rótulos de produtos, chamadas para ação e até mesmo por anúncios na internet.

Não se sinta incomodado se você se identificou com algumas das situações citadas acima, pois eu mesmo me pego caindo nessas ações comerciais todos os dias. É muito comum, pois todas são trabalhadas e muito bem pensadas para mexer com nosso emocional, com nosso inconsciente, sendo assim não temos culpa disso, entende?

O valor de uma propaganda, de um comercial ou de um anúncio na internet é inestimável, pois se engajado de forma correta, tem o poder de elevar suas conversões de maneira extraordinária. No entanto, vejo que encontrar a maneira perfeita de engajar ainda é o problema de muitas pessoas que estão no mercado, seja começando agora ou que tenham anos de experiência.

Encontrar a forma certa de atingir nosso público alvo se torna mais difícil a cada dia e sabe por quê? O consumo de informações vem aumentando de uma forma extraordinária, sendo assim não temos mais o foco em apenas uma coisa. É só perceber que quando você acessa a internet para estudar, por exemplo, começa a navegar por páginas, redes sociais, vídeos e quando você vê já se passaram horas e mais horas e você nem começou a executar o que tinha planejado. Isso já aconteceu com você? Tenho quase certeza que sim, não é mesmo?

 

Dicas de headlines para anúncios de vendas,

 

Você pode estar pensando: “ O que tem haver o que o Tiago está falando com a questão do título desse assunto que é headlines para anúncios de venda?” Talvez, você não tenha ligado o nome a pessoa, então vou explicar com mais calma.

A headline para anúncios é o título de seu anúncio, aquele texto principal que vai chamar a atenção do usuário e fazer com que ele execute a ação de clicar no anúncio. No entanto, você também pode usar as dicas que vou passar aqui para trabalhar os títulos de seu e-mail marketing, as chamadas de promoção, títulos de ebooks,  títulos de artigos para marketing de conteúdo e uma porção de coisas que precisa de uma chamada!

Tive a oportunidade de falar isso em outros conteúdos de vendas, porém é sempre bom deixar essa informação fresca na memória. Bom, quando um usuário tem contato com seu anúncio, seja ele em formato de banner, na rede de display, na rede de pesquisa ou então em vídeo, você tem a média de 8 segundos para prender a atenção dele. Pode parecer um tempo curto demais, porém é a quantidade suficiente para que o cérebro humano leia e processe a informação, ou seja, a sua headline precisa ser matadora.

Vou te ensinar tudo o que aprendi nesses anos de atuação no mundo do marketing digital. Logo, a minha intenção ao criar esse conteúdo é focar 100% em te passar dicas de headlines para anúncios de vendas.

Anote tudo e faça muito bom proveito das dicas que vou te passar aqui!

Estão prontos para começar?

 

06 Dicas para Criar Headlines Matadoras

Como dito acima, você tem pouco mais de 8 segundos para cativar seu público alvo e fazer com que ele se interesse por seu anúncio. É um tempo extremamente curto para que você consiga mostrar seu diferencial perante ao mercado. Sendo assim, separei alguns formatos que eu utilizo em meus próprios anúncios e que costumam dar muito certo.

Preciso lembrar que você precisa fazer testes com seu público alvo para identificar quais são os formatos que despertam mais a atenção deles, tudo bem? O que pode dar muito certo comigo, pode não funcionar de forma eficiente para você e vice versa, ok?

 

Dicas de headlines para anúncios de vendas.

 

1º Dica: Curiosidade

A curiosidade é algo que move o mundo, você já percebeu? O ser humano é curioso por natureza, sendo assim procure trabalhar palavras que despertem o interesse dos usuários, assim as chances de ele clicar em seu anúncio aumentam muito.

Utilize:

  • Descubra o Segredo XX
  • Revelamos a Forma de XXX
  • Descobrimos como fazer XXX
  • Surpreenda-se ao ver XXX

Acredite, funciona muito bem!

 

2º Dica: Vantagem

O usuário gosta de receber vantagem, sendo assim ao montar uma headline para anúncio de vendas, procure destacar qual seria essa vantagem. Ganhar brindes, descontos e até mesmo bônus na próxima compra é algo que instiga a compra.

Exemplo:

  • Compre um e leve 3.
  • Compre X e leve Y gratuitamente
  • Os clientes que adquirem X até as 23:59, levam Y.

 

3º Dica: Referência

Utilizar uma referência de mercado ou uma prova social, costuma funcionar muito bem. As pessoas acabam comprando por afinidade, logo trabalhar a imagem de um artista famoso ou de um nome conceituado, aumenta as chances de vendas.

Modelos como:

  • Formula do Emagrecimento do Dr. XX
  • A dieta que fez a modelo XXX perder 6 quilos
  • A marca de roupa da XX

Já comprovaram resultados positivos.

 

4º Dica: Familiaridade

Um problema bastante recorrente com as compras na internet, principalmente de cursos é a questão do usuário não ter domínio da plataforma em questão. Logo, por não saber utilizar o conteúdo, ele acaba não comprando.

Uma dica bastante interessante é que você utilize em sua headline palavras que ele tenha familiaridade.

Veja:

  • Livro de Receitas em PDF
  • Formulário em WORD
  • Material disponível em POWER POINT

 

5º Dica: Entregue a Solução

Se não me engano, já citei isso em algum outro artigo sobre anúncios de vendas, porém não vejo problemas em reafirmar. As pessoas costumam comprar produtos e serviços pelas experiências que vão ter e não pelas informações técnicas. Claro que, existem alguns clientes que vão procurar informações mais à fundo, porém já foi comprovado que a grande maioria não se interessa.

Sendo assim, no momento de criar uma headline para anúncios de vendas de um produto de emagrecimento, por exemplo, opte por: Emagreça sem passar fome ao invés de: Coma carboidratos complexos e perca peso! Percebeu a diferença?

Então utilize:

  • Emagreça Sem Sofrer
  • Trabalhe sem Sair de Casa
  • Estude de pijama

 

6º Dica: Escassez

A Escassez costuma ser um gatilho que funciona muito bem para anúncios de venda, isso porque ninguém quer perder uma grande oferta por tempo limitado, não é mesmo? As pessoas tem o costume de achar que produtos exclusivos tem um valor mais alto, já que são vendidos em um curto período de tempo e que elas podem ficar sem.

Partindo isso, você pode usar:

  • Temos apenas X Produtos.
  • Oferta válida até XX
  • Poucas Unidades, corra!

 

Essas são algumas dicas de headlines de anúncios de vendas que funcionam em meus negócios. Tenho certeza que devem existir milhares de outras possibilidades bastante interessantes, no entanto, eu quis passar para você apenas modelos das quais eu já tinha utilizado e que deram certo. Já até utilizei outras, mas os resultados não foram tão positivos ao ponto de eu querer passar para você entende?

Quero que saiba que quero sempre entregar a melhor experiência, por isso te dou um conselho, teste e mude a forma com que cria suas headlines de forma constante, para que o seu público alvo não se acostume com a linguagem e pare de comprar.

 

Dicas de headlines para anúncios de vendas

 

Outra coisa, sempre fale de forma direta e sem mentiras, um público alvo fiel gosta de transparência e de ser tratado com respeito. Vender é muito importante, mas não coloque a sua autoridade em risco por conta de um deslize, tudo bem?

Acredito que esse material ficou bastante explicativo e didático, não foi? Então, sinto que agora você já está pronto para criar headlines matadoras para seus anúncios!

Caso tenha ficado alguma dúvida, entre em contato comigo através do formulário ou pelas minhas redes sociais, terei o maior prazer em te ajudar e solucionar possíveis questionamentos.

Conhece alguém que pode estar procurando esse tipo de conteúdo? Não deixe de compartilhar conhecimento, faça essa boa ação!

Lhe desejo boas vendas!

Forte Abraço.

Como fazer uma boa nutrição de leads?

Você ainda tem dúvidas sobre o que é uma nutrição de leads e qual a melhor forma de fazê-la, pois então pode ficar tranquilo que você, finalmente, achou o que estava procurando.

Já comentei outra vez que a propaganda é a alma de um negócio, isso porque para que você consiga alcançar boas taxas de conversão, seu público alvo precisa te conhecer e saber os produtos e serviços que você comercializa, concorda? Também, já tive a oportunidade de falar sobre lead, ou seja, pessoas que estão pré-dispostas a comprar de você, pois já despertaram o interesse pela sua marca, você se lembra disso?

Então, ao receber uma enxurrada de contatos solicitando dicas para fazer uma boa nutrição de leads, achei que o momento de se aprofundar um pouco mais nesse assunto havia chegado, uma vez que, sua complexidade é um pouco maior, porém é uma cartada que pode te fazer converter muito mais.

