Google Apresenta AIY – Inteligência Artificial à Serviço dos Makers

Projeto AIY, bem ao estilo “crie você mesmo” envolve inteligência artificial em prol de Makers.

Recentemente, o Google anunciou que estava desenvolvendo um projeto que pretende ajudar aos makers que tinham interesse em utilizar a inteligência artificial em suas estratégias.

A apresentação foi feita diretamente na página oficial do Google, surpreendendo muitos profissionais, já que o lançamento trata-se de uma inovação que potencialmente vai beneficiar a comunicação, tornando-a mais natural.

Quer entender tudo sobre mais essa novidade da Google? Então vem com o Mestre do Adwords, pois temos todas as informações sobre o projeto AIY que você busca.

O que é o Google AIY – Inteligência Artificial Do-it-Yourself?

Google Apresenta AIY..

A Google informou que estava interessada em ouvir makers envolvidos em projetos que buscam inovar por meio de suas ferramentas.

Claro, trazendo novas e melhores experiências às pessoas, no geral, fazendo com que grandes soluções sejam apresentadas, resolvendo problemas de ordem global.

Até aqui, não há nenhuma novidade, já que a Google sempre está envolvida em projetos que buscam melhorar aspectos impactantes na vida das pessoas do mundo físico e real. Certo?

Só que essa iniciativa resultou em algo pouco esperado no momento, pelo menos, quase ninguém imaginava que uma solução como essa fosse ser apresentada tão brevemente.

Bem, com essa iniciativa, a Google colheu informações para entender qual eram os principais interesses e necessidades dos produtores e o resultado foi praticamente unânime. Muitos gostariam de poder usar a inteligência artificial em suas estratégias.

O grande problema é que eles não sabiam como fazer, nem como iniciar algo nesse sentido.

Então, a partir da evidência da necessidade, a Google apresentou uma solução, nomeada de AIY, um projeto envolvendo inteligência artificial que pode ser operada e “feita” pelos makers.

Como assim?

Bem, a principal solução trazida pela novidade é que os produtores poderão fazer com que a inteligência artificial faça uma comunicação mais humana, deixando para trás aquela característica de que nos fazia ter a impressão de que estávamos conversando com um robô.

Segundo a própria Google, o AIY poderá possibilitar uma comunicação mais “humano/humano” e não humano/robô”.

Embora essa seja uma grande inovação, ela não é só o que entusiasmou os makers. É que os projetos AIY é daqueles “crie você mesmo”.

Sim! Os profissionais poderão produzir seu próprio mecanismo de inteligência artificial, a partir de kits de referência, divididos em projetos, elaborados e disponibilizados pela Google.

Como Funciona o Google AIY?

Google Apresenta AIY

Segundo a idealizadora dos projetos, serão disponibilizados diversos kits, cada um deles terá um foco e representará um projeto. Ou, ainda, poderá completar um projeto, agregando outras funções. O primeiro kit já começará com o foco na identificação de vozes.

O recurso poderá ser utilizado pelos makers para diversas ideações, como:

  • Trocar botões comuns e telas pelo mecanismo de reconhecimento de voz, onde as máquinas funcionam de acordo com os comandos, sem a necessidade de pressionar mais nenhum botão.
  • Trocar aplicativos mobile por mecanismos de controle através de comandos de voz, precisando apenas falar para acioná-los.
  • Aplicar a tecnologia em soluções para acessibilidade, acionando a voz do mecanismo para que ele informe, por exemplo, o que há em determinado espaço, ou quem está chamando no portão.

Esse primeiro projeto do AIY foi nomeado de Voice Kit. O maker tem acesso ao código aberto de referência para montá-lo, além de o passo à passo completo para elaborar a interface de usuário de voz, tendo a possibilidade de utilizar serviços de armazenamento em nuvem ou se quiser, poderá rodar tudo no equipamento.

Fisicamente, o produtor que obtiver em mãos o hardware de voz (HAT), receberá agrupado ao kit, o hardware capaz de realizar gravar vozes e reproduzi-las. Cabos de conexão simples e adaptados para a placa filha, autofalante com duo microfone, plugues específicos para realizar a conexão de elementos hipotensores, circuito de controle e sensor, equipamento de bateria dedicada e mais.

Ou seja, será possível fazer o protótipo completo, sem necessidade de adquirir outros itens.

O projeto desenvolvido pela Google foi feito sob o Rasberry Pi 3 Model B, também testado no mesmo micro controlador.

Apesar disso, os makers podem, se preferirem, executar o Android Things, sem perdas de funções. Uma alternativa mais simples de prototipar e escalonar para projetos comerciais.

Há pouco tempo, o Google também tornou possível que os produtores disponibilizando a biblioteca de recursos através do SDK no Assistant.

Google Apresenta AIY.

Ao utilizá-lo, o seu kit de voz oferece:

  • Identificação de Hot-News.
  • Controle de Voz.
  • Concepção da linguagem mais humana.
  • Toda a inteligência do Google.

E variados benefícios que facilitam a criação de projetos mais envolventes e inovadores.

Os primeiros a receber o kit de voz foram os membros da MagPi Magazine. Por volta do dia 4 de maio desse ano (2017).

A Google também disponibilizou em seu site, instruções específicas, bem como a lista completa de peças, códigos e extensões para que o processo de montagem do protótipo seja mais simples de ser executado.

Quem estiver interessado, pode adquirir o kit completo que está disponível para a compra em algumas lojas americanas, que aceitam compra com redirecionamento para o Brasil.

Apesar disso, infelizmente, o protótipo está esgotado em muitos dessas lojas, é preciso garimpar para conquistá-lo.

 

A Google garante que esses trata-se, apenas, do primeiro kit e projeto de AIY para Makers.

Segundo a empresa, eles estão procurando detectar e entender mais necessidades relacionadas para apresentar mais soluções nesse sentido.

Agora é ficar de olho nos movimentos, concorda? Afinal, a qualquer momento a Google pode surgir com uma novidade.

Bem a impressão geral sobre o Voice Kit, o primeiro projeto de AIY, é que ele abriu portas para que inventos mais poderosos, inovadores e com grande capacidade de conectar pessoas sejam produzidos e trazidos ao conhecimento do mundo.

Por hoje é só! Esperamos que tenha curtido esse conteúdo e que ele tenha sido útil para você.

Ficou com dúvidas ou quer dar a sua opinião sobre o assunto? Então fale com a gente pelos comentários abaixo.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê!

Forte Abraço.

Quer Explodir em vendas na Black Friday? – 5 Dicas para se Preparar

A Black Friday está chegando, mas você está preparado para explodir em vendas?

Obviamente, todas as empresas desejam vender muito nesse período que marca, comprovadamente, a melhor data para o mercado de consumo.

Como sabemos, os consumidores esperam esse dia para comprar, já que a proposta é de saldar os melhores produtos por preços e promoção mais atrativos, à fim de renovar os estoques para o natal.

Pense bem… Você mesmo, como consumidor, também aguarda as oportunidade da Black Friday. Certo?

Esse ano, a Black Friday está marcada para o dia 24 de novembro, isso quer dizer que faltam menos de 60 dias.

  • Sua empresa tem feito o que para se preparar e garantir os resultados?

Se você ainda não fez nada para, ao menos, trabalhar em uma estratégia, então sentimos em lhe dizer, mas se você não agir o quanto antes, não poderá beber dessa fonte como gostaria.

Isso porque, para explodir em vendas na Black Friday um dos passos mais importantes é fazer um bom planejamento, prevendo ações específicas para atrair e converter.

Nós sabemos que não é fácil gerir um negócio inteiro e ainda se preparar para momentos como esse, por isso, nós, do Mestre do Adwords, estamos aqui hoje.

A gente vai lhe ajudar a se preparar e garantir um belo faturamento na Black Friday, confira as 5 dicas que selecionamos para você.

Não perca mais tempo, pois quando você resolver agir, pode ser tarde demais!

Aproveite!

Black Friday.

1 – Aqueça Sua Base de Leads para a Black Friday

Você precisa preparar seus leads para a black Friday, ou melhor, avisá-los que a sua marca estará presente e ativa nessa data.

Isso porque, se você não falar, eles podem simplesmente não comprar seus produtos/serviços por falta de informação.

Aquecer sua base antes da data é extremamente imprescindível, não só pela questão da informação, mas para incentivá-los à participar e gerar emoções importantes, com a ansiedade de aproveitar os benefícios e as vantagens, por exemplo.

