Entenda mais sobre a segmentação contextual

A criação de um anúncio atraente é composto de diversos aspectos diferentes como a escolha das palavras-chave certas, do tipo de campanha, do orçamento que será utilizado, entre outras coisas e tudo isso junto irá compor os resultados mais qualificados para a sua campanha.

Só que você sabia que existe um método muito interessante e eficiente para conseguir obter resultados mais expressivos e atraentes na exibição de seus anúncios na web? Principalmente, na rede de display do Google?

Então, a gente te pergunta, você já ouviu falar sobre a segmentação contextual?

Se a resposta for não, você veio ao lugar certo, pois está perdendo as chances de decolar suas campanhas do Google Adwords obtendo métricas surpreendentes.

Como o blog do Mestre do Adwords sente-se na obrigação de manter o seu leitor sempre bem informado e descobrindo que há um desconhecimento sobre a segmentação contextual de anúncios, preparamos o melhor conteúdo da internet sobre esse assunto.

Esperamos que você preste muita atenção em tudo que iremos contar por aqui hoje, para que você consiga implementar em suas campanhas o mais rápido possível, beleza?

Então, vamos lá!

 

Entenda mais sobre a segmentação contextual,

 

O que é a segmentação contextual?

Você já deve saber que diferente da rede de pesquisa do Google que acaba imprimindo o seu anúncios com a relevância de interesse de pesquisa do usuário, a rede de display irá selecionar seu anúncio para aparecer em produtos parceiros, como blogs, sites, canais do Youtube e demais locais que aderem à publicidade que a empresa oferece.

Então, a segmentação contextual nada mais é do que a escolha de termos, palavras-chave ou tópicos que irão fazer a correspondência entre o seu anúncio e o local que ele será exibido.

Por exemplo, se você trabalha vendendo produtos naturais, poderá escolher sites e blogs que incentivam a alimentação saudável, o uso de medicamentos naturais e itens de vida saudável. Com essa atitude, você estará praticando a segmentação contextual.

O ponto positivo de sua utilização é que você encontra um público alvo altamente qualificado e que tem reais interesses sobre o tema abordado, então suas chances de conversão são aumentadas de forma bastante significativa.

Você, provavelmente, achou bastante interessante esse tipo de segmentação e deve estar querendo começar a aplicar, não é mesmo?

Então, vem que a gente te ensina por onde começar e o passo a passo da execução!

 

Entenda mais sobre a segmentação contextual

 

1º – Escolhendo as palavras-chave e tópicos

No Google Adwords, uma das formas mais importantes de segmentar é com o uso das palavras-chave, pois é o mecanismo de leitura do motor de busca, logo o primeiro passo é fazer a escolha de quais termos de busca você irá desejar utilizar.

Existe uma diferença importante entre as palavras-chave e o tópico. O tópico seria o tema sempre do local da exibição, como se fosse a categoria pela qual o seu anúncio seria exibido. Já a palavra-chave é o que já conhecemos, o termo exato de grafia.

A segmentação contextual só conseguirá ser feita em sites que fazem parte do programa de publicidade do Google, então você terá que trabalhar com opções reduzidas, ou seja, apenas campanhas para rede de display.

Com isso, sobram algumas opções de uso:

  1. Visita na empresa;
  2. Visualização do anúncio;
  3. Chamada para a empresa;
  4. Visita em seu site;
  5. Ação em seu site;
  6. Compras no site

Haverá a necessidade também de escolher o tipo de campanha que deseja trabalhar, lembrando que deverá ser uma campanha apenas para rede de display. Com isso, você terá opções como:

  • Remarketing apenas para rede de display;
  • Todos os recursos com exibição em rede de display;
  • Rede de pesquisa com a exibição em display;
  • Rede de pesquisa com a exibição em rede de display.

Fazendo essa seleção, você estará indicando ao Google o local exato que deseja que seu anúncio seja exibido, afinal você estará segmentando por interesse.

Essa é uma estratégia bem bacana de ser utilizada, principalmente, se você deseja criar uma lista de leads quentes, afinal quem verá seu anúncio terá muito interesse no assunto.

O clique do anúncio costuma ser muito mais qualificado, notando-se uma diminuição bastante considerável nos cliques inválidos, já que o ambiente em que o usuário se encontra mostra muito sobre o seu interesse.

 

Funcionamento da análise de página

Sabendo como fazer a segmentação contextual, você pode estar se perguntando como o Google classifica os sites e os tornam aptos para a exibição de determinados tipos de anúncios, não é mesmo?

Bom, da mesma forma que você analisa dados, informações e métricas do lado de cá, o Google analisa do lado de lá. O que ele levará em consideração sempre será a URL e o site como um todo. Alguns pontos merecem destaque especial:

  1. Analise do texto: O Google irá analisar o tipo de texto exibido, qual tipo de assunto que aborda, qual o tema, palavras-chave que utiliza;
  2. Análise de idioma: Analisará o idioma utilizado pelo site para ter a certeza de estar autorizando a exibição de anúncio na língua materna, tanto que, sites que tem 2 tipos de idioma diferentes tem exibição de anúncios distintas;
  3. Link: O link também é analisado para saber qual assunto aborda e o uso da palavra-chave relacionada;
  4. Página de exibição: A página é analisada de maneira geral.

Com base em todas as análises e as informações que são colhidas, o Google determina a categoria do site e, com isso, libera a veiculação de determinados tipos de anúncios.

 

Entenda mais sobre a segmentação contextual;

 

Como ocorre a seleção do anúncio para exibição?

Quando a palavra-chave ou o tópico selecionado bate com as características correspondentes ao local de exibição, o seu anúncio é exibido.

Então, quando seu anúncio é exibido por seleção de palavra-chave, o local de exibição faz o trabalho com os mesmos termos utilizados em seu anúncio, porém uma série de fatores ainda podem ajudar na composição, como o local e o idioma de destino.

Há também 2 tipos de correspondência:

  1. A estendida: Que é quando o usuário acessou informações recentes sobre esse assunto, então ela passa a ser exibida pelo interesse.
  2. O contexto: Esse é quando o anúncio passa a ser exibido pelo canal fazer uso de palavras-chave relacionadas e que fazem relação direta com seu anúncio.

Por tópico, acontece exatamente da mesma forma, porém um pouco mais simples. Se seu anúncio estiver abordando o tema da beleza, certamente não será exibido em locais que abordam assuntos de carros, pois não está relacionado com o mesmo perfil de conteúdo.

 

Parece muito complexo de entender, mas na prática o que acontece é que seu anúncio só será exibido em um local do qual faça relação direta com seu público alvo, buscando sempre entregar uma excelente experiência, entende?

Há ainda a opção de bloquear a exibição de anúncios em locais dos quais o assunto até faz relação com seu anúncio, porém não apresentam, conversões significativas. Isso fará com que você não desperdice orçamento em locais dos quais não gerem conversões.

Alguma dúvida sobre esse assunto?

Estamos aqui para esclarecer qualquer informação ou ponto que não tenha ficado claro. Pode deixar seu comentário no espaço abaixo que iremos retornar o mais breve possível.

Obrigado pela visita, esperamos te ver sempre por aqui.

Muito sucesso!

 

 

É possível gerar vendas no Facebook?

Muitos acham que é quase impossível gerar vendas no Facebook, afinal, quem entra na rede social para comprar um celular novo ou um carro, não é mesmo?

Isso ocorre, porque a imagem das redes sociais ficou como se fosse algo mais voltado ao entretenimento e a diversão, mas esse cenário já se alterou e, hoje, o Facebook virou uma forte arma para gerar negócios.

Alguns dados internos do próprio Facebook mostram que:

  • Por mês, mais de 92 milhões de pessoas acessam a plataforma;
  • 77 milhões de usuários acessam a rede via mobile;
  • O Brasil está em 78º lugar do ranking de países que mais acessam o Facebook;
  • 58% da população brasileira tem uma conta na rede social;
  • 96% da população mundial acessa a rede em 2G, mesmo o 3G já estando presente para 78% da população.

Esses números impressionam e mostram um pouco do comportamento do usuário em relação à plataforma. Agora, você acha mesmo que não é possível gerar vendas no Facebook?

Óbvio que é, e o negócio que ainda não se utiliza dessa ferramenta para aumentar suas conversões está perdendo uma parcela significativa da população que consome dentro das redes sociais.

Como o blog do Mestre do Adwords tem o papel de ajudar quem está sempre por aqui, criamos esse material com algumas dicas que irão te ajudar a turbinar suas vendas pelo Facebook.

Vamos lá?

 

 

Táticas para gerar vendas no Facebook

Como dissemos logo no início do texto, ninguém associa o Facebook a compra de um móvel para casa ou uma televisão nova, porém os usuários que estão ali, normalmente, estão despretensiosos e abertos a receber informação, seja de um novo produto ou um novo serviço.

O Facebook tem um poder muito grande de engajamento social, já que as pessoas têm interesse em ler opiniões e avaliações de pessoas que já fizeram uso.

Obviamente que criar um anúncio no Facebook direto com um botão de vendas não vai te trazer os resultados que espera, afinal quem não te conhece não irá comprar de você, porém você pode usar de 3 técnicas para aumentar suas chances de gerar vendas. São eles: atração, engajamento e só depois conversão.

Vamos falar de cada um deles detalhadamente, assim você conseguirá entender bem sobre o que estamos falando.

 

#Gerando Atração

Esse é apenas o primeiro passo, porém ponto fundamental para que a sua estratégia de vendas comece a funcionar. Como ninguém entra disposto a comprar nada, você precisa despertar o interesse de seu público e, assim, atrair a curiosidade para a sua oferta, entende?