Preciso ser sincero com você nesse aspecto, pois sei que muitas pessoas acompanham meu canal e seguem minhas dicas. Fazer uma boa nutrição de leads não tem um segredo ou uma  maneira certa, pois cada modelo de negócio tem uma persona diferente, ou seja, o que pode dar muito certo para uma loja virtual de games, pode já não dar para uma loja de artigos esportivos, entende? Isso porque, quem define o sucesso é o seu público alvo, seu cliente, por isso você terá que descobrir a forma certa de se comunicar com ele.

Visando minimizar esse problema, encontrei um denominador comum! Você pode estar se perguntando: “O que o Tiago está falando? Não estou entendendo mais nada!” Calma, Calma.. Quando falo que encontrei um denominador comum é porque encontrei uma forma de te dar dicas que podem ser aplicadas na grande maioria dos modelos de negócios. Se você me acompanha, deve saber que tenho diversos projetos e estou sempre buscando um desafio novo, sendo assim já trabalhei diversas estratégias de nutrição de leads.

 

Como fazer uma boa nutrição de leads.

 

Tenha sempre em mente que meu objetivo maior é ajudar você e estar presente como um “professor” nos momentos de dificuldade. Sendo assim, esteja certo que pode contar comigo no momento em que precisar. Estou sempre de olho em todos os comentários desse blog, respondendo e-mails e mensagens em rede social. Faço questão de fazer isso pessoalmente, pois acho extremamente importante nosso contato.

Como dito acima, esse conteúdo é um pouco mais avançado e teórico, sendo assim se durante a leitura alguma dúvida surgir, não pense duas vezes em entrar em contato comigo, tudo bem?

Estão preparados para iniciar mais um conteúdo sensacional? Então, vamos juntos novamente?

 

Dicas para Fazer uma Boa Nutrição de Leads

Antes de começar a ensinar um passo a passo bem prático para que você consiga fazer uma nutrição de leads que dê resultados, preciso que você tenha em mente a importância dessa tarefa. Noto que muitas marcas e empresas acabam se preocupando muito mais em conquistar novos clientes, criar uma lista de e-mails gigante do que fazer com que realmente comprem de você.

Não estou falando que é preciso focar 100% na venda, de forma alguma, no entanto a conversão de forma geral é o objetivo final de todo empreendedor. Quando se pensa em lead é preciso ter claro que quantidade não importa muito, uma vez que, você precisa ter pessoas engajadas e realmente interessadas no que você tem a oferecer, senão será apenas volume e perda de tempo, entende?

Fazer a nutrição  de leads é ter a certeza de que aquele contato já está preparado para avançar o nível em seu funil de vendas, o que quer dizer que ele já está pronto para executar a ação de compra.

Já para começar a passar dicas excelentes, quero que você grave as 4 etapas principais de uma boa nutrição de leads, pois elas são fundamentais para a criação de uma estratégia de qualidade.

 

Como fazer uma boa nutrição de leads

 

São elas:

  1. Aprendizado: O Aprendizado é a primeira etapa, o contato inicial onde você e o lead começam a se conhecer. É o momento de começar a ensinar a ele seus valores, suas premissas de trabalho e a forma com que funcionam os processos.
  2. Entender o Problema: Essa segunda etapa é a hora de começar a se aprofundar e entender quais são as dores de seu lead e assim, tentar encontrar soluções que sejam interessantes a ele.
  3. Considerar a Solução: Chegou o momento de apresentar a solução que mais tem a ver com a sua persona e assim, ativar o gatilho mental de desejo, de interesse na compra.
  4. Avaliação e Compra: Essa é a etapa final, seu lead já está quente, está pronto para comprar, pois já avaliou todos os prós e contras, logo já está certo de que você irá ser a melhor solução na vida dele.

Pronto, agora você tem em mãos os quatro principais passos para trabalhar a sua estratégia de nutrição de leads. No entanto, não vamos parar por aqui, quero ensinar você a como fazer uma boa nutrição de leads.

Vamos lá?

 

Fazendo uma Boa Nutrição de Leads

O processo de nutrição de leads por si só é muito fácil, isso porque o e-mail é o veículo de utilização principal para a comunicação. No entanto, o grande problema está na elaboração da sequência de e-mails que deve ser criada para enviar a esse lead, ou seja, o ponto é a criação da estratégia de envio desses e-mails.

Quero te ensinar um pouco do passo à passo que utilizo para fazer a nutrição de leads de meus projetos.

 

1º Passo: Objetivo

Para começar você precisa ter um objetivo em mente de acordo com o seu negócio. Sendo assim, o que você quer? Você quer aumentar suas vendas de fim de ano? Quer que as pessoas baixem um aplicativo criado por você? Quer ensinar a utilizar um programa? Quer vender um curso? Isso precisa ser definido logo no primeiro momento, pois será o foco de toda a estratégia.

 

2º Passo: Público Alvo

Nesse momento é a hora de definir a persona de seu projeto, ou seja, quem é o seu público alvo, quais são seus interesses, seus hobbys, suas principais dores.

Lembre-se que você não pode atingir todo mundo, sendo assim você precisa fazer uma segmentação de qualidade para que você alcance seu objetivo final.

 

3º Passo: Entrega de Valor

Em todo o e-mail, você precisará enviar um conteúdo de qualidade para gerar valor ao seu produto ou serviço. Sendo assim, você pode avaliar o que você já tem pronto e enviar para seus leads, ou então pensar na possibilidade de criar novos.

Estes conteúdos podem ser ebooks, infográficos, vídeos ou mesmo artigo. O importante é que esteja dentro da proposta de valor de seu nicho.

 

Como fazer uma boa nutrição de leads,

 

 

4º Passo: Tempo

Esse é o ponto que percebo que os empreendedores têm mais dúvidas, pois não existe uma maneira certa de definir tempo. Eu costumo planejar um tempo de execução X, pode ser 15 dias ou 10 dias, o importante é que você consiga dividir o tempo de uma forma que você não precise mandar e-mails de forma cansativa, entende?

Procure sempre dar uma pausa de um e-mail para outro, de 2 dias em média. Assim, seu lead não acha que você está sendo “chato” e ao mesmo tempo não fica frio.

 

5º Passo: Preparação dos E-mails

Cada e-mail enviado terá um texto equivalente com o que você vai entregar. Sendo assim, já deixe preparado todo o material escrito com antecedência, assim você tem calma para revisá-lo sem prejudicar a sua estratégia de tempo.

É importante que o conteúdo do e-mail seja bem interessante e na linguagem que seu público alvo gosta.

 

Pronto, agora é só se preparar para disparar! Vale lembrar que é preciso acompanhar a taxa de abertura de cada e-mail enviado para que assim, você possa medir os resultados e corrigir possíveis erros que venham acontecendo.

Sempre bato na tecla de que testar é fundamental para o sucesso de seus negócios e aqui não é nada diferente, tudo bem?

Espero que tenha gostado desse material.  Quero te ver em breve!

Até a próxima!

O que é Prova Social?

O marketing digital é cheio de artimanhas e técnicas extremamente fantásticas. Não é verdade? Deve ser por isso que a cada dia eu me apaixono mais por esse universo.

O que me encanta nesse universo, além das incontáveis práticas positivas, são os segredos que conseguimos desvendar dia a dia e, mais, quase sempre esses segredos estão bem ali, acessíveis, em nossa frente, mas são tão mágicos que se transformam em um piscar de olhos e o que era invisível para nós, passa a ter tanto sentido que passamos a praticá-los e ficamos embasbacados por não ter pensado nisso antes.

Hoje venho falar de uma dessas técnicas, passei um bom tempo sem nem reparar nela. Sabe quando passa batido e você nem dá a devida importância? Pois é, era assim que eu me comportava diante dela, até que em um dia qualquer, percebi que eu podia estar descartando uma chance daquelas que não se encontram aos montes.

 

Prova Social ,

 

Quando vi que ali estava uma oportunidade com equivalência ao ouro, decidi explorar mais profundamente o que brilhava feito diamante. Estudei muito, avaliei exemplos práticos e naquele ponto, fui convencido que meus negócios seriam beneficiados por ela, apliquei!

Sabe o que aconteceu depois que eu apliquei essa técnica? Nem imagina? Fui surpreendido por resultados positivos imensuráveis. Meus negócios começaram ter mais interação, mais autoridade, mais conversões. Nossa, eu sei! Parece que estou contando mais uma daquelas histórias mentirosas da internet. Afinal, é muito bom para ser verdade, não é?

Fica tranquilo, eu jamais faria isso com você, eu prezo pela verdade e por transmitir boas práticas para aplicações nos seus negócios, até porque eu sempre aplico nos meus, antes mesmo, de lhe entregar um conteúdo, preciso me certificar da veracidade das informações, acredito que é o mínimo que devo fazer quando falo para tantas pessoas.

Tem mais uma coisa, eu não quero lhe convencer de nada, sempre procuro estruturar meus conteúdos de forma que você consiga avaliar se o que eu lhe entreguei é bom ou não para você e sua marca. Eu aconselho que você sempre faça isso, até porque cada caso é um caso, ou seja, cada negócio é um e, portanto as técnicas passadas aqui podem sofrer modificações e adaptações para cada caso.