Dessa forma, no momento em que você apresentar suas ofertas, eles estarão mais do que preparados para aproveitá-las, estarão muito ansiosos para garanti-las.

Óbvio, essa ação deve ser feita com antecedência e progressivamente até a grande data. Envie conteúdos relacionados e de relevância. Faça pesquisas para saber mais sobre quais são os principais produtos de interesse da sua marca.

Esse é um ótimo momento também para atrair mais leads qualificados, já que na Black Friday, as pessoas estão mais suscetíveis à assinar listas, uma vez que estão muito interessados em saber das oportunidades de cada negócio que os interessa.

2 – Escolha Quais Produtos Entrarão Na Estratégia da Black Friday

Com esse contato mais frequente e intenso com os seus leads, certamente, você terá claramente a informação de quais produtos eles mais desejam ver em promoção na Black Friday.

A partir dessa informação, comece a escolher quais produtos entrarão na sua estratégia.

Nessa fase, será importante analisar qual a margem de desconto você pode aplicar em cada um dos itens, além de verificar os seus estoques.

Tente fazer negociações, caso seus produtos sejam de outros produtores, assim você pode solucionar dois pontos importantes de uma vez só, o volume do estoque e a porcentagem de desconto que aplicará sob eles.

Por exemplo:

  • Se você perceber que o produto X é de enorme interesse dos seus consumidores e entender que o estoque está baixo. É possível negociar com o fornecedor uma compra de estoque maior, se ele der um bom desconto.

Compreendeu?

Black-Friday

3 – Faça Seu Planejamento de Marketing de Conteúdo

O que adianta ter uma enorme gama de produtos com excelentes descontos, se ninguém sabe disso?

Ou melhor, o que muda apresentar os melhores descontos nos produtos de maior interesse do seu público alvo, se ele desconhece essa ação?

Se você quer explodir em vendas na Black Friday terá que divulgar. Por isso, é muito importante que você faça seu planejamento de marketing de conteúdo com antecedência.

E isso inclui a escolha dos canais de divulgação, os tipos de conteúdo que irá produzir e a programação das publicações.

Verifique se as redes sociais ou o e-mail, por exemplo, é a melhor opção, isso quer dizer, os canais onde os seus potenciais clientes estão mais presentes e ativos.

Após essa demarcação, defina os tipos de conteúdo que mais engajam e conectam o seu público. Entenda qual a periodicidade ideal para disponibilizar os materiais e, óbvio para produzi-los.

Claro, não se esqueça de adequar tudo isso ao seu orçamento disponível! Afinal, ninguém quer investir um volume mais alto do que o retorno em vendas. Concorda?

4 – Faça Seu Planejamento de Links Patrocinados

Assim como trabalhar o marketing de conteúdo é importante, investir nos links patrocinados também é imprescindível.

Isso porque enquanto o marketing de conteúdo engaja e atrai tráfego de forma natural e mais duradoura, o link patrocinado envolve e capta interessados muito qualificados de forma mais rápida.

Nessa fase, é importante também ficar atento ao orçamento, tempo de duração de cada ação e definir quais são os canais à serem trabalhados.

Facebook Ads ou Adwords? Trabalhar com influencers do Instagram ou Youtube?

Talvez, você detecte que trabalhar em mais de um canal é o melhor caminho, nesse caso não se esqueça de especificar muito bem os seus objetivos, usando cada plataforma com base neles.

Black Friday,

5 – Prepare-se para Monitorar as Métricas

Você sabe que sem análise de métricas, nenhum resultado é confiável o bastante, certo?

Então, é muito importante, ainda mais em uma data onde o volume de consumo é atípico, se preparar para monitorar as métricas.

Afinal, elas é quem dirão se as suas ações estão sendo positivas ou precisam de ajustes para terem o potencial de retorno que você detectou no planejamento.

Não se esqueça de olhar com antecedência quais as métricas você terá que acompanhar com mais frequência nesse período.

As mais comuns são:

  • Taxa de conversão.
  • Volume de tráfego.
  • Custo de Aquisição.
  • Taxa de abandono no carrinho.
  • Ticket Médio.

Entre outras. Porém, de acordo com a sua estratégia, as métricas a serem analisadas podem ser diferentes.

Então, atente-se e faça esse planejamento com cuidado para que a sua preparação não seja um desastre ao final.

 

Não perca mais tempo, você tem menos de 2 meses para colocar a mão na massa e estar plenamente preparado para explodir em vendas na Black Friday.

Dúvidas? Venha conversar com a gente!

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

 

Google Completa 19 Anos e Presenteia os Seus Usuários

Hoje, dia 27 de setembro de 2017, é a data oficial do aniversário de uma das gigantes da internet. Sim! O Google está completando 19 anos.

Como já era de se esperar, a empresa não preparou uma comemoração qualquer. Ela resolveu presentear seus usuários, que realizam cerca de 100 bilhões de buscas mensalmente, segundo a Phandroid.

Se você é um dos bilhões de fãs dos Doodles do Google, então espere para saber que o buscador disponibilizou uma roda de surpresas e ela tem tudo a ver com essas animações interativas que conquista todo mundo.

Aniversário de 19 anos do Google – A Confusão de Datas

Se você analisar de forma mais crítica, vai perceber que o Google é ainda muito novo.

Google Completa 19 Anos

São 19 anos de história, mas parece muito mais, não é?

Isso acontece porque o Google se tornou muito presente em nossos cotidianos, sendo indispensável. O que faz com que nós pensemos nunca ter vivido sem as brilhantes soluções da empresa.

Não é só você que pensa dessa forma, caso contrário, o buscador não registraria, mensalmente, mais de 100 bilhões de pesquisas.

Não teria mudado o comportamento de tantas pessoas ao redor do mundo na hora de buscar informações.

Não seria uma excelente alternativa para tanta gente encontrar locais e percorrer caminhos, que antes, só era possível traçar através de mapas físicos.

Concorda?

É fato que nem sempre foi assim. No início, o Google lutava por um lugar ao sol e como a maioria dos negócios de sucesso, nasceu por acaso.

A data oficial do início da história do Google, curiosamente, causou confusões até mesmo em seus fundadores. Isso porque eles não tinham certeza desse período em específico.

Faz bem pouco tempo que eles decidiram oficializar o dia 27 de setembro de 1998 como a data de partida de sua gloriosa jornada.

  • Quer saber o que é mais curioso do que isso?

O primeiro registro do domínio principal da empresa foi feito, pelo menos, um ano antes. No dia 15 de setembro de 1997.

Você deve estar pensando agora:

  • “Então porque o Google considera que nasceu quase um ano depois?”.

Certeza, só eles têm, mas nós temos uma pista…

É que a empresa só recebeu o seu primeiro aporte em nome da Google Inc. em 1998. Talvez, esse fato explique a escolha da data oficial.

Apesar de tudo isso, há uma enorme confusão de datas, o que resulta em quatro comemorações de aniversário do Google, todas em setembro. Sendo dias 7 e 8 e também 26 e 27.

O mais engraçado é que a primeira comemoração já na data oficialmente reconhecida, só foi feita 4 anos após o lançamento da empresa.

Complicado de entender ou não, o que importa mesmo é que o Google cresce a cada dia mais. Sendo uma das empresas mais cobiçadas quando o assunto é ambiente de trabalho.

Google faz 19 anos – Conheça a Trajetória

O Google nasceu em uma garagem nos Estados Unidos com pouquíssimos integrantes. Seu primeiro funcionário foi contratado também no mês de setembro.

Durante seu crescimento, a Google foi fundida com cerca de 200 empresas diferentes, embora todas fossem atuantes no setor de tecnologia. Todo o esforço era uma tentativa de fazer com que o negócio desse certo.

Embora, atualmente, a empresa seja uma multinacional líder de mercado, seu primeiro aporte financeiro foi oferecido por um empresário de capitais de risco, Andy Bechtolsheim.

Na época, Larry Page e Sergey Brin não tinham muita certeza de que seu buscador era, realmente, promissor. Quem os incentivou foi o empresário, que além de oferecer um chegue de $100 mil dólares, também os indagou sobre como eles pretendiam fazer publicidade com aquele projeto.

A resposta dos responsáveis pelo Google foi curiosa, se pensarmos na atual operação da empresa. Tanto Sergey quanto Page, afirmaram que não trabalhariam com publicidade no Google, que apenas o marketing boca a boca seria empregado.