Como falamos anteriormente, não adianta criar um anúncio oferecendo algo e achar que os usuários vão comprar de primeira, por mais incrível que seu produto for, como a rede não tem esse objetivo, fica complexo vender dessa forma.

Você precisar usar gatilhos mentais para atrair a atenção gerando interesse, então um “compre aqui” logo de cara, talvez, não seja a melhor saída, não acha?

Descubra qual é a dor de seu público, o que eles estão buscando e vá no ponto exato. Gatilhos mentais que tocam na dor, na oportunidade ou no problema são ideias para esse tipo de estratégia.

Sabemos que você tem a intenção de vender, porém nesse momento o seu público ainda não está pronto para comprar, será preciso preparar para chegar ao momento exato da conversão.

Mostre que você conhece o problema que ele está vivendo e que está disposto a colaborar de alguma forma para sanar essa questão. Lembrando sempre que o objetivo do primeiro passo é fazer com que ele preste atenção em você, ok?

Se você conseguir atrair a atenção, tá feito! Hora de seguir para o próximo passo.

 

É possível gerar vendas no Facebook.

 

#Gerar Engajamento

Agora é a hora de vender? Não, ainda não…

Nessa etapa você precisa mostrar para o seu usuário que o problema dele tem solução e não apenas uma, mas várias. Isso mostrará que você está, realmente, preocupado em ajudá-lo.

Tal atitude mostrará que além de preocupado, você quer que ele se livre de vez da dor que o incomoda, fazendo com que você ganhe autoridade perante ele. Essa autoridade é um passo importante para a próxima etapa que é a da conversão.

Engajar é uma etapa importante do processo, principalmente quando queremos que esses usuários evoluam para a etapa de vendas. Então, esse é o momento que você deve gerar conteúdo de interesse que aborde situações rotineiras de sua vida.

Quer ver algo que converte muito no Facebook? Conteúdos de emagrecimento e perda de peso, pois usam aquelas fotos do antes e depois da pessoa que deixam todos impressionados.

Perder peso é a dor de muita gente que já tentou fazer milhares de regimes, dietas, reeducação alimentar e até tentou ir na academia todo dia, mas não teve sucesso. Quando você mostrar que tem uma forma de ajudar ela de maneira real e provar que teve pessoas que conseguiram, ela se interessará em avançar.

Vale pontuar que esse engajamento deve ser obtido de maneira clara e com informações reais, nada de inflar resultados ou mentir para criar autoridade. Preocupe-se em criar um pilar sólido com base na verdade.

 

# Hora de vender

Então, você começou atraindo a atenção da pessoa com um conteúdo de valor que mostrava que o problema ou a dor dela tinha solução, depois você ganhou a sua confiança mostrando que ela não está sozinha nessa, pois tem diversas outras pessoas que passam pela mesma situação.

Além disso, mostrou e provou que a questão tem solução, não apenas uma, mas algumas possibilidades…

Agora é o momento de partir para o ataque é fazer com que a conversão seja gerada. Esse usuário já sabe que pode contar com a sua ajuda e, por isso, confia em você!

Nesse momento, você precisa apresentar uma oportunidade única, algo que seria impossível dizer não, entende? É o momento de usar a criatividade para gerar uma oferta incrível e de muito valor.

Como fará isso? Usando toda a sua expertise no assunto e as particularidades de seu negócio.

 

É possível gerar vendas no Facebook;

 

Seguindo essas 3 técnicas você conseguirá gerar vendas no Facebook, basta lembrar que quem está na rede não está ali para comprar, então será uma missão sua atrair a atenção, gerar engajamento para só depois levar o usuário a querer executar a ação de compra.

Muitos modelos de negócios já se utilizam dessas técnicas para vender no Facebook e os resultados tem sido cada vez mais impressionantes.

Os testes serão necessários para que seja possível identificar o tipo de conteúdo que seu público alvo mais gosta, logo ir com tudo de uma vez só, pode não ser uma boa sacada.

Vá com calma, criando estratégias e possibilidades para cada etapa. Teste, veja o que te traz melhor resultado, o que não deu muito certo e vá afinando aos poucos. Chegará uma hora que as vendas começarão a ocorrer de forma automática e você precisará apenas fazer pequenos ajustes na estratégia.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Ou tem algo que queria perguntar para nós? Então, aproveite o espaço abaixo para melhorar seus resultados e gerar vendas no Facebook.

Acompanhe a gente nas redes sociais e no Youtube, tem sempre material bacana para você!

Até a próxima e sucesso.

 

 

 

Conheça o Lançamento Youtube Go [Novidade]

O Youtube é a plataforma mais poderosa de vídeos da atualidade, seus números de desempenho oficiais chegam a impressionar a cada dia.

Sendo um produto Google, não é exagero esperar que essa liderança em seu mercado não seja sinal para gerar comodismo.

Ao contrário de muitas empresas, o Google nunca está satisfeito com os seus resultados, mesmo que eles signifiquem ser líder absoluto de um setor.

Na verdade, essa filosofia é bastante conhecida e visa melhorar a experiência do usuário como um todo.

Além disso, recentemente ficou mais fácil visualizar nitidamente para onde os esforços da marca estão seguindo, não é verdade?

Tudo indica que a Google já tem uma visão geral e mais aproximada do que está por vir no mercado de tecnologia voltada para o consumo na internet, prova disso é a crescente estratégia de trazer o mobile para o papel de protagonista.

Iniciativas como o Mobile First, só deixam mais claro que a internet está mudando e que as plataformas estão acompanhando todo esse movimento.

Nós, do Mestre do Adwords, que estamos sempre ligados nas atualizações, tivemos uma grata surpresa há pouco tempo e queremos compartilhá-la com você.

Conheça a seguir o lançamento Youtube Go e o qual a tendência que isso acabou revelando ao mercado.

Vamos juntos?

 

Conheça o Lançamento Youtube Go

 

O anúncio do Youtube Go e a revelação da mudança mundial

Se você não soube da notícia, deve estar se perguntando agora mesmo:

  • “Nossa, quando isso aconteceu que eu não vi?”.

Calma, nem faz tanto tempo assim, a notícia é realmente novidade, o anúncio do Youtube Go aconteceu durante um evento da Google realizado na Índia.

Reiterando sua estratégia de melhorar a experiência do usuário, criando novas “segmentações” entre seus produtos, o Youtube GO acompanha a tendência dos lançamentos anteriores da marca, como o Youtube Gaming e o Youtube Kids.

O projeto partiu de um propósito muito conectado, mais uma vez, às necessidades do usuário atual na internet, mais diretamente, ao estilo de consumo do conteúdo.

A grande sacada é que apresentando o Youtube GO, o Google soluciona duas questões bastante importantes para o desenvolvimento da internet no mundo, ou seja, melhora o consumo de conteúdo e abre o acesso de informação aos públicos que possuem dificuldade ao se conectar, uma vez que, não é mais preciso necessariamente uma internet veloz para tal.

Você pode estar se perguntando:

  • “Porque o anúncio foi feito na Índia?”.

Simples, esse mercado asiático é um dos que mais crescem no setor mobile, porém ainda há muitas barreiras para serem vencidas quanto ao acesso à banda larga na região, afinal, são poucas as ofertas de plano de dados, além de mínimos pontos de Wi-Fi.

A Índia se mostra então como forte candidata a tornar o lançamento um sucesso, além de representar um público de estudo interessante para escalonar ao projeto para o mundo.

A partir disso, uma nova tendência foi revelada ao mercado da internet, segundo a vice presidente de produtos do Youtube, Johanna Wright.

Para o Google, o desenvolvimento do Youtube Go visa demonstrar aos seus usuários a importância social que eles possuem.

Dentro do seu papel de impacto global social, a empresa começa a desbravar um mercado que tem tudo para se tornar gigantesco, uma vez que um “novo público” passa a ser atendido e entendido.

 

Conheça o Lançamento Youtube Go.

 

O que é o Youtube Go e como funciona?

Basicamente, o Youtube Go é um aplicativo produzido pela Google para a sua plataforma de vídeos.

A concepção do projeto teve como base que o aplicativo pudesse trabalhar em regime off-line e em conexões extremamente precárias.

Atendendo à pedidos diversos e envolvendo outras necessidades de mercado que nós vimos acima, o Youtube Go permitirá que o usuário baixe vídeos direto da plataforma.

Se você é bem informado, certamente deve estar se perguntando:

  • “Ué, mas o Youtube já permitia o download dos vídeos em outros países…”.

Sim, é verdade! Já era possível baixar conteúdo na Indonésia, nas Filipinas e, inclusive, na Índia, mas as coisas serão diferentes do que existia, pois outras funções foram implementadas no aplicativo, modificando totalmente a usabilidade dessa função.

A partir do aplicativo, será possível:

  • Consumo off-line: Transferir os arquivos de vídeos aos seus amigos sem a utilização da conexão com internet.
  • Prioridade dos dados: Ao fazer o download do vídeo, o aplicativo priorizará o baixo consumo dos dados de conexão.
  • Resolução: O usuário poderá escolher qual o tamanho e a qualidade do vídeo que deseja baixar.
  • Plataforma: Todos os arquivos rodarão diretamente e exclusivamente no aplicativo.
  • Lista de sugestões: A partir do seu perfil de consumo, o Youtube passará a selecionar sugestões que você pode gostar de consumir. Desse modo, você poderá ver prévias dos vídeos, sem necessariamente acessá-los.
  • Aviso de espaço no dispositivo: Para melhorar ainda mais a experiência, o aplicativo terá o poder de ler o espaço livre do seu dispositivo e a partir disso irá te notificar, antes do início do download, se você tem capacidade o suficiente de armazenamento para o vídeo em questão.