Bom, voltando às maravilhas dessa técnica, quando eu percebi o quão positivo poderia ser a sua utilização, tive certeza que esse segredo não deveria ficar abaixo de sete chaves. Eu tinha que acelerar o processo de conhecimento e utilização, odiava pensar que profissionais estavam descartando essa oportunidade por, simplesmente, desconhecerem as maravilhas trazidas por ela, assim como eu, que deixei passar batido por tanto tempo.

Estava decidido! Eu tinha que elaborar um conteúdo de apresentação e extremamente explicativo sobre o que é prova social para apresentar para você, assim eu o fiz, depois de estudar bastante e avaliar as minhas próprias experiências quanto a ela.  Agora, orgulhosamente lhe apresento e o entrego com muita satisfação e esperança de que possa me fazer entender de modo claro e objetivo.

Escolhi iniciar esse conteúdo indo direto a resolução dessa pergunta. Preparado? Vamos juntos, bons estudos.

 

Entendendo o Que É Prova Social

Talvez, seja pela simplicidade do que se trata que muita gente nem dá a devida importância a ela, mas a partir desse conteúdo sua visão irá mudar.

No marketing digital, a prova social é utilizada como uma técnica para conversão, através de persuasão.

A prova social é algo que demonstra a expressão, opinião de pessoas reais sobre o consumo ou a utilização de determinada coisa, podendo ser produtos, serviços, entre outras. A prova social pode ser um depoimento de consumidores, relato de utilização, experiência obtida, opinião e pontuação através de formulários, demonstração de satisfação nas redes sociais, entre outras coisas.

 

Prova Social

 

Sabe quando você procura opinião ou relatos de outras pessoas sobre um site, uma marca, produto ou personalidade que você ainda não conhece? Sua intenção é tirar uma base das experiências anteriores de pessoas reais, não é mesmo? A finalidade pode ser das mais variadas, mas geralmente essa atitude é tomada para prevenir possíveis danos, fraudes e experiências ruins, no geral.

Você pode se surpreender agora, mas ai está a mais pura e simples PROVA SOCIAL.

Segundo pensadores, 95% das pessoas agem com base nas experiências de outras pessoas, pois possuem medo de terem uma experiência ruim e na internet esse número pode ser ainda maior, pelas constantes fraudes e promoções inexistentes, onde produtos não são entregues, dados são roubados e outras coisas mais.

Tenho certeza que você já está impressionado pela quantidade de vezes que você a utiliza em sua rotina e também por não ter percebido o poder disso antes.

A seguir, vou lhe mostrar mais a fundo quais são os benefícios da prova social.

 

Benefícios da Prova Social

Depois de descobrir do que se trata a prova social, certamente você já tem uma noção dos benefícios que ela pode trazer ao seu negócio, mas preciso lhe mostrar mais a fundo quais são eles. Vamos lá?

  1. Mais Autoridade: Quando você utiliza a prova social em seu negócio, você está utilizando uma espécie de garantia para novos consumidores provinda de outros consumidores reais. Isso acaba aumentando a confiança dos potenciais compradores, despertando um gatilho quase que instantaneamente ligado a credibilidade, transformando sua empresa, site, loja virtual, etc., um local de autoridade máxima no nicho em que atua. Quanto mais opiniões e discursos positivos, maior será o deu poder no setor.

 

  1. Maior Transparência: Quando você disponibiliza um espaço para a geração de uma prova social, como por exemplo, um Box de comentários, você demonstra ao seu consumidor e potencial consumidor que você não tem nada a esconder, que não tem medo da opinião deles, pois confia em seu produto/serviço e sabe que os relatos serão positivos e caso sejam negativos, você está pronto para atendê-los. Nessa situação, todos os potenciais clientes sentem que você age com transparência, desencadeando uma série de benefícios a sua marca.

 

  1. Mais Aceitação: Quanto mais provas sociais positivas, melhor será a taxa de aceitação do que você oferece e consequentemente mais fácil de gerar conversões. Como eu já lhe disse as maiorias dos consumidores, estão propensos a agir de maneira semelhante a quem já tem experiência com o produto/serviço de interesse.

 

  1. Melhor Avaliação: Esse benefício segue a mesma regra do anterior, quanto mais você conseguir ter interações voluntárias sobre os benefícios do consumo do que você oferece, mais alto chegará as avaliações do seu negócio.

 

  1. Mais Conversões: Você tem boa aceitação, tem avaliações de qualidade, age com transparência, se posicionou com autoridade. Obvio! Não tinha como ser diferente. As suas conversões vão dar um salto inevitavelmente.

 

  1. Referência: Esses benefícios ocorrem como um start de ações combinadas e mais ou menos nessa ordem como está descrito aqui, a próxima fase será tornar-se referência absoluta, sem concorrente à altura.

 

Prova Social .

 

 

  1. Crescimento: Nesse momento o que virá a sua frente será o crescimento sem precedentes. Mais autoridade, transparência, aceitação, avaliação, mais conversões, maior status de referência e “boom”, CRESCIMENTO!

Viu como eu não estava mentindo, quando disse que essa técnica transformou muito os meus negócios? Tenho certeza que você está interessado em saber como utilizá-la em sua empresa. Não é verdade?

Eu já imaginava, por isso vou lhe mostrar como fazer a seguir.

 

Como Utilizar a Prova Social em Seus Negócios?

Para utilizar a prova social, você deve conhecer de forma bastante aprofundada o seu ramo de atuação e seu público alvo, pois existem diversas técnicas para esse objetivo, mas cada uma tem melhor adequação com um tipo de negócio. Vou lhe mostrar quais são elas, assim você tem a possibilidade de identificar a que melhor lhe atende:

  1. Comentários: Os comentários é umas das provas sociais mais utilizadas. São aqueles comentários nos sites, geralmente abaixo de um artigo ou da página do produto em específico. Se esse é o modelo que se adéqua ao seu negócio, basta habilitar a função comentários em seu site/blog e começar incentivar a interação dos seus usuários.

 

  1. Depoimentos de Clientes Satisfeitos: Esse modelo de prova social é muito utilizado em negócios que trabalham com serviços, mas pode ser utilizado em sites institucionais ou lojas virtuais de produtos. Esses depoimentos podem ser feitos pelos comentários ou expostos em uma página direcionada para isso, você deve decidir o que faz mais o seu estilo.

 

  1. Quadro de Avaliação: Esse quadro de avaliação é aquele que encontramos quase sempre em lojas virtuais, onde podemos colocar os prós, contras, se você indicaria ou não. Tem aqueles que você encontra mais opções dentre os pontos a serem avaliados, como qualidade do produto, tipo de ocasião para utilizá-lo, durabilidade, beleza, e etc. Veja se esse modelo cabe ao seu negócio. Para aplicá-lo é necessária uma programação diferenciada em seu site ou ferramentas que fazem esse tipo de quadro.

 

  1. Números de Visitantes: Essa prova social é aquela que você consegue visualizar a quantidade de visitantes o site já obteve e têm outros que ainda acrescentam a quantidade de usuários online. Isso dá a sensação de que você não está em um ambiente largado, que existem outras pessoas interessadas. Esse tipo de prova social é muito utilizada por sites de viagens e de pacotes promocionais, dando a sensação ao usuário de que se ele não consumir rapidamente o que ele tem interesse, outras pessoas podem consumir e acabar a oportunidade. Para utilizar, você precisa fazer uso de ferramentas externas ou programação no site.

 

  1. Número de Seguidores: Esse tipo de recurso é muito utilizado em quase todos os tipos de negócios, consiste naquele quadrinho das redes sociais. Sabe? Que indica a quantidade de seguidores, curtidas e tudo mais. Para utilizar, basta que você acrescente gadgets das redes sociais, existem diversas ferramentas que lhe ajudam nessa tarefa.

 

  1. Opinião de Referências de Peso: Essa é uma variação de prova social que muitos desejam, mas poucos possuem. Consiste naquela opinião de peso, ou seja, opinião de alguma referência muito conhecida no mercado em que você atua. Em caso de produtos, pode ser a opinião de um famoso. Funciona de forma parecida como a de um guest post. Para ter esse tipo de prova social de forma mais fácil, você pode fazer parcerias com alguém que você julga um forte nome em seu mercado ou ainda, pagar para que alguém de nome indique seu produto. Caso você queira que aconteça naturalmente, você deve fazer tudo que pode para ser, realmente, uma autoridade.

Antes de finalizar, preciso lhe dizer que a prova social, realmente, traz muitos benefícios e possibilidade de crescimento imensurável, mas é necessário que sua utilização seja bem feita. Isso quer dizer que você deve utilizá-la de modo natural, sem que fique parecendo opiniões plantadas para convencer o seu público alvo.