Google Completa 19 Anos.

Sabemos que eles mudaram bastante de ideia. Tanto que hoje, grande parte do faturamento da empresa é provindo da publicidade.

Segundo os dados oficiais, o Google opera atualmente em mais de 150 países, onde o buscador entende mais de 120 idiomas.

A expansão da empresa foi tão grande que hoje ela tem diversos produtos de sucesso, como o Android, Adwords, Youtube, Gmail, Maps e muitos outros.

É claro que com todas essas conquistas, a Google não faria uma comemoração simples em seu aniversário de 19 anos.

Doodle do Google em Comemoração aos Seus 19 anos é A Roda de Surpresas

Todas as pessoas conhecem os famosos Doodles do Google. Divertidos, interativos e criativos, a primeira versão foi lançada no dia 30 de agosto de 1998.

  • Não está entendendo nada?

A gente não errou não, é que essa trata-se de mais uma etapa da confusão de datas que envolvem o Google.

De acordo com as informações da própria empresa, o Doodle é mais antigo que ela.

Enfim… Confusões à parte, o primeiro Doodle foi feito em homenagem ao Festival Burning Man.

A partir dessa data, a empresa sempre apresenta uma animação diferente para cada momento comemorativo.

Obviamente, isso fez com que os Doodles se tornassem parte da identidade do Google, contando, inclusive, a sua história ao longo do tempo.

As pessoas também se conectaram com a empresa através deles e levando isso em consideração, resolveram comemorar o aniversário de 19 anos presenteando seus usuários com Doodles.

Mas não só 1 e sim 19. A sequência foi nomeada de roda de surpresas. Onde o Google trabalhou em uma espécie de linha do tempo que relembra momentos importantes de sua trajetória ao longo desses anos.

Google Completa 19 Anos..

Cada Doodle também é um jogo, que o usuário pode acessar e se divertir. Dentre eles, estão clássicos, como:

  • Serpente
  • Cricket
  • Piñata

Além dos mais modernos que envolvem música, exercícios de relaxamento, ação e muitos outros.

Para jogar, basta acessar a página inicial do buscador e rodar a roleta. Fica um aviso, prepare-se para passar uns bons minutos preso aos jogos, pois eles são extremamente viciantes.

Divirta-se!

Até mais.

Forte Abraço.

5 Tipos de Conteúdo Poderosos Para Seus Vídeos Mobile

A era mobile chegou para ficar, frequentemente vemos grandes empresas, como o Google e o Facebook, lançando recursos e trazendo melhorias que favorecem à experiência do usuário via smartphones.

Sem contar as regras e políticas que foram adotadas para “incentivar” as empresas a trabalharem dentro dessa nova realidade.

Quer um exemplo? Então lhe daremos dois:

  • O Google passou a considerar como fator de ranqueamento os sites que possuem uma versão mobile, além da Desktop. Isso quer dizer que sites responsivos são mais bem avaliados na hora de figurarem no ranking do buscador, se comparados à outros que não a possuem.
  • Mobile First, uma iniciativa também do Google, recomenda que os sites sejam feitos baseados, primeiramente, nas pequenas telas e não mais nas versões Desktops.

Há muito tempo, nós, do Mestre do Adwords, falamos sobre a tendência do domínio das pequenas telas.

Agora, não se trata mais de uma tendência ou diferencial. Todas as marcas presentes no mercado digital, precisam atender a demanda dos usuários mobile, caso queiram obter bons resultados.

Afinal, os acessos à internet via mobile, já superaram os que são feitos através dos Desktops.

Além desse protagonismo do mobile, nós temos um movimento crescente também interligado ao comportamento do usuário, porém diz respeito à preferência de consumo.

Muitos usuários mobile estão consumindo, cada vez mais, conteúdos em vídeo.

Veja alguns números que demonstram de forma bem clara o que estamos lhe dizendo. A pesquisa foi realizada pelo IAB Brasil recentemente:

  • A cada 5 pessoas, 1 consome conteúdo em vídeo através do mobile, enquanto assistem TV.
  • Quase 45% da população brasileira utiliza seu smartphone para assistir diariamente, 5 minutos, ou mais, de conteúdo em vídeo.
  • Se comparado ao ano anterior, houve um crescimento de quase 40% no volume de usuários que utilizam as pequenas telas para verem vídeos.
  • Os canais mais utilizados para assistir os vídeos são o Youtube (62%), seguido pelas redes sociais (33%), Retorno de busca (20%).
  • Dentro desse cenário, 14% dos conteúdos assistidos são Vídeo Marketing. 48% dos usuários afirmaram consumir esse formato de conteúdo via aplicativos. No Brasil, essa marca é ainda maior, chegando aos 60%.

Os números não mentem e falam por si só, sem a força interpretativa de qualquer que seja a parte. Concorda?

Tipos de Conteúdo Poderosos Para Seus Vídeos Mobile.

  • Qual a mensagem sonora e clara que esses dois comportamentos nos entrega?

Simplesmente que investir em vídeos mobile é imprescindível para qualquer marca que pretende atingir uma grande parcela de seus potenciais clientes.

Afinal, se não adotarem esse tipo de estratégia, vão acabar sendo invisíveis e, sabemos, no marketing digital, isso é um prenúncio do fracasso.

Nós temos certeza que você não gostaria de abrir mão dessa enorme parcela de potenciais clientes, não é mesmo?

Mas, também sabemos que, por se tratar de algo relativamente novo, você, talvez, não saiba quais tipos de conteúdo adotar para esse cenário.

Então, estamos aqui hoje para lhe apresentar 5 tipos de conteúdo poderosos para seus vídeos mobile.

Vem com o Mestre do Adwords agora, pois não há tempo para desperdiçar, afinal, o seu concorrente pode já estar à sua frente!

1º Tipo de Conteúdo – Declarações e Testemunhos

Comprovadamente através de pesquisas e estudos atuais, os usuários declaram que os vídeos, principalmente, àqueles que apresentam declarações e testemunhos de clientes sobre um produto, serviço ou marca influenciam em suas decisões na hora de converter.

Sabendo disso, porque não criar conteúdos em vídeos com os depoimentos e opiniões de seus clientes mais satisfeitos?

2º Tipo de Conteúdo – Apresentação Detalhada De Seus Produtos

Claro que esse tipo de conteúdo também cabe para apresentar seus serviços. Eles são excelentes para conectar seu público e ajudá-lo a decidir na hora do consumo.

Isso porque, uma das barreiras que travam o potencial cliente de comprar um produto ou contratar um serviço de sua marca é a falta de conhecimento sobre como eles funcionam, sobre os detalhes que são possíveis notar, por exemplo, presencialmente.

Quando você apresenta um vídeo detalhado sobre o que você está oferecendo, a confiança aumenta e a barreira se quebra.

Tipos de Conteúdo Poderosos Para Seus Vídeos Mobile..

3º Tipo de Conteúdo – Entretenimento

Conhecido mais tecnicamente como Branded Content, os conteúdos de entretenimento conseguem posicionar uma marca, fazendo com que o público se conecte e se aproxime, sem nem perceber efetivamente.

O conteúdo de entretenimento tem uma abordagem bem mais leve, sem intenção de vender naquele momento, mas de despertar emoções positivas que faz com que o público se envolva intensamente com a marca. À ponto de gerar e impulsionar o engajamento automaticamente, ao falar sobre o conteúdo com pessoas próximas.

4º Tipo de Conteúdo – Vídeo-Aulas com Assuntos Relevantes

Agregar valor através de conteúdos relevantes, que tiram dúvidas ou ajudam ao público sanarem suas dores, são poderosos.

Isso porque eles têm a capacidade de criar uma relação mais aproximada com a audiência, que ficará eternamente grata pelos seus ensinamentos e o verá como autoridade no assunto.

Vídeo-aulas ao vivo também são interessantes e cabem bem nesse tipo de estratégia para estreitar os laços. Afinal, os seus expectadores poderão falar com você e sentir que são importantes através da atenção despendida pela sua marca naquele momento.

Tipos de Conteúdo Poderosos Para Seus Vídeos Mobile

5º Tipo de Conteúdo – Bastidores

Quem é que não se interessa em saber o que acontece nos bastidores das marcas?