Essas são só algumas das funções, afinal, o Google segue trabalhando em melhorias para o aplicativo.

 

Conheça o Lançamento Youtube Go,

 

Quando a novidade será disponibilizada para download?

Nesse momento você já deve estar louco para ir na sua loja de aplicativos só para baixar o Youtube Go, mas fique tranquilo, pois isso ainda não é possível.

Na verdade o Google ainda nem informou se o disponibilizará nas plataformas mais conhecidas do mobile, o Android e o iOS, apesar de duvidarmos de que isso não ocorra.

Acreditamos que será disponibilizado para todos os sistemas operacionais assim que possível. Concorda?

Enfim, segundo informações oficiais da própria empresa, o Youtube Go será disponibilizado primeiramente na Índia, sem data certa ainda, mas em outros locais do mundo a probabilidade é que a disponibilização seja feita só em 2017.

É, teremos que esperar um pouco mais para conhecê-lo de perto…

Bem, se você não quer perder nenhuma novidade do aplicativo, pode se inscrever no site oficial, assim, sempre que houver uma informação ou atualização relacionada, o Google te avisará em primeira mão.

Agora é só esperar para o tão esperado lançamento efetivo, não é verdade?

 

Esperamos que você tenha gostado desse conteúdo e do lançamento… Ficou com alguma dúvida? Então entre em contato conosco, será um prazer lhe retornar com possível soluções para os seus questionamentos.

Sabe de alguma novidade sobre o Youtube GO que nós não tivemos acesso? Venha conversar com a gente, deixe seu comentário abaixo ou nas redes sociais do Mestre do Adwords, contamos com a sua colaboração para enriquecer ainda mais o material à respeito do assunto.

Nos vemos por aí, sucesso sempre!

Forte Abraço.

Dicas para começar um negócio sem dinheiro

Iniciar seu próprio negócio é o sonho de muitos profissionais. Os motivos apresentados para tal, são diversos, entre os mais comuns estão:

  • Não gostar da sua atividade profissional atual.
  • Querer ter mais tempo para a família e amigos.
  • Ter mais liberdade na vida em geral.
  • Ter mais dinheiro.
  • Mudar a vida das pessoas e parte do mundo.

Nós, aqui do Mestre do Adwords, acreditamos que dentre as justificativas, existem algumas mais fortes, com propósitos mais poderosos, mas isso não significa que o seu motivo é inválido.

Enfim, apesar desse sonho ser bastante presente, muitas vezes, ele não passa disso, ficando ali no imaginário, até que seja completamente destruído.

Nesse caso, a principal justificativa é:

  • “Eu não tenho dinheiro para começar um negócio”.

Você já parou para pensar se para começar o seu negócio, você precisa inevitavelmente de dinheiro ou muito dinheiro?

Se você não sabe a resposta, nós podemos lhe ajudar. É o seguinte, salvo alguns tipos muito específicos de negócios, a maioria não precisa de uma grande quantia de dinheiro para a fase inicial de um projeto.

Basta muita força de vontade, estudos, horas de dedicação e muito trabalho para fazer acontecer.

Foi pensando em te ajudar quanto a isso que nós criamos esse conteúdo, nele, lhe entregaremos dicas para começar um negócio sem dinheiro.

Vamos juntos?

 

Dicas para começar um negócio sem dinheiro..

 

#Dica 1 – Planeje-se

Antes de jogar tudo para o alto e começar a entrar de cabeça no seu novo negócio é preciso planejar-se.

Não é porque o seu projeto precisa de pouco ou nada de dinheiro que você não precisa se manter. Concorda?

Se você está pensando em largar o seu emprego para começar um negócio próprio, avalie os seus custos de vida em geral, antes…

Prepare-se, confira o quanto tem disponível no orçamento, estude verdadeiramente a validade da sua ideia, essa fase é muito importante para que você tenha a real visão se vale a pena ou não colocar em prática o que tem como sonho.

Para ter uma visão mais nítida disso, se aprofunde nos estudos do mercado que pretende atuar. Olhe para os seus concorrentes, seu potencial público alvo, as características da movimentação do setor como um todo.

Além disso, procure definir qual é o diferencial do seu futuro negócio e se isso é o suficiente para enquadrá-lo como um potencial sucesso, seja pela inovação ou pelo conhecimento vasto de um setor.

#2 Dica – Busque parceiros

Se você não tem dinheiro para investir no seu projeto no início, talvez esse não seja um problema, mas isso não significa que mais para frente você não irá precisar de investimentos para evoluir alguns pontos.

Por isso, a melhor maneira de garantir que os recursos estarão disponíveis quando você precisar dele é procurando parceiros.

Basicamente, se você estudou o seu mercado e tem certeza que possui uma ótima ideia de negócio em mãos, isso significa que você tem alta capacidade de tornar o seu projeto vendável.

Isso quer dizer que, ao apresentá-lo às pessoas certas, há grandes chances de que você consiga pessoas interessadas em investir.

Verifique qual tipo de parceiro é mais adequado para o seu negócio, um sócio, um incentivo do governo, um investidor anjo, amigo de profissão…

O interessante é que além de você buscar recursos para o seu negócio, essa ação funcionará como um termômetro para a validação da sua ideia.

Não entendeu? É simples! Ideias de negócios que tem grandes chances de serem lucrativas quando são apresentadas, quase sempre conseguem investimentos, caso contrário, esse pode ser um sinal de que você avaliou mal o potencial do seu projeto.

Lembre-se sempre! Antes de aceitar um investimento, procure estabelecer de forma clara e objetiva quais são os regulamentos dessa “parceria”, isso garantirá que você não vire um empregado do seu próprio negócio.

 

Dicas para começar um negócio sem dinheiro

 

#3 Dica – Crie um discurso de vendas matador

Como falamos acima, se a sua ideia é interessante, não será muito difícil atrair investidores interessados…

Por outro lado, isso também dependerá do seu poder discursivo de vendas, afinal, algo mal apresentado não explora as verdadeiras características do negócio e acaba não atingindo todas as possibilidades alcançáveis.

Se você não quer passar por isso, trabalha na criação de um discurso de vendas matador.

Na sua criação, você deve ter em mente que o objetivo é convencer de que vale a pena embarcar no seu projeto, que os riscos existem, mas que o potencial de sucesso é muito maior.

Pense em algo que pode ser um atrativo para os possíveis investidores, como participação nas ações da empresa, por exemplo.

Nesse momento, a sua abordagem para com os “parceiros” pode ser equiparada ao que você precisa ter com o cliente direto do seu negócio, ou seja, apresentando vantagens, exclusividades, diferenciais… Para enfim, atraí-los.

#4 Dica – Faça contatos

Você já deve ter ouvido falar que um bom empreendedor cria a sua lista de contatos desde cedo, pois através dela é possível tornar o caminho para a evolução menos tortuoso.

Se você duvidada dessa teoria, pode acreditar, é totalmente verdade. Quando você tem uma forte rede de contatos e, claro, a utiliza de maneira certa, seus contatos podem ser seus primeiros parceiros.

Não que eles vão ser seus investidores, apesar de isso não ser difícil, mas lhe ajudando a se conectar com outras pessoas que podem lhe auxiliar em diversos aspectos, como a criação de uma estratégia de marketing, por exemplo.

Além disso, essa teia de conexões pode impulsionar a sua marca, fazendo um marketing quase natural entre os ciclos de relacionamento, trazendo um reconhecimento da sua imagem como um especialista da área, além de atribuir uma boa reputação, já que você está sendo indicado entre “amigos”.

Certamente esse ponto é muito positivo, principalmente, para um negócio que está iniciando sem dinheiro. Concorda?

 

Dicas para começar um negócio sem dinheiro,

 

#5 Dica – Se modifique frente às oportunidades

Nós sabemos que não é fácil fazer isso, especialmente, depois que você passou muito tempo sonhando em colocar em prática o seu negócio, mas entenda, às vezes é necessário se modificar para conseguir subir alguns degraus.

O que estamos querendo dizer é que nem sempre você conseguirá iniciar o seu negócio exatamente como idealizou, pois as oportunidades que aparecem podem te exigir algo um tanto diferente.

Nesse momento só haverá dois caminhos, aceitar ou desistir dela. Como desistir não está dentre as ações de um bom empreendedor, a melhor opção é aceitar.

Por exemplo:

  • Vamos imaginar que você tem uma confecção e quer abrir uma rede de lojas, mas ainda não possui todo o dinheiro para alugar os pontos comerciais.
  • Então, em suas apresentações de projeto, ao termino do discurso de vendas, um parceiro te propõe que você confeccione as peças de um desfile para uma marca que ele gerencia.

Porque você não conseguiu o patrocínio para abrir os seus pontos de venda, você não irá aceitar a possibilidade de ter uma maior visibilidade ao confeccionar peças para um desfile?

Percebe que não é bem o seu projeto, mas continua sendo uma oportunidade para alavancar o seu negócio?

Se modificar frente às oportunidades será imensamente importante para você continuar a sua jornada. Procure não ser inflexível às possíveis mudanças e adaptações.

Até mesmo porque em meio a elas, você pode descobrir novos caminhos ainda mais lucrativos para o seu negócio. Veja essas situações como uma chance para explorar novas vertentes, públicos e possibilidades.

 

É isso! Agora é o momento de você começar a colocar a mão na massa. Esperamos que você tenha curtido esse material.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com a gente pelos comentários abaixo ou pelas redes sociais do Mestre do Adwords, nós lhe retornaremos assim que possível.