Não deixe que seu público desconfie de suas provas sócias, pois isso pode mexer diretamente com sua credibilidade e desmontar seu negócio por inteiro. Disponibilize-a de forma natural, não coloque depoimentos falsos e não apague os negativos, tente resolvê-los, pois isso dá um retorno mais positivo sobre o quanto você é transparente e preocupado com a satisfação de seus clientes.

Espero que o conteúdo tenha sido útil e esclarecedor para você. Caso tenha dúvidas, não deixe de entrar em contato comigo.

Muito obrigado por me acompanhar. Até a próxima.

Forte abraço!

07 Dicas para criar anúncios que Vendem

Todos nós sabemos que a propaganda é a alma de um bom negócio, não é mesmo? Muitas vezes, o produto nem é tão sensacional assim e nem funciona da mesma forma para todas as pessoas, porém a proposta da propaganda é tão sensacional que não paramos nem para pensar. Isso já acontece diferente de outras marcas que optam por propagandas simples e com produtos sensacionais!

Podemos ver isso muito claro nas propagandas da Apple. Suas propagandas conseguem ser extremamente sensacionais e quando você pega o produto, consegue se surpreender ainda mais. No entanto, tudo é passado com uma simplicidade tão incrível e com um toque de sofisticação sútil.

Lembro-me de ter ouvido nos últimos tempos um slogan da Apple falando sobre o novo Iphone. Era algo do tipo “Só mudou uma coisa. Tudo!” Veja que é uma frase simples, porém de muito impacto e que transmite perfeitamente que o produto veio para revolucionar e está completamente repaginado.

Pensando em te ajudar sempre, tenho certeza que um conteúdo que te ensine a criar anúncios que vendem mais iria ser de grande valia, não é mesmo? Então assim faremos hoje!

 

anuncios que vendem.

 

Para começar, a primeira coisa que é necessário ter  em mente é que você não pode ter qualquer vergonha de vender. Isso mesmo, ao praticar ações de venda, você não está fazendo nada de errado, você está trabalhando, no mínimo, para gerar sua renda. É possível perceber que a profissão de vendedor foi bastante desvalorizada nos últimos tempos, parece que é uma profissão que fica à margem da sociedade, onde quando não se encontra uma recolocação no mercado de trabalho, sobra o trabalho de vendedor, não é mesmo? Isso não é uma opinião minha, mas uma opinião colocada de forma generalizada de acordo com a percepção das pessoas.

Tenha orgulho de ser um vendedor, de poder realizar o sonho das pessoas! Não é demérito nenhum ser um vendedor, muito pelo contrario, é uma profissão como qualquer outra! Porém, o sucesso desse profissional está diretamente ligado aos anúncios, afinal como vender muito e de forma recorrente se as pessoas não sabem que você tem o produto para oferecer?

Como esse canal sempre aborda assuntos relacionados, em sua grande maioria, ao trabalho na internet, no marketing digital e plataformas utilizadas nesse universo, irei te dar dicas incríveis para criar anúncios para vender online, tudo bem?

Espero que você me acompanhe até o final e que esse material possa ser um divisor de águas positivo em sua vida profissional. E mais uma vez, não tenha vergonha de vender! Se jogue de cabeça, vista a camisa de seu negócio e se prepare para ter sucesso!

Podemos começar?

 

Como criar anúncios que vendem?

Essa é uma pergunta que todo o empreendedor faz em algum momento da sua trajetória de trabalho. Isso porque, acertar o alvo é algo bastante difícil, uma vez que, o interesse e a forma de consumo mudam a cada dia. Se você parar para pensar, a mídia off-line tinha grande influência na vida das pessoas há poucos anos atrás, ainda exerce influência, mas não de forma única e absoluta. A população de forma geral consumia muita informação através de novelas, propagandas em horário nobre e até mesmo, comerciais feitos em programas de auditório.

Com a chegada da internet, a população se dividiu e boa parte dela deixou a televisão de lado para navegar por sites e blogs. E ai fica a pergunta, onde investir? Na mídia off-line ou na internet? Respondendo de forma mais simples, depende da persona de seu negócio, pois ela é quem ditará o veículo que você deve anunciar.

 

anuncios que vendem,

 

Já tive a oportunidade de falar sobre persona em um outro artigo aqui no canal, sendo assim até mesmo para não me tornar repetitivo, vou seguir a proposta desse conteúdo a finco e assim, iniciar as dicas de como criar anúncios que vendem.

Vamos lá?

 

1º Dica: Seja Direto!

Já foi comprovado em diversas pesquisas que o consumidor tem o poder de decisão definido em poucos segundos, pelo menos, quando estamos falando em clicar ou não em sua oferta. Pensando por esse lado, quando ele bate o olho em seu anúncio, o anúncio precisa exercer a conquista do potencial consumidor de imediato, sendo de alguma forma interessante. Logo, não use de muita “firula” para entregar a mensagem que deseja passar.

Vá direto ao ponto e deixe bem claro o que você está oferecendo. Você terá poucos segundos para conquistar e despertar o interesse, tudo bem?

 

2º Dica: Uma Imagem vale mais que mil palavras

Um conceito e uma frase antiga que ainda continua fazendo a diferença no mundo dos anúncios de forma absoluta. Uma imagem chama a atenção, gera um interesse visual e até mesmo uma semelhança de situação.

Muitas marcas preferem usar de imagem para transmitir mensagem ao invés do conteúdo escrito, pois acaba convertendo muito mais. Na internet, mais precisamente, se você for anunciar usando o Google Adwords, o conteúdo escrito é exigido, porém você pode optar por usar banner com imagens, isso dará um toque à mais em seu anúncio.

Uma imagem tem o poder de chamar a atenção, despertar o desejo e o interesse, o objetivo é comunicar bem!

 

3º Dica: O Frete Grátis

Esse é um tipo de benefício que chama a atenção de seu público alvo, uma vez que, ele sente que você está oferecendo uma vantagem a ele, sendo assim, consequentemente você aguça ainda mais o interesse dele pela aquisição do produto ou serviço. O pensamento de ter um produto entregue no conforto de sua casa é sensacional e ainda essa entrega feita de forma gratuita, aumenta o desejo de compra. Sendo assim, pense em criar anúncios que tenham esse termo, certamente sua taxa de conversão aumentará.

É importante deixar claro que se você o utilizar, você deve oferecer esse benefício aos seus consumidores. Nada de utilizar mentiras para atrair potenciais clientes, isso pode ser muito perigoso e acabar com sua reputação.

 

4º Dica: Bônus da Compra

Ainda abordando o assunto de vantagem de compra, é bastante interessante analisar que o consumidor se interesse em comprar um produto e ganhar outro. Sendo assim, é possível encontrar diversos anúncios com essa informação.

Procure criar uma estratégia que te de uma vantagem de mercado, pois aumentando a satisfação de seu cliente, você tem maior sucesso em seu anúncios!

 

 

anuncios que vendem

 

 

5º Dica: Parcelamento

Produtos com um alto valor de mercado costumam segmentar o público de forma natural, uma vez que, não é todo mundo que tem disponível um alto valor de compra. Porém, esse cenário já muda quando o parcelamento entra na jogada.

Então, no momento de criar seu anúncio, separe um espaço para destacar a forma de pagamento parcela. Coloque “ 10x SEM JUROS” , “Parcele em até 18 meses” e termos que chame a atenção de seu público alvo para a facilidade do pagamento.

 

6º Dica:  Título do Anúncio

O título de seu anúncio é seu principal aliado para uma melhor conversão. Uma boa dica para o momento que for criar anúncios que vendem é nunca colocar a marca da empresa ou do produto. Trabalhe sempre a experiência ou o tipo de serviço que está oferecendo e deixe de lado informações técnicas.

As pessoas se interessam muito mais pela experiência que terão ao adquirir os produtos e não pelos dados técnicos, entende?

 

7º Dica: Diagramação do Anúncio

Essa também é uma dica que pode contribuir muito para suas vendas. Sempre que for escrever o conteúdo, coloque a primeira letra em maiúsculo. Isso torna a leitura mais confortável e rápida.

 

Agora você tem em mãos as melhores sete dicas de como criar anúncios que vendem, ou seja, não têm mais desculpas para não ter sucesso com suas campanhas! No entanto, quero que me ajude também, me ensinando a forma com que você anuncia!

Acredito que a troca de experiência agrega um valor inestimável aos nossos negócios, por isso quero que participe sempre, deixando comentários ou entrando em contato comigo!

Espero te ver em breve!

Dicas para melhorar a página de Checkout em sua loja virtual

Para iniciarmos o conteúdo de hoje, preciso lhe fazer duas perguntas importantes. São elas:

  • Você tem altos índices de abandono em sua página de checkout?
  • Tem problemas no momento da efetivação da venda?

Se sua resposta para uma ou as duas perguntas acima foi afirmativa, preciso lhe dizer que tenho duas notícias para você. A primeira é que você pode estar perdendo muito dinheiro, a segunda é que isso é totalmente reversível, utilizando pequenos detalhes que fazem total diferença.