A maioria das pessoas tem a curiosidade de saber como funcionam os processos de uma empresa, o que é a “tal” realidade por trás dos holofotes, a parte mais humana de uma marca.

Por isso, criar vídeos dos bastidores é uma excelente forma de engajar o seu público e trazê-lo, mais uma vez, para mais perto.

Sem dúvidas, os vídeos mobile são imprescindíveis para a sua estratégia de marketing digital. Agora, é importante que você avalie os tipos de conteúdo ideias de acordo com o seu público alvo.

A produção desses materiais precisam estar alinhados com o comportamento do seu usuário, sobretudo, quanto às situações em que ele fará o consumo do conteúdo.

Agora é o momento de você partir para ação. Não perca mais tempo e conquiste resultados o quanto antes.

Dúvidas? Venha conversar com a gente.

Forte Abraço.

Porque Meus Anúncios Adwords Não Estão Recebendo Cliques?

Você fez tudo corretamente, de acordo com a cartilha do Google, estudou seus potenciais clientes, olhou para o seu mercado e, no entanto, seus anúncios Adwords não estão recebendo cliques?

Nós, do Mestre do Adwords, sabemos o quanto desesperadora é essa situação, mas não há motivo para você entrar em pânico.

Antes de qualquer coisa, nós precisamos lhe perguntar, mesmo que pareça um questionamento sem sentido:

  • “Você verificou se seus anúncios Adwords estão sendo exibidos?”.

A pergunta precisa ser feita, pois se eles não estiverem em exibição, os problemas podem ser outros, ok? E, portanto esse não é o conteúdo ideal para você.

Agora, se a sua resposta para a questão acima for sim, então você precisa entender o que pode estar impactando o seu CTR.

Não faz ideia do que seja? Nós podemos lhe ajudar a descobrir!

Vem com a gente, pois temos algumas pistas para lhe entregar que, muito provavelmente, vão solucionar o seu problema, sem grandes dificuldades.

Não espere mais, descubra tudo agora!

O que faz com que meus anúncios Adwords recebam cliques?

Anúncios Adwords Não Estão Recebendo Cliques

Se você anuncia há algum tempo, sabe que o Google tem bastante critérios, inclusive, rigorosos para liberar a veiculação de seus anúncios.

Embora atender à esse manual de boas práticas seja muito importante, isso não assegura que você fez tudo corretamente ao ponto que sua campanha receba cliques relevantes.

O que estamos tentando dizer é que para receber cliques, os seus anúncios Adwords precisam, basicamente:

  • Estar direcionado para o público alvo correto, via configurações de segmentação da plataforma de links patrocinados do Google.
  • Estar dentro da configuração adequada de lances, levando em consideração o seu objetivo.

Você pode estar pensando agora:

  • “Vocês não estão entendendo o meu problema! Eu faço tudo isso, até tenho um volume bom de impressões, mas não recebo cliques”.

A gente entendeu a situação sim e ela é mais comum do que você imagina. Se você verificou que a média de cliques dos seus concorrentes é bem maior que a sua. Mesmo você anunciando para o público alvo certo. Então é preciso que você olhe a sua campanha mais de perto.

A gente vai lhe mostrar quais são os pontos que você deve dar um “zoom”.

Mas, já vamos avisar! Provavelmente, o seu problema está na falta de poder de atração.

Suas campanhas devem estar pouco atrativas ou sendo ofuscadas por estratégias mais destacadas.

Vem ver como solucionar tudo isso…

Dê Atenção Total ao Texto do Anúncio

Anúncios Adwords Não Estão Recebendo Cliques..

Talvez você não saiba, mas o texto do seu anúncio é um dos elementos mais importantes na tarefa de atração de interesse.

Isso porque é ele quem comunica, em resumo, o que aquela peça publicitária sugere, pretende ou promete ao usuário.

Então, quando você não tem um texto claro, objetivo e coerente, ao ponto de conectar o usuário, despertando a curiosidade ou o interesse de saber mais, ele, simplesmente, não clica no seu anúncio.

Dê atenção total à esse item, pois ele pode ser o culpado pelo seu CTR baixo. Para isso, comece verificando se o título, a descrição, a URL e, também, as extensões, caso use, são condizentes entre si.

Se, sobretudo, elas entregam a mensagem de forma completa, exercendo a persuasão em direção a ação de conversão.

Além disso, procure entender se a mensagem representa a solução que o usuário busca, ao qual é representada pelos termos de sua pesquisa.

Não sabe como encontrar as respostas para tudo isso? Então aposte nos testes A/B. Exibindo anúncios diferentes alternadamente.

Sem dúvidas, você conseguirá entender melhor o comportamento do seu público alvo frente às peças da sua campanha.

Olhe para o comportamento do seu público alvo

Anúncios Adwords Não Estão Recebendo Cliques,

Com certeza você deve ter pesquisado e analisado o seu público alvo para criar a sua campanha.

O problema, nesse caso, é que, muito provavelmente, você não foi tão fundo quanto deveria.

A verdade é que os links patrocinados que mais recebem cliques são aqueles que representam exatamente a resposta que o usuário procura através de sua busca.

E muitos que anunciam, não entendem perfeitamente essa “necessidade” do público.

O que estamos lhe dizendo é muito simples! Você precisa entender qual é a intenção do usuário quando ele faz a busca. E não superficialmente, é importante olhar para o comportamento geral, ligando os pontos para ter mais precisão nessa resposta.

Pense com a gente… Uma pessoa que busca por “Adwords”, não necessariamente quer anunciar, mas talvez queira saber mais sobre o assunto porque pretende trabalhar na área.

Pode ser que mais tarde, ele comece a anunciar também para angariar experiência e, dessa forma, poder oferecer o serviço para outras pessoas.

Mas, você entende que aquele não é o foco do momento? E, portanto oferecer uma promoção para anunciar no Adwords não seria ideal?

Em consequência a isso o anúncio não receberia o clique.

Aí você pergunta:

  • Como separar essas intenções ao ponto de conseguir entregar a resposta ideal para ele através de um anúncio?”.

A resposta é bem direta: Definindo muito bem as palavras-chave que você utiliza na sua campanha.

Afinal, são elas que vão acionar os seus anúncios quando um potencial interessado fizer a busca no Google.

Sua concorrência está te engolindo?

Você sabe muito bem que as suas próprias ações de marketing não definem seus resultados.

As interferências externas são mais do que comprovadas e a maioria delas são promovidas pelos seus concorrentes.

Saiba, de uma vez por todas, que os seus anúncios podem ser impactados negativamente pelo comportamento do seu concorrente.

Por isso, estude-os e entenda o que eles adotam nas estratégias. E, com base nisso, procure formas de destacar os seus anúncios frente ao público alvo.

Não cometa o equívoco de fazer mais do mesmo, pois esse pode ser o motivo pelo qual o seu anúncio não recebe cliques.

Qual é a posição dos seus anúncios?

Você sabe que os anúncios exibidos nas primeiras posições do ranking do Google recebem, comprovadamente, mais cliques que os outros.

Considerando esse fator, é muito importante que você verifique essa questão em suas campanhas.

Se perceber que o ranking está lhe desfavorecendo, mais uma vez, olhe para os seus concorrentes e faça uma análise mais profunda.

Você precisa responder:

  • “Porque o Google considera que aqueles anúncios têm mais qualidade que o meu?”.

Dois pontos são cruciais para essa análise. A sua estratégia de lances e o seu Índice de Qualidade.

 

Bem, agora você já tem boas pistas para descobrir de onde está vindo a causa para o seu CTR baixo, mas é muito importante destacar que ficar sempre atento ao comportamento variável do usuário e as mudanças do mercado é importante.

Até porque, são essas variáveis que podem mudar o cenário na hora da busca, impactando os seus resultados.

Além disso, verificar sempre as suas métricas no geral e não só o CTR é imprescindível, pois dessa forma você obtém dados mais confiáveis sobre o desempenho de sua campanha.

Esperamos ter lhe ajudado! Dúvidas? Fale com a gente.

Forte Abraço.

Vídeo Marketing Mobile – Dicas Para Criar Sua Estratégia Multicanal

O vídeo marketing mobile já é uma realidade. Com o crescimento do acesso via smartphone e o consumo de conteúdo em vídeo, o cenário favoreceu para que os negócios digitais seguissem o comportamento do consumidor.