Já passou pela experiência de abrir um negócio sem dinheiro? Compartilhe as suas experiências conosco, será um privilégio poder lhe ouvir e enriquecer ainda mais a discussão sobre o tema.

Nos vemos em breve, sucesso sempre.

Forte Abraço.

 

 

Dicas imperdíveis para criar o texto do anúncio

É fato incontestável que para ter uma campanha com bons resultados no Adwords, é preciso ter um estratégia coesa em todos os fragmentos que a compõe.

Não adianta escolher palavras-chave poderosas e pecar na segmentação, não funciona trabalhar um texto de anúncio irresistível se a sua página de destino é a home do seu site, sem direcionamento.

Consegue captar o que estamos tentando lhe dizer?

O sucesso de uma campanha está diretamente relacionado a como você monta e organiza a estrutura e isso inclui todos os mínimos detalhes.

Basicamente, a sua campanha irá começar muito antes da criação dos anúncios em si, lá na fundamentação da estratégia, com o estudo de mercado e público alvo. Correto?

Hoje, através desse conteúdo, nós, do Mestre do Adwords, queremos te ajudar com uma dessas etapas tão importantes, a criação do texto do anúncio.

Apesar de parecer algo muito simples, muitas pessoas têm dificuldade em criar algo, no mínimo, razoável nesse ponto… Acreditamos que seja, apenas, por simples falta de conhecimento.

Então, para acabar com esse problema que pode estar jogando o seu tempo e o seu dinheiro fora, confira dicas imperdíveis para criar o texto do anúncio à seguir.

 

Dicas imperdíveis para criar o texto do anúncio.

 

#Dica 1 – A escolha das Palavras-chave

Pode parecer repetitivo dizer isso, mas não tem jeito, as palavras-chave são imensamente importantes para as suas campanhas e não seria no texto do anúncio que isso iria mudar. Não é verdade?

Bem, para ter um texto poderoso, inclusive, na “leitura” do Google, você deve incluir algumas palavras-chave que você está utilizando no seu anúncio, no texto dele.

Lembre-se! O objetivo do texto é primeiramente fazer com que ele se destaque na visão do seu potencial consumidor e posteriormente que ele cause interesse, fazendo com que ele, ao menos, clique para saber mais.

Para fazer dar certo, basta seguir alguns passos bem básicos:

  • Escolha termos da sua campanha que tenha relação direta com o anúncio em especial. Isso servirá como uma segmentação.
  • Na hora da escolha, tente pensar um pouco como seu potencial consumidor na hora de tentar encontrar o que você está anunciando. Por exemplo, em uma campanha do Blog do Mestre do Adwords para atrair tráfego, nós poderíamos anunciar um conteúdo “Como criar uma campanha Adwords” e essa poderia ser uma forte candidata de palavra-chave para o meu texto de anúncio.

Com essa simples ação, o seu CTR vai se elevar, basicamente porque há mais chances dela ser exatamente a busca que o seu usuário está realizando.

Não há como contestar, quanto mais próximo da busca do usuário for o texto do anúncio, maiores são as chances dele se interessar.

#Dica 2 – Utilize apelos visuais para ganhar destaque

A cada minuto que passa, novos anúncios são inseridos na internet e mais um punhado de concorrentes se juntam para iniciar suas atividades na rede de marketing online.

Por isso, é importante trabalhar o destaque dos seus anúncios ao máximo, inclusive no texto.

Para garantir um apelo visual, uma boa opção é utilizar algumas táticas, claro, sempre seguindo as regras da plataforma.

Nesse caso, o indicado é fazer, por exemplo, a utilização de números, como:

  • Aproveite mais de 50.000 mil conteúdos exclusivos…
  • Não perca a chance de garantir 80% de desconto…

Concorda que além de ter um apelo visual, você também consegue trabalhar alguns gatilhos mentais importantes para favorecer a conversão.

 

Dicas imperdíveis para criar o texto do anúncio

 

#Dica 3 – Escolha palavras poderosas para criar o texto do anúncio

Para criar o texto do anúncio, você precisa ter a consciência de que ele será o responsável por fazer uma das primeiras comunicações com o seu potencial consumidor e, portanto é absurdamente importante que ele esteja bem feito.

Basicamente, ele precisa informar bem, ser claro, mas também persuasivo e impactante, tudo isso para que ele tenha chances de se destacar, atrair atenção e interesse, o que consequentemente fará com que o seu consumidor avance mais algumas etapas do funil até chegar efetivamente na ação de conversão.

Assim como falamos das palavras-chave que podem elevar seu CTR, aqui isso também é possível, desde que você escolha termos específicos, que nesse caso são aqueles que têm o poder de mexer com as emoções do seu alvo.

Óbvio, é muito importante que você estude seu público alvo para entender qual é o tipo de linguagem que eles utilizam e que mais faz com que eles se conectem e, então, a partir disso você definirá quais serão essas palavras do “poder”.

Exemplo:

  • “Faça parte do grupo exclusivo e limitado de assinantes e garanta bônus secretos e descontos de mais de 80% off em produtos ”.

Não se esqueça de que tudo o que você disser ao seu público alvo, deve ser verdade. Não prometa o que você não pode cumprir, caso contrário você colocará a credibilidade da sua marca em jogo.

Ah, tem mais! Para que você não tenha problemas de desistência no meio do caminho, certifique-se de que a sua página de destino condiz com o texto apresentado no anúncio. Procure repetir a informação também nesse “novo ambiente”, isso fará com que o usuário sinta-se seguro e continue a progredir na ação.

#Dica 4 – Call to Action (CTA)

Apesar de muita gente conhecer o Call to Action, a famosa Chamada para Ação, pouca gente o utiliza na hora de criar o texto do anúncio.

Pode ser porque acreditam que colocá-lo apenas no título é o suficiente, mas esse é um mito que nasceu em algum submundo do marketing digital…rs

Na verdade, porque você não utilizaria um reforço, caso o tivesse disponível?

É nítido que é preciso utilizar o bom sendo também, você não deve sair fazendo repetições como se o seu anúncio fosse um disco riscado.

As boas práticas indicam que o Call to Action deve entrar no seu texto de anúncio para fortalecer o convite ao usuário para que ele realmente pratique a ação e consequentemente você alcance os seus objetivos de campanha.

Tome cuidado para que você não utilize chamadas para ação convergentes, como por exemplo, no título convidar o usuário para se inscrever e no texto para comprar, ele pode ficar confuso e não fazer nada.

O ideal seria mais ou menos assim:

  • Título: “Se inscreva agora e garanta o bônus secreto”
  • Texto: “Faça parte do grupo secreto se inscrevendo agora, garanta o seu bônus secreto antes que esgote”.

Um complementa o outro, sem ser repetitivo, pelo contrário, você está utilizando palavras imperativas que também mexem com o emocional do usuário, o chamado poderosamente para completar a ação.

Na hora de criar o seu texto, lembre-se sempre de verificar se a chamada para a ação está de acordo com o objetivo da sua campanha. Ok?

 

Dicas imperdíveis para criar o texto do anúncio,

 

#Dica 5 – Em harmonia com o português

Não poderíamos falar sobre criar texto do anúncio, sem falar do português, não é verdade?

Apesar de ser muito comum encontrar erros gramaticais ou ortográficos nos anúncios, esses são erros terríveis que certamente impactam diretamente no que os usuários pensam sobre a sua marca e consequentemente nos resultados de sua campanha.

Escrever corretamente é imprescindível para passar segurança, credibilidade e a certeza de que você sabe do que está falando.

Se você descuidar desse fator importante, não tenha dúvidas de que você estará jogando boa parte do seu tempo e orçamento no lixo.

Não há como reverter isso, pois a partir do momento que o usuário te enxerga como pouco profissional, ele automaticamente desencadeia uma série de pensamentos, e um deles será que você não é confiável, e esse processo influenciará nas atitudes que ele tomará dali para frente.

Tenha o máximo de cuidado, escreva o escopo do texto do anúncio, estruture, termine-o e depois revise.

Se for possível, peça para que outra pessoa o leia, antes de fazer a publicação, certamente você evitará maiores problemas quanto a isso.

 

Antes de finalizar, fica aqui uma última dica: Para conseguir criar texto do anúncio cada vez mais poderoso, procure realizar testes A/B. Isso garantirá que você tenha parâmetros reais, com base no comportamento do seu público alvo, para avaliar e saber o que é mais bem aceito.

A otimização com base na análise de métricas também é imensamente importante quando o assunto é o texto do anúncio.

Pronto! Chegamos ao fim de mais um conteúdo. Esperamos que você tenha gostado.

Ficou com alguma dúvida? Então entre em contato conosco, nós adoramos quando você enriquece o debate à cerca de assuntos relevantes.

Nos vemos em breve, sucesso sempre!

Forte Abraço.

Dicas para otimizar Anúncios no Facebook

Cada dia mais, anunciantes buscam formas mais eficientes de anunciar sua marca ou seus produtos na internet, pois isso a mídia paga vem crescendo expressivamente principalmente, na utilização das plataformas do Google Adwords e do Facebook Ads.

Vocês que estão sempre ligados no blog do Mestre do Adwords sabem que mandamos muito bem na plataforma de links patrocinados do Google, criando milhares de anúncios e obtendo resultados sensacionais, porém não significa que é a única plataforma existente no mercado.

Fizemos alguns estudos com anúncios no Facebook Ads e começamos a entender que os resultados poderiam ser tão expressivos como com a utilização do Adwords e passamos a dar total atenção a essa mídia, então queremos te ajudar a montar seus anúncios para Facebook.