A tão conhecida página de checkout, página de pagamento, carrinho de compras, independente do nome que você mais utiliza, pode ser o sonho, mas também o pesadelo dos empreendedores, isso porque, ao mesmo tempo em que ela é responsável por efetivar vendas, ela também é o ultimo passo a ser percorrido pelo potencial cliente e ele pode simplesmente não executar esse último passo, é nesse momento que o que era sonho, vira pesadelo.

Ultimamente, estou recebendo diversas perguntas ligadas a um problema em comum, o abandono na página de pagamento. Sim, você não é o único. Muitas pessoas estão sofrendo com essa síndrome que ataca as lojas virtuais de modo avassalador e constante.

 

página de Checkout em sua loja virtual.

 

Geralmente acontece assim:

  1. Você faz tudo de maneira correta, atrai o possível interessado, oferece promoções, bom prazo de entrega, opções de parcelamentos.
  2. O consumidor em potencial percorre o funil de vendas da maneira como você desenhou.
  3. Quando chega ao carrinho de compras, ele simplesmente fecha e vai embora, sem explicações, sem nenhum vestígio, NADA!

Identificou-se com a situação? Pois é, isso é mais comum do que você imagina. Pensando nisso, eu comecei estudar um pouco mais os motivos que fazem com que o cliente desapareça de uma hora para outra. Passa de interessado para simplesmente um tráfego não qualificado.

Fiquei bastante curioso, então decidi que eu deveria desvendar tudo isso para você. Pesquisei bastante, avaliei as minhas próprias táticas e, então obtive uma resposta satisfatória.

Nesse momento, comecei a elaborar um conteúdo que fosse poderoso, que conseguisse extinguir ao máximo esse tipo de consumidor que nos deixa tão aflitos e detonam nossa taxa de conversão. Tive certeza que eu podia lhe ajudar nessa tarefa e resolvi passar alguns dias montando esse conteúdo para que ao fim, você pudesse sair com boas práticas para aplicar e melhorar a página de checkout em sua loja virtual.

Você deve estar ansioso para saber o que preparei para você, não é verdade? Não precisa mais ficar angustiado, chegou o momento de eu lhe entregar tudo que eu elaborei ao longo desses dias. Você sairá daqui com o antídoto para o abandono na página de checkout, pode acreditar. Está preparado? Então prepare o local que você vai anotar os principais pontos e vamos nessa!

Para iniciar, preferi ir direto ao ponto. A partir de agora começarei a lhe passar tudo que eu aprendi, através de dicas para melhorar a página de checkout em sua loja virtual.

 

Melhorando a Sua Página de Checkout em Sua Loja Virtual

Como eu já lhe disse no início, ter problemas na página de checkout pode dar uma dor de cabeça e afetar diretamente as suas conversões, mas também lhe disse que é possível reverter essa situação com poucas modificações que fazem total diferença no comportamento do seu potencial consumidor. O que eu não te disse ainda é que eu reuni todas essas táticas e vou lhe passar a seguir.  Vamos juntos? Para melhorar a sua página de checkout você deve:

  1. Usar a Objetividade e Clareza: Utilizar a clareza nas informações e a objetividade é essencial para que você otimize a sua página de checkout, isso porque, o consumidor preza por esse ambiente sem dúvidas, ele quer sentir-se seguro durante toda a transação. Por isso, passe as informações que você julgue importante com clareza, mas não se alongue demais, seja objetivo para que isso não gere distrações e dúvida na cabeça do consumidor, ele precisa estar focado em efetivar a compra.

 

  1. Manter o Design e a Marca: Essa é uma dica que parece muito simples, mas percebi que muita gente perde o cliente por conta disso. Manter o design e a sua marca impressa na página de checkout é essencial para que o consumidor entenda que ele continua na sua página, que ele está seguro naquele ambiente, se você não mantiver as mesmas características do seu site, pode fazer com que o cliente vá embora por falta de confiança, achando que aquela é uma página falsa.

 

página de Checkout em sua loja virtual,

 

  1. Mostrar um Ambiente Seguro: Você entregaria todos os seus dados pessoais e de compra para um desconhecido sem ter garantias de que está seguro? Lógico que não, não é? Pois é, acontece a mesma coisa com seu cliente em potencial, por isso é necessário mostrar para ele que o seu site é seguro através de ferramentas que protegem todas as informações. Deixe visível o símbolo de ambiente seguro, você verá que isso lhe trará melhores resultados.

 

  1. Não redirecionar: Muitos dos abandonos dos carrinhos acontecem por que o possível cliente sentiu-se inseguro por alguns momentos e essa dica também tem haver com segurança. Essa prática é muito importante, pois não dá a oportunidade do cliente sentir-se inseguro ou desistir no meio do caminho, mantê-lo o tempo todo em sua loja virtual, diminui o processo de compra e ainda entrega mais confiança. Por isso, procure utilizar ferramentas que não façam redirecionamento para páginas externas, alongando o processo e dando mais chances do cliente pensar e desistir.

 

  1. Oferecer diversificadas formas de pagamento: Eu mesmo já abandonei carrinhos porque descobri que a loja virtual não aceitava o meu cartão. Tenho certeza que você já fez isso, ao menos, uma vez, ou conhece alguém que já tenha feito. Por isso, minimize essas chances de abandono e entregue aos seus potenciais clientes todas as possibilidades de formas de pagamento. Uma dica interessante para esse quesito é mostrar aos consumidores, todos os ícones de forma de pagamento aceitos, por exemplo, bandeiras dos cartões, logo do boleto, marca dos bancos para transferência bancária, entre outros.

 

 

  1. Usar no máximo Três Etapas: Para finalizar o processo de compra, você deve utilizar a tática da melhor experiência para o usuário. Considerando a realidade de hoje em que temos pouco tempo para realizar as tarefas, o indicado para otimizar a sua página de checkout é que você utilize no máximo três etapas até a finalização da compra/venda. A maneira mais adequada é a partir do login:

 

  • Página das características do produto e CEP.
  • Página de escolha da forma de pagamento
  • Página de informações de entrega, política de troca, entrega do boleto, etc.

 

  1. Mostrar as Etapas ao Cliente: Um erro muito grande e que é simples de ser resolvido é não mostrar as etapas a se percorrer para a efetivação da compra para o cliente. Isso é extremamente necessário, pois demonstra transparência para com o cliente, além de passar a ideia de que o processo é bastante rápido e pode ser feito naquele momento.

 

  1. Evitar Formulários Longos: Para melhorar a sua página de venda, você deve utilizar formulários de cadastros curtos, sem perguntas desnecessárias, pois isso agiliza o processo de compra e ainda demonstra ao consumidor que você só está pedindo o básico, sem querer saber mais do que deveria, mantendo o ambiente seguro.

 

  1. Usar Auto Preenchimento: Essa dica é sensacional, pois você melhora a experiência do usuário e ainda diminui o tempo em que ele usa para finalizar o processo de compra. Ao utilizar aqueles campos que completam as informações de modo automático, você sai ganhando e ainda agrada o consumidor.

 

  1. Tirar o máximo de Distrações: Um dos culpados pelo abandono na página de checkout são as distrações, por isso, procure deixar na sua página de pagamento só o que for necessário. Se possível, tire os botões de navegação de seu site, não incentive o consumidor voltar a navegar dentre seus produtos. Feche a porta.

 

  1. Testar muito: Testar, essa palavra deve fazer parte do seu cotidiano se o seu objetivo for melhorar seus resultados. Realizar testes é essencial para que você possa mensurar os resultados de cada técnica utilizada, por isso não deixe de praticar os testes A/B, posso lhe dar certeza de que seus resultados serão surpreendentemente positivos.

Gostou? Viu como é totalmente possível minimizar esses abandonos? Basta que você aplique todas essas técnicas e faça testes para avaliar o que mais lhe traz resultados positivos.

 

página de Checkout em sua loja virtual

 

Espero ter conseguido atingir suas expectativas quanto ao teor do conteúdo, que eu tenha sido claro e objetivo na transmissão das informações. Entendo que existe possibilidade do surgimento de dúvidas, caso algum ponto nebuloso tenha ficado em sua mente no decorrer do conteúdo ou no momento das aplicações, fique tranquilo, estou a sua disposição para resolver esses questionamentos, basta entrar em contato comigo através do formulário abaixo ou pelas redes sociais.

Quero lhe agradecer pela presença e dizer que você é muito bem vindo sempre.

Desejo lhe progresso! Forte Abraço.

O que é Guest Post?

Trazer novas soluções de estratégias é algo que faço constantemente em meus negócios e que incentivo minha equipe a fazer. Isso porque, não existe a formula mágica para fazer sucesso. Muitos acham que os empreendedores de sucesso tem a sorte à seu favor e isso é um grande erro, pois todos nós partimos do mesmo ponto: O zero, concorda?