Agora, é nítido que para estar mais próximo dos usuários e, consequentemente, continuar compatíveis com suas necessidades e exigências, é necessário investir nesse tipo de estratégia.

  • Mas você sabe como fazer isso de forma adequada?

Tudo bem se a estratégia é muito nova para você e, por isso, não entende muito bem como proceder! Nós estamos aqui para lhe ajudar.

Siga conosco e entenda tudo sobre o assunto!

Mobile+Video+Marketing

Porque Devo Ter Uma Estratégia Multicanal para Vídeo Marketing Mobile?

Antes de qualquer coisa, você precisa se lembrar que o comportamento do consumidor, de modo geral, mudou.

Hoje, eles não se decidem tão fácil na hora de comprar algo. Na verdade, há um processo um tanto quanto longo, onde ele pesquisa, procura por depoimentos, verifica as informações do produto, busca detalhes, tenta encontrar um desconto, verifica preços… E aí sim, decide se vai comprar ou não!

Obviamente, os tipos de conteúdos que ele encontra no caminho, em sua jornada de consumo, influenciam sim na sua decisão final.

Acontece que ao contrário de antes, o potencial consumidor da atualidade transita pelos mais diversos canais. Isso quer dizer que sua experiência é multicanal.

Sem dúvidas, se você acompanha as novidades do mercado digital, já viu grandes nomes como a Google, possibilitar o trackeamento nesse tipo de jornada, multiplataformas.

Até aqui tudo entendido?

Então, nos responda:

  • “Se o seu público alvo passa por diversas plataformas até se decidir quanto à conversão, porque você só está presente em uma ou poucas delas?”.

Você percebe que ao adotar essa postura, sua estratégia abre espaço para que outros materiais influenciem mais o seu potencial cliente?

Isso é perigoso ao ponto de seu alvo, ao final da jornada, decidir-se por um produto do seu concorrente e abandonar o seu.

Você não quer isso, certo? Então vem com a gente, pois iremos lhe entregar dicas para criar sua estratégia multicanal de vídeo marketing mobile.

Você verá 4 plataformas importantes de estar presente, entregando conteúdo de relevância.

Aproveite!

Plataformas Que Precisam Estar Presentes Na Sua Estratégia Multicanal

Vídeo-Marketing-Mobile...

Como falamos no início, o consumidor não se mantém mais em uma única plataforma. Agora, ele tem um perfil no Instagram, uma conta no Youtube, outra no Facebook, interage no Pinterest e assiste conteúdos no Vimeo, por exemplo.

Por conta desse comportamento, não é interessante que a sua marca esteja em um único lugar, mesmo que esse seja o mais popular.

A verdade é que se aproximar do público, estar presente e ativo sempre que puder é a melhor estratégia.

Nesse caso, não faz sentido trabalhar com vídeo marketing mobile, se ele não tiver inserido em uma estratégia multicanal. Concorda?

Para te ajudar nessa missão, selecionamos as 4 principais plataformas que, provavelmente, serão bons lugares para que você ofereça conteúdos e imprima a sua marca.

  1. Youtube: Não seria justo citar outra plataforma em primeiro lugar, que não essa. Os números do Youtube são impressionantes, demonstrando claramente o porquê você deve estar presente nesse canal. Veja:
  • Segundo uma pesquisa do Google, mais de 50% do tráfego da plataforma provém dos mobiles.
  • Em média, cada usuário navega 1h diariamente no Youtube através de seus smartphones, segundo estudo da TechCrunch.
  • O Youtube, conforme fonte oficial, é a maior plataforma de vídeos do mundo.

Não é preciso nem explicar o porquê você deve incluir essa plataforma em sua estratégia, não é?

  1. Facebook: A rede social de Mark Zuckerberg está crescendo cada vez mais nesse segmento. Há diversos novos projetos que prometem favorecer os vídeos marketing mobile nessa plataforma.

Inclusive, atualmente, esse é o formato de conteúdo que mais recebe interação, além de, junto com o Instagram, o Facebook somar mais de 100 milhões de horas de consumo de vídeos diariamente.

Aproveite a popularidade da rede social, especialmente entre os usuários mobile, e os novos recursos que ela está oferecendo, como os anúncios em formato de vídeo, para se aproximar do seu público.

  1. Instagram: Por falar no Facebook, o Instagram é também uma plataforma que está recebendo investimento voltado à integralização e valorização dos vídeos na plataforma.

Com forte audiência, ainda mais depois da apresentação do Stories, os responsáveis pela rede social de fotos estão buscando também torná-la uma referência em vídeos. Já há alguns recursos específicos para esse formato de conteúdo, como o autoplay no feed.

Incluir o Instagram na sua estratégia multicanal é interessante, pois conquista uma parcela do público com mais naturalidade, já que os vídeos são apresentados de maneira bem relevante, agregando valor à experiência do usuário.

Sem contar com a enorme popularidade do aplicativo dentro dos smartphones.

  1. Vimeo: Não é uma plataforma tão grande quanto o Youtube atualmente, mas esteve na disputa.

O interessante do Vimeo é que trata-se de um canal especializado, ou seja, todos que o acessam, sabem exatamente o que vão encontrar e, portanto estão ali com o intuito único, consumir conteúdos em vídeo.

Além disso, o diferencial do Vimeo é que ele oferece um conteúdo mais selecionado, com maior qualidade e, por isso, o público presente nessa plataforma é mais crítico e específico.

Pensando por esse lado, se sua estratégia e público estão dentro desse cenário, é bastante válido investir nessa plataforma.

Vídeo Marketing Mobile.

Como Sei Que Escolhi as Plataformas Certas para Minha Estratégia Multicanal?

Aqui, nós lhe indicamos as principais plataformas com base em seus recursos e nível de popularidade, mas para fazer a escolha certa, a seleção precisa ter critérios mais profundos.

Se você está começando agora e, por isso, não conhece exatamente o seu público alvo, tudo bem investir um pouco em cada uma delas.

Só que o ideal é estar exclusivamente nas plataformas que os seus usuários estão ativos e em grande volume.

Como descobrir isso?

Simples! Analisando as métricas e o comportamento dos usuários frente ao seu vídeo marketing mobile. Provavelmente, você não acertará de primeira, mas não se preocupe. Basta pegar os dados e aplicar otimizações na sua estratégia com base neles.

Desse modo, você verá que os resultados irão melhorar cada vez mais e as características do seu público ficarão mais claras.

Se você tem mais conhecimento sobre quem é o seu público, a sua decisão inicial sobre quais plataformas incluir na sua estratégia será mais simples, mas isso não exclui a necessidade de avaliar constantemente as métricas.

Afinal, você só terá certeza de que fez a escolha certa quando entender o desempenho da sua estratégia. As otimizações também são indispensáveis no seu caso.

Antes de finalizarmos é muito importante que você NUNCA se esqueça que cada plataforma tem seu perfil. Então, na maioria das vezes, você terá que trabalhar sob um padrão de comportamento diferente.

Entender isso também é muito importante para que não haja equívocos na hora de analisar métricas. Ok?

Gostou do conteúdo ou ficou com dúvidas? Então envie uma mensagem para gente com sua opinião ou pergunta.

Até a próxima.

Forte Abraço.

Fontes:

 

Buzz Marketing – Como Funcionam as Principais Técnicas da Estratégia?

Recentemente, nós entregamos a você um conteúdo especial sobre o que é Buzz Marketing. Você conferiu?

Nele, explicamos o conceito da estratégia e a diferença em comparação ao marketing viral. Que pode parecer a mesma coisa, mas não é!

Hoje, nós estamos aqui para cumprir uma promessa que fizemos ao final daquele conteúdo. Trata-se de uma espécie de complemento sobre o assunto.

Por isso, se você não viu o material ao qual nos referimos, a nossa sugestão é que leia primeiro, antes de seguir aqui. Afinal, você terá um aproveitamento muito melhor e completo.

Nesse artigo, você entenderá quais são e como funcionam as principais técnicas da estratégia denominada Buzz Marketing.

Está preparado? Então vem com a gente!

A Estratégia por trás dos Assuntos Mais Comentados

Buzz Marketing,

Você sabe que o Buzz Marketing visa gerar engajamento contagiante em um determinado público alvo. Certo?

Esse engajamento costuma ser tão forte que faz com que as pessoas falem sobre a marca, à ponto de fazer com que o assunto seja um dos mais comentados nos principais canais, como as redes sociais.