Da mesma forma que os links patrocinados funcionam no Google, o Ads do Facebook irá funcionar dentro da plataforma, porém existem algumas particularidades que vão distinguir uma plataforma da outra.

Entenda que não estamos falando de posicionamento orgânico, ok? Isso é assunto para outro artigo! Aqui nós iremos focar em te ensinar algumas dicas para otimizar anúncios no Facebook.

Esperamos que você faça bom proveito e que aplique tudo o que iremos ensinar, beleza?

Prontos para começar?

 

Dicas para otimizar Anúncios no Facebook

 

1º Dica –  Anuncie apenas para um público que te conhece

Seguinte, uma parcela das pessoas que trabalham ativamente com anúncios pagos na internet acham que se colocarem seus anúncios para serem exibidos para o máximo de pessoas possível, as conversões serão muito maiores, só que isso não é uma regra…

É preciso levar em conta a jornada de compra de cada lead, pois você pode estar anunciando para uma pessoa que ainda não está qualificada para efetuar a conversão.

O ideal é alinhar os seus anúncios do Facebook com uma estratégia de inbound marketing eficiente, que garanta que o lead seja doutrinado, nutrido e informado, passando por cada etapa do processo de compra.

Então, antes de soltar a sua campanha em si, procure dar conteúdo de qualidade e transmitir o seu valor através de artigos, e-books, infográficos e o que mais didático você puder utilizar, assim você vai captando leads para formar uma lista de e-mail potente.

Com uma lista quente em mãos, chegou o momento de colocar a sua campanha para rodar. Crie uma lista personalizada com base nos e-mails captados, isso fará com que você associe os e-mails com as contas do Facebook. Os usuários que estiverem cadastrados com o mesmo e-mail, irão ver o seu anúncio e as chances de conversão são muito superiores.

2º Dica – Faça uso do Facebook Power Editor

O Facebook Power Editor é uma ferramenta gratuita do próprio Facebook Ads que visa oferecer mais conforto e comodidade aos anunciantes. Com a sua utilização, você pode rapidamente criar um anúncio, editar, fazer alterações e até mesmo duplicar, sem precisar se preocupar, perder informações e ainda, podendo fazer alterações em massa.

O mais bacana dessa ferramenta é que é possível fazer toda a edição de forma off-line e depois fazer upload com muita simplicidade e rapidez!

Para usar, basta acessar https://www.facebook.com/ads/manage/powereditor/ e começar a otimizar Anúncios no Facebook.

 

Dicas para otimizar Anúncios no Facebook,

 

3º – Não se esqueça de instalar o pixel do Facebook Ads

Para que você consiga acompanhar todo o comportamento de seus anúncios e obter as informações necessárias, é importante que você instale o pixel do Facebook Ads.

É um código que você irá instalar no seu site e, com isso, conseguirá monitorar os resultados de seus anúncios.

Com pixel do Facebook Ads instalado, será possível fazer a contabilização dos números de conversões geradas à partir de seus anúncios, criar uma lista de público semelhantes aos que passaram pelo seu site, o conhecido Lookalike Audience e, ainda, fazer a criação da lista de retargeting, bem parecido com o remarketing do Google Adwords.

Então, se o que você quer é ter resultados incríveis e pagar menos por lead é fundamental a instalação do pixel do Facebook Ads.

Para encontrar o pixel é bem simples: Ferramentas > Pixel > Ações > Visualizar código e pronto, você já terá o código em mãos para colocar em seu site.

 

4º –  Monitores as conversões

O gerenciador de anúncios do Facebook é algo fantástico que transmite informações reais e certeiras sobre o comportamento da sua campanha, no entanto se você quiser implementar e ter a mais absoluta certeza de como está sendo o comportamento de seu lead e o impacto que isso tem gerado nos resultados finais, a utilização casada com o Google Analytics é uma boa pedida.

Com isso, você terá uma visão completa sobre cada etapa do funil de vendas e conseguirá aprimorar detalhes básicos de sua campanha, como por exemplo, identificar por quais anúncios uma quantidade de lead está entrando e, com isso, aplicar a mesma estratégia em campanhas relacionadas em diferentes etapas e para diferentes públicos.

 

5º Busque o engajamento

Escolha os melhores conteúdos de seu blog para promover no Facebook e, assim, chamar atenção e atrair cliques para o seu endereço. Esse é um formato de anúncio de baixa concorrência e que oferece um oferta indireta bastante interessante para o público alvo, já que você irá trabalhar conteúdo de interesse.

Só tome cuidado com o título que irá aparecer no seu anúncio. Antes, muitos anunciantes usavam títulos apelativos para incentivar o clique, porém de um tempo para cá o Facebook está de olho e tem punido contas em que essa modalidade é praticada.

Faça uso dos gatilhos mentais corretos e motive o clique de forma natural, sem burlar nada.

 

Dicas para otimizar Anúncios no Facebook.

 

6º Dica – Verifique tudo antes de iniciar a campanha

Sabemos que isso pode parecer algo bastante óbvio de se falar, porém antes de colocar a campanha para veiculação não se esqueça de verificar se está tudo correto com seu anúncio, seguindo as etapas:

  1. Verifique se a escolha da segmentação está correta e se aquele anúncio foi criado para atender as expectativas de seu público alvo;
  2. Verifique se existe erros ortográficos, gramaticais e de coesão tanto em seu anúncio, como em sua página de destino, pois se isso ocorrer, haverá uma perda de autoridade, visto que é um erro básico;
  3. Ao enviar os usuários para Landing Page, eles conseguem ver a página inteira? Os botões funcionam? Há informações relevantes?
  4. O texto do anúncio está conseguindo transmitir a ideia principal?
  5. Os formulários estão funcionando corretamente?
  6. E por último, não deixe de colocar uma mensagem de agradecimento ao final da visita, isso mostrará a importância que seu público tem para você.

Pronto, agora você tem em mãos um material muito rico com dicas para otimizar anúncios no Facebook, então o que você está esperando para colocar em prática?

Ah, ficou com alguma dúvida? A gente explica melhor para você, use o formulário abaixo para nos contar o que está acontecendo que a gente irá esclarecer tudo.

Queremos te ver em breve!

 

O que é o Planejador da Rede de Display?

Quando estamos criando nossas campanhas para trabalhar com o Google Adwords procuramos sempre utilizar ferramentas que nos auxiliem a maximizar resultados e, assim, obter melhores desempenhos.

O planejador de palavras-chave é, por exemplo, um recurso bastante utilizado para escolher os melhores termos de busca e quais são as palavras negativas de nossas campanhas. Essa é uma ferramenta bastante útil e que não pode deixar de ser usada, concorda?

Então, porque que com a Rede de display deveria ser diferente?

Pensando em otimizar as suas campanhas, o Google Adwords, também disponibiliza uma ferramenta chamada planejador da rede de display e é só dela que iremos falar hoje.

Diferente do planejador de palavras-chave, o planejador de rede de display é um recurso menos conhecido e por essa falta de informação, muitos anunciantes acabam não desfrutando de um recurso fantástico.

É por isso que o Mestre do Adwords está aqui hoje, nós iremos te ensinar tudo sobre o planejador de rede de display, suas funções e benefícios de seu uso.

Aproveite ao máximo todo o conteúdo que preparamos para você!

 

Planejador da Rede de Display,

 

Afinal, o que é o planejador de rede de display?

O planejador de rede de display é uma ferramenta que integra o painel do Google Adwords e que ajuda você a planejar suas campanhas com foco em rede de display. O uso da ferramenta é 100% gratuito e fica acessível para qualquer anunciante que faça login na plataforma.

Seu funcionamento é simplesmente fantástico, ele irá pegar algumas informações básicas sobre o interesse de seu público alvo ou os pontos fortes de sua página de destino para que, assim, seja possível te passar algumas ideias sobre as melhores formas de criar as suas campanhas nessa finalidade.

E o melhor de tudo é que essas ideias vem acompanhadas de estimativas, ou seja, número de impressões, históricos e até mesmo custos que vão lhe dar uma orientação embasada de todo o necessário para fazer campanhas muito melhores.

Todas essas informações podem ser salvas dentro de seu painel e serem transformadas em uma nova campanha, ou então, ser usada como informação para inclusão em uma campanha que já esteja ativa. E não para por aí, é possível ainda baixar essas informações para consultas off-line e análises posteriores.

Esses são alguns dos muitos apontamentos que podem ser feitos com a utilização do planejador da rede de display do Google Adwords.

Agora, queremos destacar as vantagens de sua utilização. Venha conferir!

 

Planejador da Rede de Display

 

Vantagens de se utilizar o planejador de rede de display

Uma ferramenta tão versátil só pode nos entregar vantagens e benefícios incríveis, você não acha?

Separamos algumas vantagens que só o planejador da rede de display pode oferecer! Veja:

  1. Começar as dar os primeiros passos já é uma tarefa bastante complicada quando não se tem nenhuma métrica ou direção, concorda? Pois bem, com a utilização do planejador da rede de display parte desses seus problemas serão resolvidos. Isso porque será feito uma mensuração de interesse, ideia de palavras-chave, canais de utilização e outras formas possíveis de se conseguir a segmentação de maneira focada;
  2. Ter acesso a uma estimativa de impressões é também uma informação bastante importante para o anunciante, pois ele conseguirá identificar previamente quais são os melhores tipos de campanhas para investir. Claro que na prática, esse resultado pode ser alterado para mais ou para menos, porém já será possível identificar o seu comportamento;
  3. Da mesma forma que a estimativa de impressão é fornecida, a estimativa de custos também é outro ponto que interessa muito ao anunciante, pois ele consegue ter uma ideia importante de quanto precisará investir para obter o resultado desejado;
  4. A última vantagem é ter um plano totalmente compartilhável, seja para uma nova campanha, seja para implementar um anúncio que já está rodando ou então, para baixar e trabalhar o documento de forma off-line.