Talvez você até já tenha ouvido falar sobre o Guest Post. Talvez já tenha até usado para testar e não obteve o retorno esperado. Ou ainda, nunca ouviu esse termo em sua vida, porém, não se preocupe! Minha missão com esse conteúdo é esclarecer as principais dúvidas sobre o que são Guest Posts, como podem ser usados e os locais onde são inseridos.

Pretendo passar toda a minha experiência sobre esse assunto para você,  abrindo o jogo sobre as formas que faço a utilização em meu negócios. A ideia não é ser melhor do que ninguém e nem te convencer a aceitar o que digo como verdade absoluta, o que realmente quero é que você conheça a minha forma de trabalhar com essa incrível ferramenta e teste em seu negócio, sua loja virtual ou até mesmo em seu projeto.

 

O que é Guest Post

 

Acredito que você já deva ter ouvido e lido em muitos lugares que o conteúdo é Rei, não é mesmo? Já começo lhe garantindo que realmente é, pois ele é a base de ranqueamento nos buscadores do Google. Explicando de forma bem rápida para você que ainda não conhece o funcionamento, os resultados das pesquisas do Google são baseados na leitura dos conteúdos disponibilizados em sites e blogs espalhados pela internet. Como os motores de busca são extremamente complexos e estão em constantes atualizações, não podemos definir de forma 100% segura quais são os fatores de ranqueamento, mas já foi possível perceber que um conteúdo de qualidade que se preocupa em gerar informação de qualidade para o leitor, aliado à técnicas e SEO, somado a uma navegabilidade limpa e um site responsivo, são alguns dos milhares de fatores que influenciam em uma boa posição.

Você pode estar se perguntando sobre o motivo de eu estar falando sobre ranqueamento, Google, SEO e conteúdo em um artigo que fala sobre Guest Post, não é mesmo? Estou falando, pois no marketing digital o Guest Post é usado com muitas finalidades das quais, pretendo explicar de forma mais profunda no decorrer desse artigo.

Ao procurar sobre esse tema na internet, me deparei com muitas informações relevantes e outras nem tanto, sendo assim decidi criar um conteúdo referência sobre o assunto, onde você pudesse acessar toda a vez que sentir alguma dúvida relacionado ao termo, tudo bem?

Quero agradecer de antemão pela confiança depositada em mim e dizer que sem a sua participação, eu não poderia fazer um canal de conteúdo de tamanha qualidade como esse. Logo, deixo aqui o meu muito obrigado e a certeza, de que seguimos juntos para o crescimento profissional mútuo.

Sei que você deve estar ansioso para estudar mais sobre esse assunto, então vamos iniciar!

 

Afinal, o que é Guest Post?

Bom, sua definição é bem simples de ser entendida, porém quero explicar as duas vertentes do termo e trazer para o nosso cenário atual, que é o marketing digital, mais precisamente o marketing de conteúdo.

Se fizermos uma tradução de Guest Post ao pé da letra, teríamos a definição de “Post Convidado”, ou seja dá a impressão de que um blogueiro, um profissional da área ou, simplesmente, um convidado foi chamado para gerar um conteúdo sobre um nicho de mercado pelo qual domina. Essa definição não está errada de forma alguma, no entanto, se trouxermos ela para o mundo do marketing digital podemos ir além.

Quando se fala em Guest posts para profissionais do marketing digital, logo é pensado em uma forma de se obter links que apontarão para o seu site. Claro, que estou explicando de forma simplificada, afinal existem diversos fatores que irão influenciar na qualidade desse link.

 

O que é Guest Post,

 

No entanto, você pode me dizer: “ Ah, Tiago, meu site recebe links diariamente de vários sites, tanto do mesmo nicho quanto de nichos diferentes. Posso considerar isso um Guest Post?” Excelente esse questionamento.

O Guest Post costuma ser usado como uma estratégia de Link Building, ou seja, ao invés de usar os famosos agregadores de conteúdo que disparam artigos em sites, muitas vezes não qualificados, usa-se o Guest Post para ganhar indicações do mesmo ramo.

Sei que fica um pouco complicado entender na teoria, logo vamos imaginar a seguinte situação: Você é dono de uma loja de suplementos, certo? Então, você entra em contato com profissionais do esporte para que eles indiquem sua loja como uma referência de mercado, expondo que seus produtos são de extrema qualidade, com preços justos e um atendimento personalizado. Até aqui tudo bem? Então, ele poderia fazer essa “propaganda” de sua loja em diversas mídias, estou certo? Poderia usar as redes sociais e seu canal do Youtube, por exemplo. No entanto, ele escolheu escrever um artigo e colocar o link de sua loja para quem tiver interesse. Pronto, isso é um Guest post!

Explicando de forma prática, fica até mais fácil, não é mesmo? Acredito que já tenha conseguido definir com qualidade o que é Guest post, logo estamos prontos para prosseguir e aprender um pouco mais sobre o assunto.

No próximo tópico, darei algumas dicas de como você pode conseguir Guest post para seu negócio. Tenho certeza que isso é algo que você deseja!

Vamos lá?

 

Como faço para conseguir Guest Posts?

Agora que você já entendeu o que é o Guest Post, certamente  está achando que é a sétima maravilha do mundo e está louco para aplicar essa técnica em seus projetos, afinal as vantagens são inúmeras e vão desde aumentar sua autoridade com indicações até ter mais visitantes, consequentemente mais conversões. É claro!

Então, quero te ajudar a conseguir Guest Posts de qualidade. É importante que você saiba que não adianta sair por ai pedindo links em sites que não são do seu segmento, isso porque o Google é bastante inteligente e consegue ver quando um link foi dado de forma natural e quando foi inserido de forma forçada.

 

O que é Guest Post.

 

Para conseguir Guest Post, você pode:

  1. Comprar: O jeito mais fácil de conseguir um Guest Post em um site de grande autoridade é comprando, ou seja, você vai pagar para publicar um conteúdo feito, ou por você ou pela equipe interna deles. Já existem algumas empresas da internet que prestam esse tipo de “ assessoria de imprensa”, onde ao contratar o serviço, elas garantem a publicação de um número X de links de seu negócio em sites de qualidade. No entanto, você pode entrar em contato diretamente com o veículo que deseja publicar e verificar se eles aceitam esse tipo de post.
  2. Fazer a Troca de Links: É muito comum a camaradagem com Guest Post, sendo assim não é surpresa receber um link de um site do qual você já fez a indicação. Porém, você pode combinar previamente essa troca de link. Entre em contato com a mídia de interesse e ofereça o espaço de seu canal, em troca de um espaço da dele. Essa técnica costuma funcionar muito bem e gerar parcerias interessantes.
  3. Oferecer Benefícios: A oferta de benefícios em troca de Guest Post funciona muito bem. É muito comum você ver blogueiro recebendo produtos para fazer a divulgação com opiniões e claro, falando bem. Grandes marcas do mercado de diversos segmentos adotam essa prática, principalmente em sites e blogs que possuem um grande número de visitas diárias e um público segmentado.
  4. Traga Novidades: Ter um conteúdo inédito e disponibilizar em primeira mão é um atrativo bem interessante para gerar engajamento com o seu Guest post. Logo, pense em uma forma de estar a par de novidades de seu mercado e entrar em contato com mídias que estejam pré-dispostas ao material.

 

Você já sabe tudo sobre o Guest Post e até mesmo como conseguir um, não é mesmo? Então, chegou a hora de aplicar! Vale lembrar novamente, que o Guest Post pode ser feito por você, ou seja, escrito da forma que deseja. Então, quando isso ocorrer, coloque seu link de forma natural, sem forçar o uso. Isso dará uma maior qualidade ao seu material!

Espero que tenha muito sucesso com a utilização!

Até mais!

11 Erros Comuns Ao Anunciar

Já comentei anteriormente com você que uma das perguntas que mais recebo está ligada diretamente a vendas, anúncios. Perguntas como:

  1. Tiago, como eu faço para vender mais?
  2. Como anunciar gastando pouco?
  3. Como Melhorar o Alcance do Público Alvo?

Bom, o que eu quero dizer com isso é que as maiorias das pessoas, empreendedores iniciantes ou bastante experientes, estão atrás de alavancar os resultados de seus negócios.  Eu mesmo me incluo nessa lista. E geralmente, a técnica utilizada para captar mais interessados, vender mais, gerar mais conversões, está ligada a anunciar.

Esse é um cenário muito bom, a meu ver, porém há algo que me incomoda muito nessa prática. Os erros. É claro.

Calma, eu não estou querendo dizer que sou perfeito. Todo mundo comete erros e eu não sou diferente. O que quero que você entenda é que vejo muitos erros bobos comprometerem totalmente o resultado das campanhas e isso me deixa inquieto. Quer ver?

  • Você tem a impressão de que investe muito e o retorno é pequeno ao anunciar?
  • Você recebe altos números de visitantes que não executam nenhuma ação em seu site e vão embora?
  • Você tem altos índices de reclamações dos seus possíveis interessados?
  • Você já teve um anúncio denunciado pelo usuário?
  • Você já teve um anúncio bloqueado pela plataforma?