Partindo disso chegamos à conclusão de que a maioria das pessoas comentam sobre um determinado assunto, seja sobre uma marca, um produto ou uma ação específica de uma empresa, pois estão sob o impacto do Buzz Marketing.

Não! Apesar de parecer, esse comportamento humano não se dá de modo aleatório.

Pare por alguns momentos e analise… Em uma espaço de uma semana, nós podemos ver diversos temas entre os mais abordados e eles vão de um extremo à outro. Como o Rock in Rio e a morte do apresentador Marcelo Rezende, por exemplo.

Porque isso acontece? É simples! Há um mecanismo que faz com que as pessoas sejam conquistadas por essas discussões.

Óbvio, que cada assunto é trabalhado de uma maneira diferente, no caso do óbito de alguém querido, é a comoção, a dor. Já em um festival de música, a exclusividade, o desejo de pertencimento, a diversão.

Mas se olharmos com uma lupa, bem de perto, veremos que todos eles se encaixam no Buzz.

Há um livro, inclusive, um dos mais importantes sobre o assunto, chamado BuzzMarketing, de autoria de Mark Hughes.

Nele, o publicitário mostra como é possível e simples inserir assuntos para que as pessoas discutam em seus cotidianos.

Ele também aponta que essa facilidade de “entrada” é algo que pode ser utilizada por negócios atentos às tendências.

Obviamente, é preciso saber utilizar o poder, revertendo-o em benefícios posteriores.

Quer saber quais são as bases utilizadas no Buzz Marketing para garantir que as sugestões de assuntos sejam acatadas e discutidas?

Confira!

Quais São as Bases do Buzz Que Constroem Sugestões de Assuntos Irrecusáveis?

Buzz Marketing técnica

Segundo o autor Mark Hughes, há seis sugestões de assuntos mais fáceis de serem acatados pelo público.

Afinal, eles funcionam como gatilhos, fazendo com que as pessoas se conectem de forma tão grande que não há outra escolha, à não ser discutir o assunto.

Esses seis tipos são as bases do Buzz:

  1. Assuntos que tratem de algo extraordinário.
  2. Assuntos que falem sobre algum tabu.
  3. Assuntos que tratem de algo pouco comum.
  4. Assuntos que tragam conteúdo com potencial de choque.
  5. Assuntos sobre conteúdos hilariantes.
  6. Assuntos que revelam algum tipo de segredo.

Segundo estudos, uma estratégia de marketing que consegue aplicar muito bem um ou mais desses gatilhos, certamente conquistará o engajamento contagiante.

Isso porque esses tipos de assuntos não podem ser ignorados pelo cérebro humano, desencadeando uma série de sensações, como a curiosidade, que impulsionam à ação. Que no caso é debater sobre ele.

Como funcionam as 6 principais técnicas da estratégia Buzz Marketing?

Provavelmente, você está se perguntando como esses gatilhos funcionam na prática, quando estão inseridos em uma campanha. Certo?

Apesar de muito eficaz e poderoso, o funcionamento é bem simples. Acompanhe:

  • Tabu: Quando você trabalha uma campanha de Buzz Marketing visando ativar o gatilho do Tabu, é necessário sugerir ao público a temática controversa. Ou seja, assuntos que naturalmente geram debates por conta de opiniões divergentes, por posicionamentos distintos.
  • Pouco Comum: Aqui a campanha que deseja ativar esse gatilho, precisa sugerir temas incomuns, no sentido de lançamentos, revoluções, inovações. Nesse caso, cabe como exemplo as campanhas da Apple, que faz com maestria a apresentação de suas tecnologias e produtos.
  • Extraordinário: Campanhas que apresentam ao público algo exclusivo ou com enorme benefício, geralmente, ativam esse gatilho. Tornando impossível não falar sobre o assunto.
  • Potencial de Choque: Aqui as temáticas são mais abrangentes e depende bastante do público, já que os conteúdos com potencial de choque variam de acordo com o ponto de vista e cultura do grupo. De maneira geral, são aqueles que impactam as pessoas fortemente, gerando comentários e engajamento quase que imediatos, como uma resposta automática do cérebro. Uma reação natural.
  • Hilariantes: São aquelas campanhas que visam despertam sensações fortes, em que as reações são inevitáveis. Elas podem variar, provocando desde repúdio à gargalhadas.
  • Segredos: Esse é um dos gatilhos mais comuns do Buzz, pois ele mexe diretamente com a curiosidade das pessoas. As campanhas que o utiliza, geralmente, traz uma proposta de desvendamento.

 

As campanhas mais poderosas do Buzz, quase sempre, utilizam mais de um gatilho em suas composições.

Talvez, você ainda não tenha percebido, mas se você parar por um instante e fazer as interligações corretas. Vai descobrir que grandes marcas como a Apple, O Boticário e a Disney, por exemplo, utilizam o Buzz Marketing com frequência, batendo recordes atrás de recordes.

Interessante, não é?

Buzz Marketing

Então porque você ainda não aplicou a estratégia em seus negócios?

O Buzz Marketing é realmente poderoso, capaz de transformar a imagem da sua marca, posicionando-a de maneira extraordinária.

Não perca mais tempo!

Esperamos que esse material tenha sido de imenso valor para você.

Ficou com dúvidas relacionadas a esse ou outro assunto? Então mande sua pergunta para nós pela caixa de comentários logo abaixo.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

Startup With Google – Ajuda Na Construção de Sua Startup?

Você é um empreendedor que sempre tem dificuldades na hora de lançar um novo negócio?

Tem uma ideia brilhante que poderia resultar em milhares de conversões, mas não sabe como proceder para colocá-la em prática?

Calma! Não se culpe e muito menos sinta-se sozinho. Nós, do Mestre do Adwords, sabemos que nem sempre é fácil implementar ideias e projetos na rapidez que gostaríamos.

São tantas coisas, novidades, projetos, tarefas, imprevistos, que é difícil seguir os planejamentos à risca. Não é verdade?

O problema é que isso faz com que muitos negócios de enorme potencial morram, antes mesmo de serem lançados.

Agir no tempo hábil, ideal e oportuno faz parte do sucesso de um negócio. Por isso, a velocidade de implementação é tão importante.

Se você demora muito para expor o seu negócio inovador ao mercado, amanhã, ele pode não valer mais nada.

Porque isso acontece?

Os fatores são diversos, mas com o cenário digital, onde tudo muda muito rápido e as inovações são ainda mais presentes, agora mesmo, o seu concorrente pode estar trabalhando em uma ideia parecida com a sua.

Percebe que lançar um negócio igual, um dia depois do seu concorrente, faz com que o sucesso dele e o nível de interesse fique muito menor? Com risco de ser nulo?

Apresentar uma solução idêntica, ao mesmo mercado, logo após o seu concorrente ter apresentado ao mundo à solução, é o mesmo que não fazer nada.

A equação é muito simples. Não basta ter uma boa ideia de negócio, é preciso ser rápido o suficiente para trazê-lo à realidade, antes que alguém o traga.

  • Você tem um projeto com bom potencial para se tornar uma marca de sucesso, mas até agora não agiu para colocá-lo em atividade?

Então, preste atenção! O que traremos aqui nesse conteúdo é uma novidade que, sem dúvidas, vai lhe interessar muito.

O Google acaba de anunciar uma nova plataforma que promete ajudar na construção da sua startup.

Quer entender tudo sobre o assunto?

Então vem com a gente! Esse é o momento de contar com o auxílio de uma gigante do mundo digital. Não perca, não deixe para depois!

Startup With Google.

Startup With Google – O Que É?

Há pouquíssimo tempo, o Google anunciou o lançamento de um site que promete auxiliar interessados na construção de suas startups.

Nomeada de Startup With Google, o projeto visa guiar empreendedores em todo o processo de concepção de suas ideias de negócios até o lançamento deles como Startups.

Segundo informações oficiais, o site trabalhará especialmente com conteúdos e recursos estruturados para que o “aluno” tenham uma experiência completa e relevante.

  • Está pensando que o site só servirá para heavy users? Profissionais e empreendedores com largas experiências, que já estão com tudo pronto, só não executaram a última fase, a de lançamento?

Felizmente, você está equivocado!

A proposta do Google é atender todos os interessados, inclusive, àquele profissional que nem completou a fase da concepção da ideia.

Quer iniciar uma startup do zero com a ajuda do Google? O novo site promete que conseguirá fazer isso.