Essa são algumas das vantagens que o planejador da rede de display proporciona aos anunciantes que decidem fazer uso dessa ferramenta.

Sensacional, vocês não acham?

Então, nós já sabemos o que é o planejador da rede de display e também as vantagens de sua utilização, correto? Chegou o momento de verificar como utilizar essa incrível ferramenta.

Vem com a gente!

 

Planejador da Rede de Display.

 

Como utilizar o planejador da rede de display?

Como qualquer função ou funcionalidade do Google Adwords, o planejador da rede de display foi pensada para atender as necessidades das pessoas que não tem muita familiaridade com a plataforma, então ela é supersimples de ser manuseada.

Criamos um passo a passo que lhe auxiliará, confira:

  1. Para começar, faça login no site https://adwords.google.com.br/;
  2. Ao entrar, clique na opção Ferramentas e logo após em “Planejador de Rede de Display”;
  3. Você notará que existirá uma seção nomeada como “ideias e estimativas”, clique nela;
  4. Abrirá diversas opções para que você faça o preenchimento de informações, então preencha alguns itens como:
    • Local e idioma de destino de seu público alvo;
    • A página de destino do item ou do serviço que você deseja anunciar;
    • Pontos de interesse como as palavras-chave, sites que se relacionam com sua marca, categorias e o que mais você saiba sobre esse assunto;
    • Selecionar se a meta de sua campanha é resposta direta ou então se quer trabalhar com uma promoção, pois isso demostrará qual o objetivo de sua campanha.
  5. Você verá que no canto, haverá um símbolo de setas duplas, clique nele ao lado da campanha ou da ideia que você deseja que seja adicionado ao plano. Quando fizer isso, você estará adicionando o seu plano;
  6. Esse é um passo opcional, porém é importante que você saiba que é possível filtrar as ideias visualizadas e ir adicionando filtros individuais em cada uma delas;
  7. Após isso, você pode clicar em revisar o plano e ter uma visão geral do preenchimento;
  8. Agora é só salvar e optar ou não por fazer o download. Ao baixar, um arquivo em formato CSV será gerado.

Você tem em mãos um passo a passo completo para fazer a utilização do planejador de rede de display, agora é só usar a favor da melhor qualidade em suas campanhas.

Em um primeiro momento, você pode achar que o planejador de rede de display é complexo, já que tem requisitos demais para o preenchimento, no entanto não é e conforme você for se acostumando e se familiarizando com o seu uso, ficará muito mais simples de trabalhar com a ferramenta.

Você pode estar se perguntando se qualquer tipo de campanha criada no Google Adwords pode contar com a ajuda do planejador de rede de display, não é mesmo?

Bom, como o próprio nome já diz, ele é focado em criar ideias para campanhas e anúncios da rede de display. Logo, se você tem interesse em anunciar usando esse formato, pode utilizar sem medo para qualquer tipo de campanha dentro desse formato.

Ficou alguma dúvida sobre esse assunto? Então, use o espaço abaixo para deixar seu comentário, sua sugestão ou mesmo sua pergunta que iremos te atender com o maior prazer do mundo.

Ficamos muito felizes em poder compartilhar mais conhecimento com você e esperamos que volte em breve, mas enquanto isso siga a gente no Facebook e acompanhe nosso canal do Youtube.

Até a próxima!

 

Ferramentas para planejar uma campanha

O grande desafio de quem tem a missão de planejar uma campanha no Google Adwords é encontrar a forma correta de consumo de seu público alvo. Isso porque, a variação do comportamento irá implicar diretamente na forma que iremos executar nossas estratégias.

Existem diversas formas de você conseguir mensurar esse comportamento e, assim, traçar uma estratégia muito mais assertiva e interessante para atrair melhores resultados.

Sabemos que para alguns, descobrir como é esse comportamento do público parece ser algo impossível, não é mesmo? Porém, com as ferramentas corretas é possível encontrar todas as respostas para as suas perguntas.

Nós, do blog do Mestre do Adwords, temos uma missão muito forte partilhada entre todos da equipe que é o dever de ensinar você a dominar o Google Adwords. Então, preparamos um conteúdo completo com as melhores ferramentas para planejar campanha.

Aproveite ao máximo cada detalhe, pois isso irá te ajudar a ter resultados surpreendentes.

Vem com a gente!

 

Ferramentas para planejar uma campanha

 

Quais as melhores ferramentas para planejar uma campanha?

Atualmente, existem uma porção de ferramentas que foram criadas para te ajudar a compor sua campanha desde o início, porém vamos começar trabalhando com as ferramentas indicadas pela plataforma do Google Adwords que estão disponíveis dentro do seu painel.

Para ajudar os anunciantes, o Google Adwords preocupou-se em estruturar diversas ferramentas e, com isso, dar um turbinada a mais em cada campanha criada. Dentre as principais ferramentas que podem te ajudar a planejar suas campanhas estão:

  • O planejador de palavras-chave;
  • E o Planejador da rede de Display.

Nós iremos mostrar um pouco mais sobre cada uma em detalhes e explicar qual é a melhor forma de usá-las!

Vamos?

 

Planejador de palavras-chave

Essa é uma das ferramentas internas no Google Adwords mais conhecidas por quem anuncia na plataforma. Aliás, até por quem não anuncia ela é bastante usada, já que trata-se de um produto original Google e que possibilita encontrar termos de busca bem específicos de cada nicho.

Você deve pensar no planejador de palavras-chave como um caldeirão de ideias, onde você jogará um termo e conseguirá ver o volume de busca mensais, palavras relacionadas, palavras cauda longa e até mesmo termos exatos.

O que isso significa? Que é uma das principais ferramentas capazes de turbinar suas campanhas, afinal é tomando como base as palavras-chave que mais se relacionam com o seu negócio que será possível ter melhores resultados.

Destacamos as principais vantagens de se usar o planejador de palavras-chave do Google Adwords:

  1. Métricas precisas: Esse é uma das grandes vantagens da utilização do Planejador de palavras-chave. Como ela é uma ferramenta que trabalha dentro do Google Adwords, será capaz de lhe dar resultados precisos sobre a escolha dos termos utilizados nos anúncios. Então, você conseguirá ver com precisão quais são as palavras que estão convertendo, quais são aquelas que estão lhe trazendo tráfego desqualificado e demais detalhes que são extremamente importantes para você conseguir fazer a definição de seus lances e de seu orçamento diário;
  2. Pesquisa de termos: Um dos grandes trunfos do planejador é ajudar você com ideias de pesquisas ou termos. Por vezes, abrimos o planejador com uma palavra certa em mente, porém ao começar a estudar os resultados dados, começamos e entender que existem termos tão bons quanto o que tínhamos escolhido que, por vezes, custam menos e dão possibilidades maiores de uso do orçamento. Existe ainda a opção de agrupar as palavras por grupos de anúncios, o que irá lhe economizar um tempo precioso, já que não haverá a necessidade de fazer todo o processo de forma manual.

Viu como o planejador é uma arma forte em busca dos melhores resultados?

Agora iremos conhecer o planejador de rede de display!

 

Ferramentas para planejar uma campanha;

 

Planejador de Rede de Display

Muitos não devem saber o que é o planejador de rede de display, não é mesmo? Alguns até podem, nem mesmo, ter ouvido falar sobre ele…

Na realidade, isso não é nenhuma surpresa para nós, pois todos acabam dando tanto destaque para o planejador de palavras-chave que ele fica um pouco mais de canto, porém é tão importante e útil como o outro.

Sua principal função é fornecer ao anunciante ideias para que ele execute sua campanha de rede de display da melhor forma possível, sempre despertando o interesse do usuário. Então, ele irá se basear na página de destino para dar ideias que ajudem as melhorar diversos aspectos como:

  • Alcance;
  • Conversão;
  • Engajamento;
  • Impressão.

As vantagens de utilização desse planejador são:

  1. Estimativa de custos e impressões: Esse é um dos recursos mais fantásticos que esse planejador oferece, pois ele toma como base suas campanhas antigas para lhe dar um resultado aproximado sobre os custos que terá com seus novos anúncios e, ainda, a probabilidade de impressão que eles terão;
  2. Formas de segmentação: Como dito acima, esse planejador lhe ajuda com ideias para que suas campanhas fiquem mais próximas de seu público alvo, então ele irá lhe dar diversas opções de segmentação para que você possa escolher a que mais faz relação com a sua campanha. Isso lhe ajuda a planejar muito melhor seus anúncios e até a ter insights para melhorar seus resultados.

 

Na realidade, o ideal é que você procure sempre utilizar ambos os planejadores, pois juntos eles fazem uma composição perfeita e dão uma implementada sensacional em cada nova campanha criada.

Ao anunciar, ambas as ferramentas não tem qualquer custo ao anunciante, pois foram criadas, justamente, para lhe auxiliar a compor suas campanhas.

O que tem ocorrido e que anda gerando algumas dúvidas em seus utilizadores é mais sobre o planejador de palavras-chave que mudou a entrega de resultados para não anunciantes.

Recebemos algumas perguntas sobre esse assunto e gostaríamos de esclarecer para que você fique por dentro de tudo que está ocorrendo no Google Adwords.

 

Ferramentas para planejar uma campanha.

 

A mudança de utilização no planejador de palavras-chave

Quem utiliza o planejador de palavras-chave do Google Adwords todos os dias, pode ter sentido uma mudança de alguns meses para cá na forma com que a ferramenta tem entregado os resultados, não é mesmo?