Bom, se isso acontece ou já aconteceu com você, existem grandes chances de você estar cometendo erros ao anunciar e, pior, sem dúvidas você está retardando seu crescimento em função de erros totalmente reversíveis.

A vontade que eu tenho quando vejo esse tipo de situação é ir a cada negócio, em cada responsável pelo anúncio e ajudar, mas infelizmente não tenho tempo para isso. Então, fiquei pensando sobre uma forma que eu poderia fazer para ajudar a minimizar esses erros.

 

erros comuns ao anunciar.

 

Fui pesquisar e dessa vez, consegui me decidir até que fácil, sabia que a melhor maneira de deixar um conteúdo disponível para quem tivesse interesse era colocando ele aqui no canal. Depois disso, se iniciou a fase mais difícil do processo, sintetizar o conteúdo de maneira que não ficasse cansativo e ao mesmo tempo não ficasse incompleto. Tive que achar um meio termo, então eu garimpei bastante, tirei alguns pontos, acrescentei outros, fiz a junção de dois tópicos e o resultado final, você confere a seguir.

11 Erros que Você pode Estar Cometendo ao Anunciar

Como lhe disse anteriormente, os seus resultados podem estar comprometidos e limitados por conta de erros relativamente bobos, mas que fazem total diferença no desempenho de sua campanha. Por isso é muito importante estar atento aos pontos que vou lhe apresentar a seguir. O anunciante comete um erro quando:

  1. Direciona para a Home: Esse é um dos erros mais comuns, porém bastante grave. Se você não o comete, já deve ter visto anúncios que mostram um determinado produto e quando você clica é direcionado para a página principal do site. Muito chato isso, né? Prejudicial também! Isso porque, o potencial interessado, ao ser direcionado para a home, precisa executar todo o caminho até o produto que lhe gerou interesse, porém nem todo mundo está disposto a fazer isso ou até mesmo está sem tempo para executar essa pesquisa e é nesse momento que ele vai embora e compra do seu concorrente que direcionou de maneira correta para agilizar a execução de compra. Para que você não perca mais clientes por conta disso, coloque no anúncio a url da página do produto, facilite a compra e melhore a experiência do usuário.

 

  1. Anuncia Produtos Esgotados: Esse é um erro que causa problemas sérios nos seus resultados finais, isso porque, ele mexe diretamente com a sua autoridade na rede. Acontece da seguinte forma:

 

  • O potencial consumidor avista o seu anúncio.
  • Ele se interessa pelo produto e clica para visualizar melhor.
  • Ele fica com grande expectativa de adquirir o produto.
  • Clica para ir à página do produto e realizar a compra.
  • Ao chegar à página, fica frustrado porque o produto está esgotado.

Percebeu o quão sério pode ser isso? Esse cliente em potencial pode nunca mais voltar à sua loja, pois se sentiu enganado pela sua “propaganda”. Ainda existem chances de ele fazer propaganda negativa de seu negócio, para amigos e familiares. Por isso, preste muito atenção nessa etapa, reveja seu estoque antes de formular um anúncio e caso o estoque fique esgotado no meio de sua campanha, pause-a até que você reabasteça.

 

  1. Não Utiliza Palavras Específicas: Utilizar palavras-chaves específicas é essencial para conseguir um bom posicionamento, de nada adianta você querer abraçar o mundo se ainda não abraça nem o seu bairro. A melhor maneira de você conseguir ter bons resultados com seus anúncios é segmentando bem as palavras-chaves que você pretende utilizar. Não use palavras muito genéricas, procure utilizar palavras ligadas ao seu negócio e que são mais específicas, diminuindo as chances de usuários “perdidos” gastarem seu orçamento à toa.

 

  1. Não Foca em poucas Palavras Chaves: A escolha das palavras-chaves, realmente gera muitas dúvidas e possivelmente erros. Por isso, preste bastante atenção na hora de escolher as suas. Muitas pessoas acham que escolher um monte de palavras-chaves vai conseguir ter um maior alcance e, portanto melhores resultados, mas isso é um erro, uma ilusão de ótica. Sabe por quê? Porque você vai acabar concorrendo com seus próprios anúncios, gastando mais e não tendo o retorno esperado, além disso, você poderá estar dificultando sua segmentação. Para não ter problemas com isso, selecione poucas e boas palavras-chaves, entre 5 e 10 no máximo, e foque sua campanha nelas.

 

  1. Não Adapta a abordagem nas plataformas: Fato é que anunciar em diversas plataformas é muito importante e gera resultados fantásticos, o problema é que muita gente não se atenta para a abordagem de cada canal. Você deve anunciar em todas as plataformas que você acreditar ter potenciais consumidores, porém você deve entender que cada canal tem sua linguagem para comunicar, por isso, não use o mesmo anúncio no Youtube, na rede de pesquisa, no display, adapte a linguagem e a abordagem, dessa forma seus resultados serão muito melhores.

 

  1. Direciona para página errada: Esse erro é encarado como uma espécie de propaganda enganosa e pode resultar em problemas complicados de resolver, isso porque, esse erro é visto até pela plataforma de anúncios como uma atitude duvidosa e se for pega, seu anúncio poderá ser bloqueado, além disso, na visão do consumidor, você está dificultando a navegação e deixando a experiência do usuário confusa. Por isso, procure direcionar o usuário para o produto específico do anúncio.

 

  1. Não utiliza a negativação: Muitos anunciantes desconsideram essa fase, pois consideram um detalhe não muito importante e isso é um tremendo erro. Não negativar palavras-chaves, pode consumir seu orçamento em poucas horas sem lhe trazer nenhum retorno, isso porque, você estará trabalhando com uma abrangência enorme, podendo trazer um tráfego não qualificado através de seus anúncios. Imagine que:
    • Você escolheu utilizar a palavra-chave “celular android”.
    • Na pesquisa, as pessoas podem lhe achar com a palavra-chave “celular iOS”, por conta da semelhança “Celulares”.
    • O que irá adiantar essas pessoas clicarem em seu anúncio?

Nada! Você precisa otimizar o seu orçamento, além disso segmentar melhor o seu público, por isso faça uma lista de palavras-chaves negativas que podem trazer usuários que não têm interesse no que você comercializa.

 

erros comuns ao anunciar,

 

  1. Esquece de Segmentar: Esse erro é terrível, como eu já lhe disse acima, não segmentar é o mesmo que anunciar para qualquer pessoa que tem acesso à internet. Isso pode encarecer suas campanhas e não trazer nenhum resultado. Por isso, aplique as técnicas que eu lhe mostrei acima, acrescente técnicas de localização correta, língua, faça um bom conteúdo contendo a palavra-chave tanto no título, na descrição do anúncio, quanto na Url.

 

  1. Não utiliza o remarketing: Esse é um erro que é cometido pelo simples fato de não ser julgado como um recurso necessário. Tenho que lhe dizer que se você não utiliza o remarketing, grande parte, dos seus potenciais consumidores, está indo embora para consumir com seus concorrentes, isso porque, quase sempre os usuários interessados não compram no primeiro contato com o produto, deixando para realizar a compra em um segundo momento. Já pensou, você fez todo o trabalho, captou, mostrou os benefícios e no final o consumidor sai da sua página e amanhã, quando ele vai comprar, ele encontra o anúncio do seu concorrente? Para que isso não aconteça, utilize o remarketing.

 

  1. Utiliza palavras que levam o consumidor ao erro: Esse erro é passível de punição da própria plataforma de anúncios e pode acabar com o seu negócio em pouquíssimo tempo. Ao anunciar com palavras-chaves que induzam o seu potencial consumidor ao erro, ele pode se sentir enganado, perder a confiança em você e nunca mais voltar a consumir do seu negócio. Além do mais, ele não recomendará a ninguém os seus serviços. Portanto, atenção às palavras e conteúdos que dão ideia de algo que pode não ser verdade.

 

  1. Não conhece seus concorrentes: Conhecer os concorrentes é parte principal para elaborar um bom anúncio e muita gente esquece-se de realizar essa tarefa. Ter noção e entender as práticas do seu concorrente é importante para que você entenda um pouco do seu público alvo, práticas aceitas, atitudes que não trazem bons retornos, dessa forma você minimiza os seus custos, avalia possibilidades de se destacar perante o mercado. Sabe aquela famosa frase?: “Os tolos aprendem com seus próprios erros, os sábios aprendem com os erros dos outros.” Adoro essa frase e ela descreve exatamente essa situação. Por isso, dê importância a analise de quem está ao seu lado e concorre com você.

Viu como poucos detalhes podem fazer a diferença na hora de anunciar? Sugiro que você realize modificações em suas campanhas, faça testes e analise os resultados, dessa maneira você consegue mensurar o que mais dá resultados positivos para você. Sendo assim, a possibilidade de alcançar uma adaptação perfeita ao seu modelo de negócio, é muito grande.