Ansioso para saber como vai funcionar? Então vem com a gente!

Como vai funcionar o Startup With Google?

Como falávamos acima, o Google vai disponibilizar tudo através do site. Será um pacote completo, com conteúdos relevantes sobre o assunto, indicação das melhores plataformas para a execução de cada etapa e muito mais.

Obviamente, as plataformas e ferramentas indicadas para a execução das tarefas provenientes da concepção e lançamento da Startup são todas da família Google.

Claro que isso não diminui o poder do projeto. Já que a Google é líder do segmento profissional digital.

O Startup With Google será dividido da seguinte forma:

Google Headquarters in Dublin - FeatureFerramentas: Nessa divisão, serão encontradas 9 seções, onde o profissional poderá escolher qual se adapta mais com o seu momento no andamento de seu projeto: São elas:

  • Construção do produto
  • Aumento de produtividade.
  • Implementação machine learning
  • Obtenção de insights e Analytics.
  • Divulgação do produto.
  • Otimização Web.
  • Conseguir serviço de hospedagem.
  • Monetização do produto/serviço.
  • Potencializar a segurança.

Assim que você escolher a sessão que condiz com as suas necessidades, a plataforma apresentará um pacote completo para que você realize a etapa, conquistando o objetivo proposto.

Esse pacote inclui conteúdo explicativo que lhe guiará ao longo da jornada de execução e as ferramentas adequadas, assim, como os recursos que devem ser utilizados.

Todas as opções da lista se apresentam seguindo esse mesmo padrão.

  1. Práticas Recomendadas: Nessa divisão, o Google lhe disponibilizará 7 categorias diferentes, mas todas referentes ao processo de concepção da sua Startup. Entre elas, você poderá conferir dicas de como proceder para fazer as melhores escolhas e agir sob as práticas mais assertivas. As categorias são: 
  • Contratação assertiva dos profissionais.
  • Aumente seu lucro.
  • Seja líder do seu time
  • Trace objetivos e alcance-os
  • Compreenda seu público.
  • Busque mais recursos. (Fundos)
  • Design e teste.

Claro, aqui você também terá acesso à recursos e serviços que podem lhe auxiliar em cada tarefa.

  1. Comunidade: Nessa parte, você terá acesso à programas e projetos do Google e de seus parceiros. Como os coworkings, eventos, palestras e outras iniciativas voltadas ao auxílio na formação dos integrantes dessa comunidade.

Nessa sessão, você terá a oportunidade de fazer buscas regionalizadas por parceiros e projetos. Podendo, assim, encontrar opções que estejam próximas à você.

Startup With Google

De modo geral, podemos dizer que o Startup With Google é de enorme relevância, especialmente, porque permite que empresários iniciantes tenham uma entrada mais otimizada e relevante ao mundo dos negócios.

Inclusive, se alimentando de informações interessantes sobre esse universo, sobre as ferramentas, recursos e processos.

O que facilita e muito suas ações e aumenta consequentemente a sua capacidade de ação e implementação, que acaba favorecendo até mesmo os usuários de maneira geral.

  • E você? O que achou da novidade?
  • Quer navegar mais por todas as possibilidades?

Acesse a página oficial do Startup With Google e comece a tirar o seu projeto do papel e da imaginação hoje mesmo.

Dúvidas? Escreva para nós!

Até logo.

Forte Abraço.

Google Consumer Surveys para Estudar seu Mercado – Confira!

Sem dúvidas, você sabe que uma estratégia de marketing para ser assertiva precisa ser fundamentada em uma detalhada pesquisa de mercado. Certo?

Não tem jeito, você pode ter uma estratégia poderosa ou uma ideia sensacional para um novo negócio, capaz de reverter milhões em conversões, mas se elas não estiverem direcionadas e aplicadas ao mercado ideal, seu retorno será abaixo de zero.

Apesar de ser uma tarefa teoricamente simples de realizar, estudar um mercado para alinhar estratégias na prática é um tanto quanto trabalhoso e, isso, acaba fazendo com que profissionais tenham enormes dificuldades.

Além disso, essa dificuldade também favorece o ambiente para o cometimento de erros que comprometem os resultados.

E, então? Melhor contratar um profissional especializado? Desistir frente à uma dificuldade?

Desistir jamais, contratar um profissional especializado, talvez!

Só que como para tudo na vida, há outras saídas. Você não precisa seguir por nenhum desses dois caminhos. Inclusive, hoje, nosso conteúdo vem lhe apresentar uma alternativa bastante relevante!

Ela chama-se Google Consumer Surveys. Já ouviu falar?

Trata-se de uma solução Google para lhe auxiliar na pesquisa de seu mercado.

Quer descobrir tudo sobre o assunto?

Então não fique parado aí, acompanhe esse conteúdo recheado de informações até o fim.

Aproveite!

Google Consumer Surveys.

Como o Google Consumer Surveys pode Auxiliar Seu Negócios?

Falávamos acima sobre a importância de uma pesquisa de mercado detalhada, certo?

A questão é que essa necessidade sempre esteve presente no mundo dos negócios, porém com a era digital fortemente ativa, ela se consolida como imprescindível ainda mais.

Há grandes possibilidades de que você esteja trabalhando com um negócio digital. Não é mesmo?

Nesse caso, o Google é uma grande referência para você, talvez, a primeira marca que surge à sua cabeça quando você pensa na sua própria empresa.

A verdade é que as estratégias do marketing digital, 99% das vezes, estão interligadas ao Google, isso porque ele detém o maior buscador do mundo. Então, obviamente, a maior fonte de tráfego orgânico provém desse mecanismo.

Para captar uma fatia generosa desses potenciais clientes, você terá que trabalhar conteúdos otimizados para os motores de busca, parte importante de uma estratégia de SEO. Assim, nutrirá seus leads, aumentará sua base de fãs e levará à sua marca para mais longe.

Até aí tudo ok, não é? Mas, para conseguir que todas essas estratégias tragam resultados positivos, de novo a necessidade de ter em mãos a pesquisa de mercado aparece.

Isso porque não dá para criar uma estratégia sem conhecer o comportamento do mercado em que você pretende inseri-la. Como direcionar algo para alguém que você não conhece?

Difícil, não é?

É justamente nesse ponto que a Google Consumer Surveys pode ajudar seu negócio.

Entenda melhor do que se trata à seguir.

O que é o Google Consumer Surveys?

Google Consumer Surveys..

Nós já lhe demos boas pistas, por isso, você já deve imaginar o que é o Google Consumer Surveys. Certo?

Bem, basicamente, trata-se de uma ferramenta Google que tem o objetivo de ajudar negócios a descobrirem mais sobre os seus mercados.

A solução permite que você realize pesquisas com o público, buscando respostas para as mais variadas questões em aberto, importantes para a definição assertiva da sua estratégia.

O interessante é que a plataforma tem recursos bastante avançados, oferecendo a possibilidade de que você faça, realmente, uma pesquisa aprofundada sobre todo o seu mercado de atuação.

Sabe o que é melhor? As respostas reunidas por meio dessas pesquisas são provindas dos usuários do buscador. Ou seja, você estará falando com um potencial consumidor da sua marca.

Google Consumer Surveys – Como funciona?

Apesar de poderosa, a plataforma tem funcionamento bastante simples, dinâmico e intuitivo.

Como uma característica da maioria das soluções Google, a ferramenta permite que você customize as suas pesquisas, direcionando-as através de filtros para uma segmentação específica de público.

Precisa de respostas para questionamentos de várias temáticas? O Google Consumer Surveys já está preparado para essa opção.

Você deve estar se perguntando:

  • Como o Google apresenta essas pesquisas aos usuários?

Vem entender!

Quem responde minhas pesquisas no Google Consumer Surveys?

Toda vez que você disponibiliza uma pesquisa, o Google a aprova e, após isso, as envia para sites parceiros, aplicativos e plataformas.

A partir disso, a inteligência artificial analisa os dados dos usuários e os compatibiliza com os do público alvo que você definiu na segmentação.

Uma vez encontrado um usuário pertencente ao seu público, a pesquisa é fornecida para que ele responda.

Todos os usuários do Gmail que forneceram seus dados pessoais e sejam compatíveis com a persona do seu questionário, também recebem as pesquisas, inclusive, se elas forem locais.

Google Consumer Surveys

Aí você se pergunta:

  • “Porque o usuário aceitaria responder uma pesquisa minha?”.