Muitos disseram que a ferramenta passaria a ser paga ou até mesmo que ela não iria mais existir. Bom, não é nada isso…

O que ocorre é que o Adwords mudou um pouco a política de uso do planejador, mais ele continua sendo acessível e gratuito para quem desejar utilizá-lo.

A questão foi que anteriormente, ele entregava resultados exatos de buscas mensais para os termos de buscas pesquisados, porém agora para incentivar que mais usuários anunciem, eles resolveram dar um resultado menos preciso.

Se você pesquisar um termo de busca agora na ferramenta, irá perceber que os resultados apareceram como “entre X e Y buscas mensais”, porém essa variação pode ser bastante abrangente, afinal entre 5 mil e 100 mil buscas, transforma uma palavra-chave de baixa concorrência em uma de média concorrência, concorda?

Só que não tem jeito, para ter acesso novamente a precisão você terá que anunciar, nem que seja um valor de R$10,00 e acredite, vale a pena pelo volume de informações que você conseguirá com isso.

 

Esperamos ter ajudado, mais uma vez, e lhe convidamos a seguir o Blog do Mestre do Adwords nas redes sociais e no Youtube.

Estamos a sua disposição!

5 Dicas para que você otimize sua campanha

Para trabalhar anúncios cada vez mais eficazes e poderosos no Adwords, é necessário que você sempre otimize sua campanha.

Apesar de muita gente achar que anunciar trata-se de criar alguns anúncios e colocar para rodar, isso não é verdade.

Para obter resultados positivos, é preciso se dedicar a essa prática, sobretudo, trabalhar com avaliação de métricas em prol de resultados com base no comportamento do seu mercado em geral e, claro, do seu público alvo.

Obviamente, se você já conhece o básico das campanhas de links patrocinados, sabe que o responsável pela validação da sua estratégia é o seu público alvo, como ele lida e interage frente ao que você oferta a ele.

Não existe receita de bolo, fórmula mágica para que os resultados surjam, o verdadeiro segredo do sucesso cada vez mais concreto é a otimização.

Foi por ter certeza disso que nós, do Mestre do Adwords, resolvemos elaborar esse conteúdo.

Nele, nós lhe daremos dicas para que você otimize sua campanha e alcance os sonhados resultados positivos.

Vem com a gente, pois temos muito para lhe entregar!

 

5 Dicas para que você otimize sua campanha

 

#1 – As Palavras-Chave

Não tem jeito, para que você otimize sua campanha de links patrocinados, será preciso uma estratégia sólida que envolva logo de início as palavras-chave.

Sabemos que são elas as comandantes do sistema de busca e ranqueamento do Google, não é?

Por isso, elas devem ser um importante alvo de otimização das suas campanhas.

A recomendação é começar pela verificação frequente do seu relatório de termos, aquele que aponta as principais palavras-chave utilizadas pelos seus potenciais consumidores antes deles chegarem efetivamente ao seu anúncio.

O relatório deve ser analisado com cuidado, pois o objetivo é descobrir termos interessantes para utilizar nas campanhas e também aquelas palavras-chave que levam seu ROI lá embaixo, as famosas candidatas à lista negativa.

Com sua campanha já rodando, pegue os relatórios de desempenho e localize:

  • Termos caros que não trazem bom retorno e pause. Isso porque, geralmente, eles só estão levando o índice de desempenho da sua campanha para baixo e te dando custo desnecessário.
  • Termos que lhe trazem ótimos retornos e busque novos a partir das variações deles.

Para finalizar, colha algumas palavras-chave interessantes, tanto pelo mal desempenho quanto pelo bom, e vá até a Keyword Planner para descobrir dados reveladores sobre elas, como o volume de busca mensal e novas ideias, assim será mais fácil construir uma estratégia contundente.

#2 – Grupos de Anúncios

Sempre que podemos, salientamos a importância de estruturar suas campanhas desde o início com uma boa distribuição e organização nos grupos de anúncios.

Aqui mais uma vez essa questão aparece nitidamente, pois para que você otimize sua campanha com mais qualidade, isso é necessário.

O indicado para ter uma otimização incrível é criar um maior volume de grupos de anúncios, tendo em cada um deles poucas palavras-chave.

Claro, eles devem obedecer uma divisão por categorias dos anúncios e itens anunciados, por exemplo:

  • Vamos imaginar que o seu negócio trata-se de uma loja online de maquiagem.
  • Na hora de criar seus grupos de anúncios, você deve distingui-los por categorias.
  • Então, ficaria mais ou menos assim: Grupo 1 – Para Sombras, Grupo 2 – Para Batons, Grupo 3 – Para Bases, entre outros.

A partir disso, cada um dos grupos criados devem apresentar palavras-chave mais focadas na temática que ele possui, o que resultará em exibições cada vez mais assertivas.

#3 – Otimizando o conteúdo

Para que suas campanhas tenham um desempenho cada vez melhor, elas devem estar interligadas pelas palavras-chave, como se fosse um caminho demarcado para que o Google entenda que ali está uma estrutura relevante que trata do assunto e pode oferecer o que o usuário busca e precisa.

Isso também fará com que o usuário tenha mais confiança em clicar no seu anúncio quando ele for exibido.

Enfim, para ter uma boa qualidade nessa otimização, pegue as principais e mais relevantes palavras-chave das suas campanhas e distribua-as nos anúncios correspondentes.

Por exemplo:

  • Vamos utilizar o mesmo exemplo anterior, o da loja de maquiagem.
  • Imaginemos que você criou um anúncio para batons mate, outro para sombras 3D e um terceiro para bases para pele negra.
  • A partir disso, você irá em cada grupo de anúncio e analisará as palavras-chave mais relevantes neles.
  • Depois de terminar, você incluirá algumas dessas palavras-chave no texto do anúncio correspondente ao tema, claro, de forma natural, sem repetições que deixam tudo parecendo uma propaganda massiva.
  • Inclua também esses termos nas páginas de destinos de cada item anunciado.

Tudo pronto até aqui? Então é hora de dar o próximo passo…

Bem, como falamos, o ideal é interligar as partes da sua campanha com as palavras-chave, levando isso em consideração, sempre que possível, coloque-a também no título do anúncio, sem forçar a barra, é claro.

Se quer ser ainda mais direto e, consequentemente, dar uma baixada no volume de cliques que não convertem e baixo ROI, procure aplicar informações importantes no texto ou logo no título do anúncio, como preço do item ofertado, por exemplo.

Para otimizar a captura de interesse, utilize a estratégia de informar seu diferencial na chamada do anúncio, faça um call to action aliado ao destaque, como por exemplo:

  • Aproveite o frete grátis
  • Pegue seu brinde exclusivo já
  • Garanta seu desconto de 80% agora.

 

5 Dicas para que você otimize sua campanha,

 

4 – Páginas de Destino

Logo acima falamos sobre as páginas de destino, mas separamos um tópico especial para falar sobre o assunto, pois é de extrema relevância.

Apesar de muita gente ainda não saber ou teimar em ignorar essa informação, as páginas de destino são encaradas pelo Google como parte IMPORTANTE das suas campanhas.

E se você parar para observar, apenas, alguns minutos, entenderá o porquê disso tudo, afinal, elas são nada menos que o local para onde o seu potencial cliente é direcionado após clicar em um de seus anúncios.

Correto?

Por isso, elas devem estar muito bem preparadas para recebe-los, otimizadas ao máximo para favorecer a conversão.

Não adianta você fazer um ótimo anúncio do produto A, chamativo, com palavras-chave direcionadas, se no momento crucial para a conversão, você direciona o seu potencial consumidor para uma página do produto B, ou pior, para uma página genérica, como a home de um site, onde ele terá que fazer toda a busca novamente.

Concorda que isso só piora a experiência do usuário?

Para o anunciante essa ação nada mais é do que nadar, nadar e morrer na praia, pois há grandes chances do usuário simplesmente ir embora do site para refazer a busca e encontrar o seu concorrente.

Tem mais, o Google vê isso como uma péssima prática e, portanto pode baixar o seu índice de qualidade, abrindo uma reação em cadeia prejudicial para a sua conta de anunciante.

Para evitar todo esse problema, procure:

  • Verificar o link de saída de cada anúncio, para isso, aponte links amigáveis e fáceis de reconhecer.
  • Criar páginas específicas para cada item anunciado, nela deve conter informações relevantes e mais detalhadas sobre o produto ou serviço, o objetivo é sanar todas as dúvidas do potencial consumidor e quebrar as objeções que ele ainda possui para converter.
  • Preparar uma página amigável, ou seja, com bom design, organizada, com botões de conversão em destaque, com fotos de qualidade, carregamento veloz e, claro, responsiva.

5 Dicas para que você otimize sua campanha..

 

#5 – Campanhas com Baixo Desempenho

Pode ser que você tenha chegado até esse conteúdo porque seus anúncios estão apresentando baixo desempenho em geral por longos períodos…

Nesse caso, a primeira indicação para que você otimize sua campanha é olhar os relatórios de desempenho, ajustá-los conforme as dicas anteriores e com base nisso injetar um pouco mais de investimento nelas.

Essa atitude, possivelmente, dará uma impulsão no posicionamento dos seus anúncios e poderá lhe trazer melhores resultados.

Por outro lado, se você já tentou de tudo e percebeu que a estruturação da sua campanha já está condenada, desencana e parte para outra. Nesse casos, o melhor mesmo é um criar tudo novo.

Para agilizar toda essa nova estrutura, utilize a ajuda do Adwords Editor, um recurso gratuito que o Google oferece aos seus anunciantes. Nele, você consegue gerenciar suas campanhas e fazer modificações em massa, além de ter uma maior organização de maneira geral.

 

É isso! Esperamos que você tenha curtido as dicas apresentadas. Agora é hora de testar e colocar a mão na massa.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com a gente pelo box de comentários abaixo ou pelas redes sociais do Mestre do Adwords. Nós lhe retornaremos com maior prazer.

Nos vemos em breve, sucesso sempre!

Forte Abraço.

Maneiras básicas de melhorar seu ROI no Adwords

Todos que anunciam no Adwords, têm interesse em obter resultados positivos, independente, de qual seja o seu objetivo principal.

Acontece que para obter bons frutos, não basta elaborar uma campanha e coloca-la para rodar, é necessário trabalhar muito bem com a análise de métricas.

Uma delas é o ROI, o famoso retorno sob investimento. Esse índice deve ser muito bem analisado e constantemente melhorado para que a sua campanha, realmente, seja confiável e valha a pena, ao final.

A partir desse conteúdo, nós, do Metres do Adwords, vamos lhe entregar maneiras básicas de melhorar seu ROI no Adwords.

Se você ainda não o conhece direito ou possui dúvidas à respeito de sua função, não se preocupe, pois nós vamos lhe apresentar de forma prática e simples, antes de falar efetivamente das dicas…

Vamos lá!

 

Maneiras básicas de melhorar seu ROI no Adwords

 

O que e ROI e Como Calculá-lo?

Basicamente, o ROI é um indicador de desempenho da sua campanha na plataforma Adwords, ou seja, uma das métricas importantes para saber se a estratégia está dando retorno positivo.

É por isso que muitos profissionais investidores, antes de decidirem colocar seu dinheiro no projeto, olham essa métrica.

Ela é responsável por apontar qual é o seu lucro com base no investimento que fez, isso quer dizer, financeiramente.

O cálculo tem base simples, e funciona mais ou menos assim:

  • ROI = (Valor Total de Retorno Das Ações Financiadas pelo Investimento) – (Valor Total Investido Inicialmente) / Custo do Investimento Inicial

Com isso, você consegue saber, pelo menos, se está investindo de forma lucrativa.

Para calcular o seu ROI não há segredos, mas é importante que você mantenha o foco na hora de realizar essa tarefa.

Veja o exemplo à seguir com números:

  • ROI = (10.000,00 – 2.000,00) / 2.000,00
  • ROI = 8.000,00 / 2.000,00
  • ROI = 4

Você deve estar se perguntando agora:

  • “O que esse quatro representa?”.

Simples, significa que o seu retorno sob investimento (ROI) foi 4 vezes ou 400% maior que o seu investimento inicial.

Claro, você deve estar atento às variáveis e às ações externas do mercado que podem influenciar diretamente nos seus resultados.

Outra coisa importante na hora desse cálculo é apontar detalhadamente os custos da campanha, sem esquecer de todas as etapas. Ok?

Bem, agora que está tudo claro, vamos ao objetivo central desse conteúdo, ou seja, a apresentação das maneiras básicas de melhorar seu ROI.

# Análise de Palavras-chave

Como vimos, o ROI serve como um norte para saber se as suas investidas estão resultando positivamente…

Por isso, você precisa ter uma visão geral de suas campanhas para conseguir aumentá-lo e, claro, não dá para alcançar esse objetivo sem olhar para as palavras-chave, as grandes responsáveis pelos seus anúncios serem exibidos.

Para começar, pegue seu relatório de desempenho e verifique quais termos estão lhe trazendo bons resultados e os que não trazem quase nada de conversões.

Após identifica-los corretamente, pegue os termos de baixo desempenho e avalie se vale a pena diminuir o investimento sobre ele ou excluí-lo de vez de sua campanha.

Nos termos que trazem ótimos volumes de conversões, a indicação é que você aumente o lance, assim você os deixará mais visíveis, pois serão mais exibidos.

Por exemplo:

  • Imaginemos que você investe R$10 no termo A e ele lhe retorna 5 vezes mais que o investimento feito nele, ou seja, R$50, em uma exposição média de 4 horas.
  • Então, você passa a investir R$20 no termo A, o que automaticamente vai aumentar a média de exibição. Consequentemente, isso lhe concederá mais chances de receber um retorno ainda maior, pois o tráfego também aumentará.

Para um melhor desempenho, o ideal é estudar o seu público alvo para descobrir o horário em que eles estão mais ativos na rede. A partir disso, intensifique a exibição nesses períodos em específico.

 

Maneiras básicas de melhorar seu ROI no Adwords,

 

#Seu Site é Amigável?

Pode parecer que seu site não tem nada a ver com as suas campanhas, muito menos com o ROI no Adwords, mas saiba que uma coisa está totalmente ligada a outra.

Quando você faz uma campanha, geralmente, as páginas de destino dos anúncios são parte integrante do seu site.

Certo?

O problema é que poucos anunciantes se atentam a isso e, então, tem verdadeiros prejuízos e só percebem quando vão olhar o relatório de desempenho.

Você já deve ter ouvido relatos de campanhas que atraem muito tráfego, mas a conversão é extremamente baixa, levando o ROI para um índice quase abaixo de zero.

Isso pode acontecer por diversos motivos, inclusive, pela escolha errada das palavras-chave, mas também é bastante comum acontecer por conta de sites ruins.

Nesses casos, o anunciante se preocupa em criar anúncios atraentes e bem estruturados, mas se esquece de deixar o site, que irá receber esse tráfego interessado, amigável, ou seja, com boa navegabilidade.

Não tem jeito, site desorganizado é como uma loja física bagunçada, sem vendedores para auxiliar o interessado.

Concorda que por mais que você esteja na intenção de comprar algo ali, o ambiente te faz mudar de ideia?

Não é diferente no ambiente online, então se você quer aumentar seu ROI, ofereça um site com fácil navegação, rápido, bonito visualmente, seguro, com informações relevantes e simples de serem entendidas.

Priorize a boa experiência do potencial consumidor, faça com que ele consiga executar a ação que ele deseja em poucos cliques de maneira fácil.

Dica Extra: Apesar de ser quase que uma obrigatoriedade, há muitos sites que ainda não estão preparados para o mobile e isso faz com que o ROI caia absurdamente. Então, já sabe, não é? Tenha um site responsivo para ontem.

 

Maneiras básicas de melhorar seu ROI no Adwords.

 

#Canais de Exibição de Campanhas

Para ter chances de elevar seu ROI às alturas, é muito interessante que você avalie o desempenho das suas campanhas nos diferentes canais de exibição ao qual elas estão.

O objetivo é simples, descobrir quais são os canais que mais lhe trazem retorno positivo.

Feito isso, você passará a investir mais neles, aumentando o seu poder de segmentação e, consequentemente, o volume de conversões e o ROI.

Por exemplo:

  • Vamos supor que você está anunciando na Rede de Pesquisa e no Youtube.
  • Então, ao analisar as métricas de desempenho, o resultado é claro, o Youtube retorna 200% do seu investimento e a Rede de Pesquisa 400%.

Nesse caso, você continuará mantendo os dois, mas com foco na Rede de Pesquisa, o canal que mais converte para você, essa simples mudança aumentará a exibição de seus anúncios e possivelmente atingirá um maior volume de tráfego qualificado.

Aplicar a técnica contrária também é extremamente eficaz, pois detectará plataformas que não convertem, gera cliques inválidos, atrai tráfego desqualificado e, no geral, tem um ROI ruim para as suas campanhas.

Obviamente ao descobrir que os seus anúncios estão sendo exibidos em uma fonte de tráfego ruim, você deve bloquear a exibição nesses canais.

#Trabalhe a segmentação

Essa é uma dica mais geral, mas é extremamente importante, porque é a assertividade das suas campanhas que, na maioria das vezes, garantirá um ROI melhor.

Perceba que ao longo desse conteúdo nós falamos muito sobre ações que estão diretamente ligadas ao comportamento do público alvo.

Isso não acontece à toa, na verdade, o motivo é que o retorno do seu investimento só poderá ser cada vez mais positivo se as suas campanhas estiverem direcionadas ao público alvo certo e, claro, o comportamento deles perante as suas ações de marketing dirão se elas estão sendo relevantes.

Levando em consideração essa incontestável afirmação, não tem outro jeito de melhorar seu ROI, à não ser trabalhar a segmentação das suas campanhas ao máximo.

Foque em torná-las cada vez mais direcionadas ao alvo, para tal experimente:

  • Escolher as palavras-chave condizentes com o seu negócio e com os itens ofertados. Quantidade não quer dizer qualidade.
  • Criar mais grupos de anúncios baseados nas temáticas.
  • Incluir poucas palavras-chave por grupos de anúncios, mas que sejam de qualidade.
  • Melhorar a página de destino dos anúncios, inclusive, interligando-a com as palavras-chave utilizada no anúncio correspondente a ela.
  • Entender os interesses do seu público alvo e basear a criação de anúncios neles.
  • Trabalhar as opções de segmentação do Adwords, como geográfica, demográfica, remarketing, por dispositivo, dentre outras.

Lembre-se! Seu ROI está diretamente ligado a como seu público percebe a sua mensagem, a importância da sua presença e o valor da sua oferta, então persiga a máxima da relevância.

 

Esperamos que você tenha curtido esse conteúdo. Caso tenha dúvidas entre em contato com a gente, nós teremos o prazer em lhe retornar.

Quer ter acesso à outros conteúdos? Então aproveite para visitar também os canais do Mestre do Adwords no Youtube e nas Redes Sociais.

Até breve!

Forte Abraço.