 

erros ao anunciar

 

Espero ter conseguido ser claro e objetivo na transmissão das informações, meu intuito com esse conteúdo é conseguir lhe ajudar a minimizar os erros ao anunciar e fazer com que você quebre recordes através de suas campanhas.

Caso você tenha ficado com dúvida no decorrer da leitura ou no momento da aplicação em suas campanhas, entre em contato comigo através do formulário abaixo ou pelas redes sociais. Terei enorme prazer em poder lhe ajudar a resolver esses questionamentos.

Quero lhe agradecer pela presença e dizer que esse espaço é totalmente seu, portanto se você tiver alguma sugestão, crítica ou informação agregadora, por favor, fale comigo. Volte sempre que desejar ou precisar, pois estarei lhe esperando sempre com conteúdos informativos, valiosos e atuais, a cerca do mercado digital.

Desejo-te muito sucesso, altas conversões.

Forte Abraço.

O que é marketing de relacionamento?

Muitas palavras e termos vêm chamando a atenção nos últimos tempos, principalmente aquelas que estão ligadas diretamente  ao marketing digital. Porém, não poderia focar somente nas palavras, pois o jeito dos clientes consumirem mudou. Hoje, eles estão muito mais engajados e exigentes!

Talvez você já tenha até percebido que, apesar da era da tecnologia, o contato humano tem sido decisivo para fidelizar clientes. Acaba sendo uma forma de destaque no comércio dar um atendimento personalizado e focado na individualidade.

Se pararmos para pensar, não faz muito tempo que os cursos online, por exemplo, caíram no gosto da população. Isso ocorreu pela facilidade que a ferramenta trouxe para o nosso dia a dia. Não seria mais necessário enfrentar o trânsito, ter que escolher uma roupa, pois tudo poderia ser feito da tela de nosso computador. No entanto, com o passar do tempo, o calor do aprendizado foi sumindo. Não havia mais aquela relação de professores / alunos, os amigos de sala de aula, então eventos presenciais foram criados para aproximar pessoas, entendeu?

 

negócio-em-casa

 

Você pode estar se perguntando: “Ué, por que o Tiago está falando de cursos, eventos, encontros presenciais em um artigo sobre marketing de relacionamento?” Estou exemplificando uma situação para que você possa começar a captar a ideia sobre o significado desse termo.

Através desse canal, já pude falar algumas vezes que o cliente é o carro chefe de qualquer negócio, sem eles você não terá o sucesso que tanto procura. E quando falo de clientes, não me refiro só a pessoas que compram, mas pessoas que acompanham seu conteúdo, seus leitores e pessoas que se identificam com seus valores.

Durante muito tempo, até mesmo as grandes marcas do mercado pensavam que a venda era o ponto final do relacionamento com o cliente, uma vez que, a conversão foi atingida. No entanto, começou-se a perceber que era necessário manter um relacionamento mais humano com pessoas que simpatizavam como a marca para conseguir vender sempre. E aí surgiu o marketing de relacionamento.

A intenção desse conteúdo não é falar de técnicas avançadas e surreais para que você faça o marketing de relacionamento, até porque não tem uma metodologia certa. O que quero que entenda é a importância de seu uso e o conceito de aplicação. Parece estranho, mas muitos profissionais nunca ouviram falar disso, acredita? Sendo assim, eu quero que essa informação seja um divisor de águas em sua vida, onde você possa começar a falar a linguagem de seu cliente e estreitar relações.

Eu sou um cara que valoriza muito esse contato humano, seja com clientes ou profissionais que nos acompanham no dia a dia. Posso te dizer que a equipe que trabalha comigo é totalmente engajada em conquistar as metas que estabelecemos juntos e acredito que esteja ai a chave para o sucesso: a integração entre pessoas.

Vamos falar mais sobre esse assunto no decorrer do conteúdo, beleza? Está preparado para começar mais uma aula de conhecimento incrível?

 

Definindo o que é marketing de relacionamento

Acredito que com toda a exemplificação que dei no começo do conteúdo, você já tem uma ideia sobre o significado do termo, não é mesmo? Porém, se você me conhece sabe que gosto de explicar tudo nos mínimos detalhes para que não  restem dúvidas sobre os significados.

O marketing de relacionamento nada mais é do que planos estratégicos para se manter em constante relacionamento com seu cliente. O que você tem que ter em mente quando pensar nesse termo é que qualquer tipo de contato com seu público alvo é de extrema importância para a eficiência de uma boa estratégia de relacionamento.

 

marketing de relacionamento,

 

Não existe um jeito certo de aplicar o marketing de relacionamento, pois tudo irá depender da forma que seu cliente gosta de ser tratado. Sendo assim, você pode se manter em contato constante através de conteúdos relevantes e informativos sobre o nicho de atuação, colocando-se disponível para esclarecimento de dúvidas, trabalhando um atendimento personalizado, trabalhando estratégias de fidelização e mais um punhado de coisas que atraia os olhares das pessoas.

Costumo falar que a criatividade é fundamental para a implementação do marketing de relacionamento. Isso porque, eu posso até passar para você algumas dicas de aplicações, porém você terá que dar o toque de sua marca para que seu público se identifique com o conteúdo gerado, senão ficará um ar frio e robotizado, entende? Ninguém gosta de ser tratado por uma máquina de atendimento padronizada, onde muitas vezes não atende as necessidades do público de maneira individual.

Toda a vez que o assunto marketing de relacionamento for colocado em pauta, pense em formas de conquistar a satisfação dos clientes antes, durante e principalmente, após a compra, para que ele tenha uma experiência tão positiva que, além de comprar novamente, possa transmitir para as demais pessoas, seus diferenciais e pontos positivos. Tal atitude fará com que você ganhe seguidores engajados e que fazem publicidade gratuita de sua marca.

Sei que você talvez esteja interessado em conhecer algumas técnicas de marketing de relacionamento, estou certo? Sabendo disso, separei alguns dos métodos mais tradicionais de se aplicar o marketing de relacionamento.

Vamos lá?

 

Métodos de Aplicação de Marketing de Relacionamento

É muito comum que os profissionais ainda tenham dúvidas sobre a aplicação do marketing de relacionamento. Isso porque, tudo se renova muito rápido nesse meio e fica até difícil acompanhar tantas novidades que vão surgindo. Porém, preciso te dizer que a estratégia não é nova, uma vez que, na publicidade tradicional, a estratégia já é ensinada desde os tempos das universidades tradicionais.

 

marketing de relacionamento.

 

Logo abaixo, você terá algumas formas de aplicação do marketing de relacionamento.

  1. Conteúdo Relevante: Um dos métodos mais simples e básicos de fazer a aplicação do marketing de relacionamento é gerando conteúdo agregador e relevante focado no interesse de seu público. Por exemplo, se você tem uma loja virtual focada em moda feminina, porque não informar o lançamento de novas coleções, fornecer combinações de estilo e até mesmo, fornecer acesso a notícias internacionais de moda. O público gosta de ter acesso a novidades e isso fará com que seja percebido que você está antenado com as tendência e preocupado em transmitir para seus clientes.
  2. Ofertas Exclusivas: Informar ao seu cliente de uma mega promoção ou então, liberar descontos exclusivos para quem já comprou de você é uma forma de valorizar seu público alvo e mostrar o quão importante eles são. Sendo assim, sempre que for fazer uma queima de estoque, por exemplo, faça questão de avisar seu consumidor com antecedência.
  3. Lembrar Datas Importantes: Você já deve ter recebido ligações ou e-mails em datas como o seu aniversário, não é mesmo? É bastante comum usar essa metodologia para valorizar seu cliente. Por isso, faça questão de se fazer presente em datas comemorativas, nem que seja com o envio de um e-mail personalizado.
  4. Plano de Fidelidade: As chances de quem já comprou com você, comprar novamente é muito grande, isso porque ele já teve uma boa experiência e prefere não arriscar em novas experiências duvidosas, entende? Sendo assim, incentive e dê benefícios para compras recorrentes, como descontos e brindes interessantes.
  5. Pesquisa de Satisfação: A melhor forma de entender a satisfação de seu cliente é ouvindo dele mesmo, ok? Logo, aposte em pesquisas de satisfação para medir o nível de qualidade da sua marca. Dessa forma, você consegue corrigir possíveis erros e melhorar muito mais a qualidade de seu atendimento, por exemplo.

Como eu disse, o marketing de relacionamento é um ramo muito aberto que dá margem para a imaginação acontecer. Ninguém melhor do que você para conhecer seu público alvo, sendo assim, aposte em ações que traga eles mais para perto de você, pois isso só lhe trará benefícios.

Agora que você já sabe tudo sobre marketing de relacionamento é o momento de aplicar! Estarei disponível para esclarecer qualquer dúvida, basta entrar em contato comigo, tudo bem?

Espero te ver em breve, novamente.

Até mais!