Muito simples. O Google tem um programa de recompensas para essas pessoas, então quando elas aceitam responder algumas perguntas, recebem pontos que podem ser utilizados para compras dentro da loja de aplicativos Google, a Play Store.

Como recebo o relatório da pesquisa de mercado?

A ferramenta se encarrega de fazer toda essa análise e compatibilização. O relatório é entregue à você via plataforma, incluindo informações e insights.

Você também visualiza gráficos e apresentações com interação, onde é possível aplicar cenários diversos para que você vá ainda mais fundo na análise do seu mercado de atuação.

Quer guardar o relatório ou compartilhá-lo com integrantes da sua equipe? O Google Consumer Surveys permite que você faça isso de modo simples e rápido, afinal, é possível utilizar o Google Docs para tal tarefa.

Não quer colocar um documento importante na nuvem? Tudo bem! Também é possível baixa-lo para o seu computador no formato .csv e no caso dos gráficos e imagens, no formato .png.

O Google Consumer Surveys é gratuito?

Não! É preciso pagar para utilizar a ferramenta de pesquisa de mercado do Google, mas sem dúvidas vale muito a pena.

Se comparada à outras soluções, o custo de assinatura da plataforma é bastante acessível.

Além disso, você só pagará algum valor ao Google, se tiver uma pesquisa ativa.

Quer uma ideia de valores? Bem, então saiba que é possível pagar por resposta do usuário, cada uma delas partem de U$0,10.

Interessante, não é?

Você pode acessar a plataforma do Google Consumer Surveys agora mesmo e explorar as possibilidades.

Esperamos que esse conteúdo tenha lhe ajudado. Dúvidas? Mande sua pergunta para nós!

Forte Abraço.

Vídeos Mobile Marketing – Porque Você Deve Apostar Neles?

Os vídeos são um dos formatos de conteúdos mais queridos do momento. As pessoas cada vez mais se conectam com eles.

Você já percebeu? Na rua, no trabalho, no horário do almoço, até enquanto estão fazendo outra coisa, sentados no computador e, principalmente, quando estão com seus smartphones nas mãos. As pessoas estão consumindo conteúdo em vídeo.

Não é à toa que o Youtube é a segunda maior plataforma em volume de buscas do mundo.

A preferência pelos vídeos, juntamente com a era mobile, trouxe uma tendência forte ao mundo dos negócios digitais.

É impossível ignorar os vídeos mobile marketing. Sabe porquê?

Simplesmente porque eles estão muito inseridos no cotidiano dos consumidores, impactando, doutrinando e influenciando-os, de um modo geral, e se você não incluí-los em sua estratégia, vai deixar de converter.

Pense com a gente…

Os smartphones são os nossos companheiros de todas as horas. Eles estão com a gente pela manhã, no almoço, no jantar, durante a conversa com os amigos, na balada e até mesmo na hora de dormir.

Os vídeos são dinâmicos, fáceis de consumir, de se conectar, desperta emoções, entretém, informa…

Agora coloque os dois juntos em um combo. Você consegue enxergar o poder disso tudo?

Não tem jeito, se você quer continuar obtendo resultados, levar a sua marca para mais longe, impactar mais potenciais consumidores, terá que se adequar à preferência geral.

Vídeos-Mobile-Marketing

E os usuários estão entregando uma mensagem bem clara por meio desse comportamento. Eles exigem praticidade, rapidez na entrega dos conteúdos, qualidade, dinamismo.

Então, nada melhor do que incluir os vídeos mobile marketing em sua estratégia, concorda?

Bem, se você não está totalmente convencido, nós, do Mestre do Adwords, elencamos algumas razões para você apostar neles.

Confira!

1º Motivo – Os Vídeos Mobile Marketing Faz Parte da Preferência de Consumo

Você, sem dúvidas, já sabe que o vídeo marketing e o mobile marketing são duas grandes tendências do momento atual.

Obviamente, elas não surgiram e estão cada vez mais presentes nas estratégias por coincidência. A verdade é que elas são as representações do comportamento do consumidor, ou melhor, a solução para as necessidades dos públicos.

Juntar esses dois mundos e trabalhar em uma estratégia de vídeos mobile marketing é se adaptar aos novas necessidades do seu potencial cliente.

  • Você duvida que essa é, realmente, uma tendência?

Então saiba que uma pesquisa recente feita pelo IBGE apontou que os Smartphones já são mais utilizados para acessar a internet, do que os Desktops.

Além disso, outro estudo feito pelo IAB apontou que os usuários do Brasil passam a assistir vídeos pelos seus Smartphones quase 40% mais a cada ano.

Incrível, não é mesmo?

O vídeo mobile marketing é uma ótima maneira de estar mais presente e próximo do seu público alvo e, só isso, já seria uma bela razão para você apostar nessa estratégia.

Vídeos Mobile Marketing o que é

2º Motivo – Os Vídeos Mobile Marketing Têm Poder de Guiar o Consumidor

Como eles são facilmente acessados via smartphone, os vídeos mobile marketing funcionam como uma espécie de guia para o usuário.

Em topa jornada de compra, geralmente, o potencial consumidor realiza pesquisas e, hoje, elas são massivamente feitas à partir de um smartphone.

Então ele acessa diversos conteúdos, verificando informações, opiniões, modelos, até que um bom tempo depois acabam realizando a conversão.

Como os vídeos são dinâmicos e aceitam muito bem os mais variados tipos de conteúdo, apostar em uma estratégia que os utiliza, entregando depoimentos, informações em detalhes do produto e muito mais, lhe entrega um enorme poder em mãos.

Sabe qual? A capacidade de influenciar e guiar o usuário à decisão de consumo.

E tem mais, os vídeos são muito fortes e eficientes quanto à captação da atenção e do interesse, pois são dinâmicos e prazerosos de consumir.

3º Motivo – Os Vídeos Mobile Marketing Lhe Aproxima Do Seu Alvo

Gerar conexões fortes e duradouras é especialmente favorável para que uma relação de confiança se forme e resulte em conversões cada vez mais frequentes.

E os vídeos para mobile costumam fazer com que esse objetivo seja alcançado mais facilmente. Uma vez que eles fazem parte da experiência diária do consumidor, afinal, ele está com o seu smartphone o tempo todo, ao alcance das mãos sempre.

Há, inclusive, um estudo da Google que comprova justamente o que acabamos de lhe falar.

De acordo com os dados apontados, as pessoas que consomem conteúdos via smartphone se conectam emocionalmente com empresas duas vezes mais do que se estivessem sendo impactados pela TV, e 1,3 mais do que se estivessem em uma experiência via desktop.

Ótimo motivo para apostar nos vídeos mobile marketing, não é mesmo?

Vídeos Mobile Marketing ..

4º Motivo – Os Vídeos Mobile Marketing Impulsionam o Engajamento

Principalmente nas redes sociais, os vídeos são os mais consumidos e, portanto os que mais recebem interações.

Segundo dados da maior rede social do mundo, a preferida dos brasileiros, o Facebook. Diariamente são consumidas milhões de horas de conteúdo no formato vídeo dentro da plataforma.

Juntando o Facebook e o aplicativo de fotos da marca, o Instagram, o volume do consumo gira em torno de 100 milhões de horas.

Obviamente, o volume de produção de conteúdo também acompanhou essa arrancada. Em 3 anos, de 2012 à 2015, o crescimento foi de mais de 600%.

Não é possível que esse comportamento, tanto dos usuários, quanto dos produtores de conteúdo, não lhe diga algo. Certo?

5º Motivo – Os Vídeos Mobile Marketing São Excelentes na Captação de Tráfego

É difícil apontar um negócio digital que não se interesse em atrair tráfego para as suas páginas. Concorda?

Isso porque no mundo digital, tráfego de qualidade significa maiores chances de gerar conversões.

Os vídeos mobile marketing são excelentes na captação de tráfego, você sabia?

Bem, por todas as suas características fortes, como a entrega de conteúdo facilmente consumível, relevante, que conecta, engaja e atrai, não é muito difícil entender porquê.

 

Conseguiu entender o porquê você deve apostar nos vídeos mobile marketing o quanto antes? Os motivos você já conhece!

Esperamos que esse conteúdo tenha sido útil para você.

Ficou com dúvidas? Mande sua pergunta para nós.

Forte Abraço.

Fontes: