Campanhas Google Adwords para o Dia das Mães – Venda Mais

Mais um dia lucrativo para o comércio está chegando, o dia das mães está próximo, mas você já preparou suas campanhas Google Adwords?

Se a sua resposta foi não, temos que lhe dizer duas coisas:

  1. Ainda dá tempo de criar uma estratégia poderosa para aproveitar a data!
  2. Você precisa aproveitar a oportunidade e vir agora com o Mestre do Adwordspara conferir as dicas incríveis que preparamos para lhe ajudar a vender mais no dia das mães!

Os Números do Comércio Oferecidos pelo Dia das Mães

O dia das mães de 2018 ocorrerá no dia 13 de maio e muitos negócios já estão se preparando para colher os bons frutos que a data oferece historicamente.

Juntamente ao Natal, Black Friday e Dia dos Namorados, o Dia das Mães representa um dia especial para o comércio brasileiro.

Sendo uma das datas mais relevantes dos primeiros seis meses do ano, relatórios especializados apontam números expressivos.

De acordo com o levantamento do Ebit, no último ano (2017), a data rendeu ao comércio de eletrônicos quase 2 bilhões de reais. Considerando o período de 2016, houve um crescimento de 16%. O item mais cobiçado pelos consumidores no geral foi o Smartphone, responsável por 13,4% das vendas digitais.

O ticket médio de 2017 foi de R$417, o volume de pedidos chegou a 4,5 milhões! A pesquisa ainda faz uma projeção de aumento de 12% para 2018!

Interessante, não? Sem dúvidas, você já conseguiu perceber o potencial da data comemorativa…

Mas, porque você ainda não preparou as suas campanhas Google Adwords para o dia das mães?

Vai perder a chance de vender muito mais?

Claro que não, certo? Então vem com a gente, pois dia 13 de maiojá está logo aí!

Campanhas Google Adwords para o Dia das Mães – Plano de Ação

Como você já deve saber, toda boa campanha merece um excelente plano de ação, pois só assim será possível extrair os melhores resultados, evitando equívocos e perdas por culpa da correria.

Será o seu plano que lhe guiará durante todo o período. Correto? Então comece por ele.

Registre metas, objetivos, estipule datas para cada etapa de execução da estratégia, lista de itens que entrarão nos anúncios, canais aos quais serão divulgados, como rede de pesquisa ou display, quais textos, peças, que tipo de linguagem utilizar, entre outros pontos importantes!

Monte seu plano completo e em detalhes.

Campanhas Google Adwords para o Dia das Mães – Se Inspire na Emoção e Inove

Datas comemorativas que envolvem sentimentalismo e emoção, como o dia das mães, são ideais para inovar!

No entanto é preciso tomar muito cuidado para não acabar criando campanhas que podem ser mal interpretadas.

O que estamos tentando lhe dizer é que a emoção, o amor, a gratidão que envolvem a data, podem ser muito inspiradoras na hora de criar campanhas impactantes e chamativas.

Mas, há uma linha tênue que separa a inovação da padronizaçãoequivocada, que acaba generalizando a figura da mãe!

Fuja delas, não retrate a maternidade dentro de um padrão! Se inspire, mas inove! Prefira a diversidade, busque a representatividade de maneira mais ampla e integrativa.

Campanhas Google Adwords para o Dia das Mães – Organize Seus Canais

“Vista” seus canais e plataformas para o dia das mães. Uma identidade visual diferenciada pode lhe ajudar a vender mais, especialmente, pelo fato dos seus consumidores se identificarem e saberem que sua marca está preparando algo de especial para a data!

Também não se esqueça de reforçar as estruturas para receber um maior volume de tráfego.

Se necessário, otimize a navegabilidade, a velocidade das páginas e até a “vitrine” principal do seu site!

Crie campanhas Google Adwordspara informar sobre os preparativos e novidades.

Campanhas Google Adwords para o Dia das Mães – Converse com Fornecedores

Se você não é o produtor dos itens que comercializa, esse é o momento ideal para que converse com os seus fornecedores.

O objetivo desse bate-papo é buscar parcerias para que seu estoque suporte o volume de pedidos, sem atrasos e equívocos. Além de conquistar descontosem caso de pedidos maiores.

Desse modo, você pode organizar a sua logística para cumprir e até surpreender na entrega, além de tornar mais simples a escolha de produtos que serão divulgadosnas suas campanhas.

Aproveite para averiguar com seus fornecedores, quais são os itens mais cobiçados pelos compradores. Eles podem ser fortes candidatos às promoções especiaisde dia das mães.

Campanhas Google Adwords para o Dia das Mães – Marketing de Conteúdo

Que tal criar uma estratégia de marketing de conteúdoespecial para o dia das mães?

Por meio dela, você pode informar, engajar, se relacionar e aumentar a sua visibilidade. O que, de maneira geral, potencializará as suas campanhas Google Adwords.

  • Não têm ideia do que tratar nesses conteúdos?

Tudo bem, a gente ajuda! Que tal uma publicação com dicas de presentes para as mães?

Ou então, um Quiz que ajude a detectar que tipo de mãe você tem e que presente mais combina com ela?

Conteúdos relevantes e bem trabalhados quanto ao SEO, também poderão lhe dar maior destaque nas buscas, o que aumentará o seu tráfego e, consequentemente, as suas conversões.

Campanhas Google Adwords para o Dia das Mães – Estude Público e Mercado

Ao estudar seu público e seu mercado, você conquista muitas vantagens, especialmente, em datas comemorativas.

Afinal, por meio do comportamento de ambos, você consegue descobrir:

  • Quais são os melhores horários para exibir anúncios.
  • Quais são os canais onde eles estão mais ativos.
  • Qual o orçamento e palavras-chave seus concorrentes estão utilizando.
  • Que tipo de estratégia está sendo aplicada.
  • Quais produtos do seu segmento estão sendo mais procurados.
  • Que tipo de oferta o seu potencial cliente espera receber.

Entre milhares de outras coisas que fazem toda a diferença nos seus resultados!

Agora que você já tem todas as dicas, é hora de começar a colocar a mão na massa!

Esperamos que esse conteúdo tenha sido útil para você.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

Atualização do Google Analytics – Descubra Agora o Que Muda

Se você acompanha o marketing digital com frequência, já deve saber que houve uma atualização do Google Analytics.

Talvez, o que você ainda não saiba, é o que efetivamente vai mudar depois dessa reformulação.

Mas, não se preocupe, o Mestre do Adwordsestá aqui para lhe ajudar!

Nesse conteúdo, você vai descobrir tudo sobre o assunto de maneira simples e prática!

Vem com a gente!

Atualização do Google Analytics Traz Alterações Importantes

Depois de um grande escândalo protagonizado pelo Facebook, envolvendo a segurança dos dados, muitas plataformas e órgãos ao redor do mundo estão trabalhando em medidas para que não haja danos aos seus usuários.

Uma das primeiras organizações a anunciar mudanças foi a União Europeia. A GDPR anunciou a atualização de sua política de segurança de dados.

O que obrigou, além de outras plataformas, a Google a modificar também o Analytics, a ferramenta gratuita de análise e monitoramento de tráfego.

Ao contrário do que muita gente pode imaginar, essa modificação da plataforma não é regional, atingindo, apenas o Brasil. Pelo contrário, ela será aplicada em todo o planeta.

Você pode estar se perguntando…

  • O que a União Europeia tem a ver com a Google e o Analytics?

Na verdade, como falamos no início, depois de escândalos, como a do Facebook, que expôs a fragilidade da segurança dos dados de usuários na internet, alguns grandes órgãos resolveram intervir para garantir que situações com a citada não continuem ocorrendo.

Um deles é o GDPR, da Europa, que traduzido, pode ser considerado um órgão regulador da proteção de dados.

Em anúncios da reformulação de sua política, a GPDR informou que essas medidas têm o objetivo de garantir a segurança dos dados dos usuários oriundos da União Europeia.

Porém, diante das dificuldades, as mudanças não se restringem aos países europeus. A Google, por exemplo, já está aplicando atualizações em suas plataformas para se precaver de maiores problemas, como a crise de insegurança que atingiu os usuários do Facebook.

Claro, a Google começou a trabalhar primeiro em suas ferramentas que mexem diretamente com dados, como o Analytics.

  • Quer saber exatamente o que vai mudar?
  • Quer entender melhor se os seus relatórios de métricas serão comprometidos?

Então não fique parado aí, continue com a gente!

Atualização do Google Analytics Vai Restringir Alguns Dados

É isso mesmo que você entendeu até aqui. O Analytics vai operar a partir de uma nova política de compartilhamento de dados.

Sem dúvidas, você deve estar um pouco preocupado, não é? Afinal, métricas são imensamente importantes para quem trabalha com marketing.

Calma! A gente vai lhe explicar o que vai mudar exatamente!

Restrição ao Tempo de Armazenamento de Dados

Uma das mudanças maiores que serão aplicadas no Analytics é que haverá restrição ao tempo de armazenamento de dados.

Isso quer dizer que todas as informações coletadas pela ferramenta, seja de usuários ou eventos específicos, poderão ter “prazo de validade”, não estando mais disponível para consultas após um tempo específico.

O Analytics, após dia 25 de maiode 2018, vai reter dados por tempo determinado, excluindo-os automaticamente após o período que você, como administrador, poderá definir.

Não se preocupe, pois, as informações sobre o seu volume e origem de tráfego, por exemplo, não serão afetadas por essa atualização.

  • Quer saber como determinar o prazo de retenção de dados?

É muito simples! Vá até a sua conta do Analytics, procure a aba de “Configurações” e aponte o prazo na aba correspondente.

Exclusão de Informações de Usuário Específico

É isso mesmo que você está imaginando. A Google vai disponibilizar um recurso no Analytics que será capaz de fazer a exclusão completa de informações de um usuário em especial.

A função também será disponibilizada no dia 25 de maio, e funcionará tanto no Analytics, quanto no Analytics 360.

A tecnologia por trás da ferramenta vai se fundamentar em identificadores de usuários, ou seja, cookies padrão do Analytics, App Instance ID, e/ou User ID.

Ainda não há informações tão detalhadas sobre a novidade, mas a gigante da tecnologia garante que em breve elas serão disponibilizadas.

Modificação das Normas de Consenso de Usuários Europeus

Apesar de o título sugerir, essas normas de consenso não são restritas aos usuários residentes da União Europeia. Ela se estende à todos os clientes do Google Analytics.

Nesse caso, é previsto pelas condições constituídas para funcionalidades de anúncio do Google Analytics, que você cumpra as normas do Google para consenso de usuários.

Traduzindo para uma linguagem mais entendível, podemos dizer que essa mudança quer dizer que você, como anunciante, tem a responsabilidade de promover e conquistar a concordânciados usuários de plataformas e sites que estão localizados no espaço econômico europeu.

Como falamos anteriormente, essa obrigatoriedade também se aplica aos negócios que estão fora dessa localização.

Por isso, é extremamente importante que você leia e revise os termos do Google Analytics, especialmente, aqueles que explana sobre o processamento de dados, e as normas da GDPR.

Modificação do Contrato Google Analytics e/ou Analytics 360

A quarta e última principal atualização do Google Analytics não poderia ser diferente.

Trata-se de modificações do contratoGoogle Analytics e/ou Analytics 360.

Como já tratamos superficialmente acima, as atualizações visam o processamento de dados.

Você já pode acessar o novo contrato, acessando a sua conta Analytics, ir até a página de administrador, clicar em configurações da contae assim ler e aceitar as novas “regras”.

É isso!

Esperamos ter lhe ajudado e que esse conteúdo tenha sido imensamente útil para você.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

Title Tag Google Imagens – Saiba Tudo Sobre a Atualização

Sem dúvidas você conhece muito bem o Google Imagens, certo? Super utilizado, assim, como o buscador padrão, o serviço faz parte do dia a dia de milhões de usuários frequentemente.

Com apelo visual sem igual, o recurso da Google torna as buscas mais intuitivas. Especialmente, se o objetivo for encontrar inspirações, passo-à-passos didáticos, entre outros, o que, inevitavelmente, acrescenta um valor imensurável à experiência.

Claramente, a gigante da internet sabe disso, ou melhor, têm ciência do potencial que o Google Fotos possui, especialmente, na atualidade, onde as pessoas, no geral, buscam por experiências mais rápidas, sem perder a relevância.

O sucesso dos conteúdos audiovisuais não nos deixa mentir. Concorda?

O Youtube, por exemplo, detém o segundo lugar quando o assunto é volume de pesquisas, perdendo, é claro, apenas, para o buscador da Google.

Diversas pesquisas apontam que, hoje, as imagens são capazes de satisfazer mais os usuários do que os conteúdos em textos, dependendo da plataforma de acesso, por exemplo.

O Facebooké um desses locais, onde o conteúdo visual vale mais do que mil palavras.

Enfim, fato é que não é de hoje que a gigante da tecnologia dá sinais de que o seu recurso de pesquisa por fotos é sim muito importante. Inclusive, do ponto de vista da qualidade da experiência do usuário.

Um deles é o bem desenvolvido sistema de ranqueamento de imagens. Que também acaba por favorecer sites e blogs que trabalham SEO nesse aspecto.

Você pode estar pensando…

  • Ok! Disso eu já sabia… Mas, o que esse assunto tem a ver com o título desse conteúdo?

Na verdade, tudo! A mais recente atualização da gigante tem relação direta com o Google Imagens.

Especialmente, sob esse aspecto que estávamos conversando anteriormente. A novidade visa aperfeiçoar, ainda mais, a resposta visual do conteúdoatravés das imagens.

Quer entender melhor? Então vem com o Mestre do Adwords saiba tudo sobre a atualização do Title Tag Google Imagens.

O que é Title Tag Google Imagens e Como Vai Funcionar?

Como você já sabe, recentemente, foi anunciada uma atualização no Google Imagens. A Title Tag.

Trata-se de uma novidade que visa aperfeiçoar ainda mais a experiência do usuário que utiliza o buscador. O intuito é fazer com que seja possível encontrar respostas relevantes mais fácil e rapidamente através das fotos.

A mudança consiste em algo bastante básico, mas grandiosamente útil. A Google vai incluir títulos em uma espécie de legendanas fotos de seu buscador.

Em comunicado oficial, a marca diz acreditar que incluir esses dados entorno das imagens, faz com que o retorno das buscas seja mais nítido e útil aos usuários. Auxiliando-os a encontrar uma solução de maneira mais ágil.

Você não se enganou! Realmente, uma atualização de 2017, deu conta de acrescentar tags nas imagens.

No entanto, essa não se trata da mesma notícia. Na época, apenas, fotos de anúncios que se tratavam de receitas ou produtos, receberam tagsde suas categorias respectivamente.

Na ocasião, a Google também passou a exibir a URLrelacionada à imagem nos resultados. Com o objetivo de ser mais transparente com o usuário em relação as fontes das fotos.

Title Tag Google Imagens – Quais as Vantagens da Mudança?

Talvez, você não tenha conseguido visualizar as vantagens dessa mudança, mas há algumas.

Mesmo que exibir o título do post de cada foto pareça algo muito básico, o acréscimo da informação pode fazer com que o usuário tenha uma melhor visãosobre do que se trata o conteúdo.

E se engana quem pensa que essa visão se restringirá, apenas, à imagem! Na verdade, oferecer mais dados sobre a foto e a origem dela, permitirá que o usuário também consiga discernir se o site da imagem em questão pode oferecer mais conteúdos relevantes relacionados à temática da busca inicial que resultou na exibição da foto.

Nesse ponto, donos de sites e blogs que trabalharem adequadamente o SEO, poderão sair ganhando com a atualização também.

Quer um exemplo de como funcionará?

  • Hoje, se pesquisarmos no Google Imagens a palavra “mesa de jantar”, aparecerão diversas fotos do item nos resultados.
  • Agora, com a inclusão do Title Tag, se refizermos a busca, aparecerão diversas fotos do item, porém com descrições. Esse conteúdo descritivo é o título da publicação que utilizou a imagem exibida.

De imediato, tendo contato com o título, você saberá se aquela imagem é de um site de decoração ou de uma loja móveis, por exemplo.

  • Percebe que, dependendo da intenção da sua pesquisa, essa simples informação adicional pode melhorar admiravelmente a sua experiência?

Se você fizer uma busca para encontrar mais informações sobre o item, ali mesmo, no Google Imagens, será possível encontrar, fazendo com que a sua próxima ação seja mais simples e rápida.

O SEO Vai Ser atingido pela Atualização?

Falamos bastante sobre o SEO ao longo desse conteúdo, mas ainda não conversamos sobre o possível impacto que o Title Tag Google Imagens pode gerar sobre ele.

Bem, ainda não podemos provar com dados e nem dizer exatamente o que mudará, mas muito provavelmente o SEOserá atingido sim.

Por isso, é muito importante que você cuide muito bem de suas imagens, especificamente quanto a relação da ilustração com o seu conteúdo e, claro, o título.

Se possível, reanalise os seus materiais com o objetivo de se certificar de que os títulos condizem com o assunto tratado e com as imagens escolhidas.

Esse cuidado prévio lhe ajudará a obter melhores posições nos rankingsdo Google, logo quando a atualização for completamente implementada.

De acordo com a gigante da internet, a novidade chegará ao Google Imagens em todo o planeta nas próximas semanas. Ela será primeiramente aplicada ao aplicativo e nas pesquisas via mobile.

É isso! Esperamos que esse conteúdo tenha sido imensamente útil para você.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

Facebook Disponibiliza Recurso para Identificação de Fake News

As últimas semanas não têm sido nada fáceis para o Facebook. Após o estouro de um grande escândalo, envolvendo a rede social mais popular do planeta. O assunto mais discutido se relaciona com a real segurança dos dados pessoais de usuários que utilizam a plataforma.

Em meio à tratativas e explicações, os responsáveis pelo Facebook, inclusive, seu proprietário, Mark Zuckerberg, têm sido cobrados não só por explicações e esclarecimentos quanto ao ocorrido, mas também por medidas que evitem um novo vazamentode informações que deveriam ser sigilosas.

O caso tem tanta gravidade, que acabou gerando um rombo bilionário nos cofres da rede social.

Há quem diga que esse é só o começo do fim do Facebook, outros acreditam que, em breve, haverá uma versão paga. Questão que, inclusive, não foi descartada por Zuckerberg, durante esclarecimentos às autoridades nos Estados Unidos.

Os rumores sobre o caso são, realmente, bastante amplos. Profissionais da área de marketing, estão preocupados com a possibilidade do fim da plataforma de Ads.

Por outro lado, há quem defenda a máxima de que: “Quando não se paga por um produto, você se torna o produto”, indiciando que o vazamento e a utilização de dados não são lá coisas tão absurdas.

Enfim! Polêmicas à parte, fato é que depois de tanto “barulho”, Mark Zuckerbergse viu obrigado a reformular e atualizar alguns pontos de sua plataforma.

Uma das mais recentes atualizações dão conta de um recurso que permite a identificação de Fake News.

Ao que tudo indica, os próprios usuários poderão fazer esse apontamento de forma simples e rápida!

Vem entender melhor o que essa mudança pode representar para usuários e profissionais que utilizam a rede social!

O Mestre do Adwordspreparou um conteúdo completo sobre assunto, especialmente, para você.

Facebook Mira Fake News como Medida Para Garantir Privacidade de Dados

Como você já sabe, a credibilidade do Facebook decaiu bastante diante dos últimos acontecimentos. Que evidenciou a fragilidade da privacidadedos dados de usuários que utilizam a plataforma.

Pressionados para que fossem apresentadas medidas que garantissem maior segurança, os responsáveis pela rede social expuseram, recentemente, como parte do pacote de medidas prometido, uma atualização que mira diretamente as Fake News.

Segundo informado, aparentemente, os próprios usuários, através de um recurso disponibilizado, poderão identificar as Fake News e fazer o apontamento diretamente na plataforma.

Para quem não sabe, Fake News trata-se de uma notícia falsa. Podendo ser, por exemplo, aquela matéria, ao qual você visualiza e desconfia fortemente de que não se trata de fatos!

  • Com certeza, você já deve ter tido contato com milhares delas enquanto navegava em sua timeline, não é?

Pois bem, parece que o Facebook encontrou uma solução para fazer com que, ao menos, elas sejam menos frequentes na rede.

O objetivo da atualização, provavelmente, é consertar um pouco a sua imagem “abalada” pelo escândalo, que envolveu a Cambridge Analytica e a eleição presidencial que levou Donald Trump ao cargo, através de uma maior sensação de segurança e confiabilidade.

O recurso de detecção de Fake News, por enquanto, só foi lançado oficialmente nos Estados Unidos, no entanto, tudo indica que, em breve, ele também será disponibilizado em outros países, incluindo, o Brasil.

Que foi citado nas declarações de Mark Zuckerberg, indicando que havia preocupações quanto às eleições brasileiras.

A esperança é que, diminuindo a dispersão das Fake News, a plataforma, no geral, se torne mais confiável.

Como Vai Funcionar o Novo Recurso de Detecção de Fake News do Facebook?

Ao contrário do que muita gente imaginou, o mecanismo por trás do recurso do Facebook tem um embasamento muito interessante.

Ele funcionará de forma a permitir que os usuários tenham acesso à dados mais profundos sobre o embasamento da notícia, matéria ou conteúdo. Será possível também ver quais amigos fizeram o compartilhamento.

A partir de um pequeno ícone localizado na lateral do título da matéria, os usuários poderão confirmar e checar dados, como:

  • A página ou veículoque fez a publicação do conteúdo.
  • Outras matérias produzidas ou publicadas pelo mesmo veículo ou página.
  • Quais seguidores ou amigos fizeram o compartilhamento desse conteúdo.

Dessa forma, oferecendo mais informações sobre o conteúdo, o Facebook acredita que será possível doutrinar os usuários da rede social a identificarem mais facilmente quando a notícia ou o material, no geral, não é verdadeiro e embasado em fatos.

Quais as Consequências Positivas do Recurso Contra as Fake News?

Com essa nova “tecnologia”, o Facebook tem mais potencial de garantir que notícias e conteúdos falsos, utilizados para induções propositais e persuasões tendenciosas a algo ou alguém, sejam evitadas.

Ou seja, levando em consideração o que ocorreu depois do vazamento de dados que foram, supostamente, utilizados na campanha de Donald Trump, o recurso vai agir para que esse tipo de situação seja previsto com antecedência, evitando impactos negativos.

O Facebook acredita que doutrinar os usuários para essa detecção é uma iniciativa forte com potencial de evitar o desvio de informação.

Quais as Consequências Negativas do Recurso Contra as Fake News?

Ainda falta aprimoramentos no recurso. Já que a rede social só poderá trabalhar, nesse primeiro momento, com conteúdos que foram lidos pelos usuários.

O que quer dizer que se você, apenas, interagir e reagir ao material pelo título, nada será feito.

Além disso, profissionais que utilizam a plataforma como canal de publicidade, compartilhando artigos e conteúdos promocionais, correm o risco de serem atacados por “concorrentes mal-intencionados”.

Essa é só uma das primeiras novidades trazidas pelo Facebook. Isso porque, em breve, a rede social trará um pacote de medidas completo que, possivelmente, mudará bastante o que conhecemos da plataforma atualmente!

O próximo ataque, ao que tudo indica, será direcionado aos perfis falsos!

E, aí? O que você achou da novidade?

Acredita que a mudança pode impactar em outras coisas?

Conte sua opinião para nós!

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

Checklist SEO – Confira Estes Pontos Antes de Divulgar Seu Site

Está prestes a lançar e divulgar seu site? Antes que a empolgação tome conta e você, finalmente, dê vida ao projeto, responda com sinceridade:

  • Você tem certeza da consistência da sua estratégia de SEO?

Pois bem, se você hesitou na resposta, não se preocupe tanto assim!

É comum que os empreendedores e marqueteiros foquem mais sua atenção em outros pontos, como o design e a navegabilidadedo site durante o projeto, embora isso não seja o mais adequado.

Você não é o único que, prestes a divulgar seu site, repensa se o SEO aplicado é o suficiente. Afinal, embora “invisível” aos olhos de muitos, esse conjunto de técnicas é responsável por grande parte dos seus resultados, incluindo o potencial da atração de tráfego e conversões.

Por outro lado, é importante que você não divulgue o seu site antes de se assegurar que ele é competitivo em parâmetros de otimização. Caso contrário, a sua concorrência poderá ser implacável!

Ficou inseguro? Não precisa adiar nada por tanto tempo assim, basta apenas conferir o checklist SEOque preparamos para você, antes de divulgar seu site!

Vem com o Mestre do Adwords!

1˚ – Cheque a Velocidade de Carregamento das Suas Páginas

Não é de hoje que a Google vem demonstrando que a velocidade de carregamento das páginas do seu site é um ponto imensamente importante para a boa experiência do usuário.

No entanto, esse critério ganhou ainda mais relevância, quando a navegação passou a ser massivamente realizada através dos smartphones e aparelhos mobile no geral.

Por isso, atualmente, a velocidade do seu site conta como critério de ranqueamento. Além de influenciar bastante nas suas taxas de retenção e de rejeição.

Então, antes de divulgar seu novo projeto, certifique-se de que seu site está carregando rapidamente, incluindo, é claro, quando ele é acessado via dispositivos móveis.

Não sabe como fazer isso?

Sem problemas, a própria Google oferece uma ferramenta de análise, onde, inclusive, é possível verificar sugestões dos pontos que podem ser otimizados e, portanto, aumentar a velocidade de carregamento das suas páginas.

O Page Speed Insightsé muito útil e simples de ser utilizado! Basta que você acesse a ferramenta, insira a URL que deseja testar e clicar no botão para “Analizar”.

A ferramenta lhe exibirá uma nota, ela se refere ao nível de adequação da velocidade do seu site. Você ainda pode verificar a aba Desktop e Mobilee, assim, conferir as sugestões para melhorias.

2˚ – Cheque Se a Sua Estratégia Está Dentro do Movimento Mobile First

Como falamos acima, o modo como as pessoas acessam a internet mudou e, por isso, atualmente, a Google está priorizando no ranqueamento os sites que priorizam suas versões mobile.

Isso foi evidenciado pelo projeto da gigante da internet, nomeado Mobile First! Ele consiste em incentivar e apoiar profissionais a investirem na experiência mobile, antes da Desktop.

Se você quer ter certeza de que está utilizando todo o potencial do seu projeto, cheque se a sua estratégia está dentro do movimento mobile first.

3˚ – Cheque Se Você Já Tem Uma Programação de Conteúdos Prontos

Muitos profissionais, equivocadamente, lançam e passam a divulgar seus sites, antes de ter uma programação de conteúdosprontos.

Isso quer dizer, eles lançam e divulgam primeiro o site e depois vão pensar em produzir conteúdos, no tipo de postagem que farão, na regularidade que eles serão disponibilizados e tudo mais.

Talvez, você não saiba, mas isso pode prejudicar e muito seus resultados!

Apesar de pouca gente falar, o ideal é que se tenha um estoque de “conteúdos”, com planejamento de postagem em cronograma, para que a regularidade prevista na estratégia, se mantenha!

Se você é experiente, sabe que o marketing de conteúdoestá intimamente ligado ao SEO, atração de tráfego orgânico, entre outras coisas importantes para conquistar mais conversões.

Por isso, cheque com atenção se você já tem uma programação de conteúdos prontos e que eles são o suficiente para manter a consistência das postagens, até que novos sejam produzidos.

Não cometa o erro de lançar e divulgar seu site, antes de ter um bom estoque de conteúdo relevante! Isso pode levar à sua potencial audiência a desconfiar do seu negócio.

4˚ – Cheque Se o Analytics e Seach Console Estão Ativos

Sem o monitoramento de métricas, o seu site está fadado ao fracasso. Em se tratando de SEO, onde é necessário analisar o desempenho e o comportamento das estratégias para aplicar otimizações, isso é ainda mais importante.

Por isso, não divulgue seu site, antes de ter certeza que o Analytics e o Search Consoleestão ativos.

Não sabe como ativá-los, tudo bem, a gente explica!

No caso do Analytics, basta que você:

  • Faça login em sua conta ou crie uma.
  • Então vá até configurações de usuário, clique na aba “Administrador” e em seguida em “Criar uma Conta”.
  • Você verá alguns blocos para preencher, basta colocar as informações solicitadas nos espaços correspondentes.

Ao final, clique em “Ver ID de Acompanhamento”. O número gerado é o de rastreamento do Analytics.

Ele deverá ser instalado no código do seu site! Caso esteja trabalhando com o WordPress, basta fazer esse processo através de plug-ins, como o Yoast SEO.

Tudo pronto em seu Analytics? Agora vá ao Search Consolee inclua seu site.

Para tal, basta:

  • Logar na sua conta!
  • Na página inicial, clique em “Adicione Propriedade”.
  • Abrirá um bloco, onde você deve colocar a URL do seu site.
  • Depois, vai ser preciso verificar a propriedade.
  • Para tal, você precisará colar a metatag indicada pela Google no código html da página inicial do seu site. Na seção <head>, antes de <body>.

5˚ – Cheque Se Você Já Criou o XML Sitemap do Seu Site

Para quem não sabe, o Sitemap é uma espécie de mapa da estruturado seu site em URL’s.

Ele é importante para que os boots dos mecanismos de buscas possam “ler” e indexar seu sitede maneira mais organizada e simples.

Quando você tem um sitemap, também pode estipular o que a Google, por exemplo, pode acessar ou não.

Indexando com prioridadesó o que é interessante, lhe dando mais chances de conseguir melhores posições nos rankings de pesquisas.

Para criar um sitemap, existem várias formas, inclusive, gratuitas. Por meio de uma pesquisa rápida, você encontra dezenas de opções. O processo é bem simples e rápido.

Só não esqueça que depois de criá-lo, você precisará adicioná-lo no Webmaster Tools.  Para isso, basta acessar a sua conta, clicar em “Otimização”, depois em “Sitemaps” e, por fim, em “Adicionar/Test Sitemap”.

 

Pronto! Esperamos ter lhe ajudado. Em caso de dúvidas, escreva para nós!

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

Pesquisa de Marketing – Como Fazer de Forma Assertiva?

Quando se trata de pesquisa de marketing, muitos profissionais da área, inclusive, os experientes, ficam com dúvidas. Entre as questões mais apresentadas sobre o assunto, então:

  • Quais são as etapas da pesquisa de marketing?
  • Existem vários tipos de pesquisa de marketing?
  • Pesquisa de mercado e pesquisa de marketing são diferentes?
  • Para que serve uma pesquisa de marketing?
  • Como se desenvolve uma pesquisa de marketing?
  • Como fazer uma pesquisa de marketing?

Você também se identifica com esses questionamentos? Já se fez essas perguntas várias vezes, mas nunca conseguiu encontrar respostas concisas?

Pois é, ainda hoje, mesmo com o marketing digital bem desenvolvido e vastamente aplicado, muitos ainda procuram por exemplos de pesquisa de marketingpara desenvolver a sua.

Você já fez isso, não é?

Tudo bem, não se culpe! Essa é uma estratégia ainda pouco dominada, por isso, nós queremos lhe ajudar a entendê-la e utilizá-la melhor.

Vem com o Mestre do Adwordse descubra não só as respostas para as perguntas apresentadas no início, como também como fazer a sua pesquisa de marketing de forma assertiva!

Afinal, o que é pesquisa de marketing?

Por definição, uma pesquisa de marketingnada mais é que uma estratégia utilizada para captar informações sobre o mercado que se deseja atuar.

Basicamente, os dados que se visa colher resumem-se a atingir o objetivo de:

  • Entender como o público alvo se comporta.
  • As estratégias utilizadas pelos concorrentes.
  • E, claro, descobrir oportunidades e falhas que podem ser tiradas de base para a criação de uma estratégia de marketing mais efetiva.

A pesquisa de marketing é importante para qualquer tipo de negócio, pois ela garante que as suas estratégias sejam construídas e trabalhadas fundamentadas em informações concretas e legítimas.

Esse tipo de pesquisa também pode ser muito útil para otimizar estratégias que já foram implementadas, mas não estão oferecendo os resultados almejados.

Então, se você precisa encontrar novas oportunidades, otimizar as suas estratégias, captar mais leads, fazer benchmarking, ou basear a tomada de decisões, provavelmente, fazer uma pesquisa de marketing é o ideal!

Pesquisa de mercado e pesquisa de marketing são diferentes?

Ao contrário do que muitos pensam, a resposta para essa pergunta é sim! Pesquisa de mercado e de marketing são diferentes.

De fato, elas são bastante similares, no entanto apresentam disparidades suaves que as tornam distantes.

Uma das diferenças principais entre uma pesquisa e outra, tem a ver com o que se busca conquistar através de cada uma.

O objetivo de uma pesquisa de marketing, como falamos acima, leva em consideração, apenas, aspectos que podem contribuir para analisar o ambiente do ponto de vista mercadológico, verificando informações para criar uma persona, ou estabelecer a concorrência, por exemplo.

Por outro lado, a pesquisa de mercado tem uma ação de análise mais restrita quanto ao negócio em questão. Levando em conta informações que permitam entender como o potencial cliente enxerga a marca, os itens comercializados por ela, o relacionamento entre negócio e consumidor, entre outros pontos inerentes ao setor.

Basicamente, podemos dizer que quando se busca:

  • Entender a competitividade do mercado.
  • Desvendar diferenciais.
  • Buscar oportunidades.
  • Conhecer melhor os comportamentos do potencial consumidor de determinado nicho.
  • Descobrir concorrentes e suas ações.

Deve-se utilizar a pesquisa de marketing!

Agora, se você deseja:

  • Entender como o seu cliente lhe enxerga.
  • Qual a opinião dele sobre o seu serviço/produto.
  • Como a sua marca está posicionada no setor de atuação.
  • Qual o seu nível de autoridade no nicho.

Então, uma pesquisa de mercadoé mais adequada!

Depois de saber tudo isso, você pode querer questionar…

Existem vários tipos de pesquisa de marketing?

A resposta, mais uma vez, é sim! Existem diversos tipos de pesquisa de marketing. Isso porque, eles variam de acordo com o objetivoque você tem quando a produz e a aplica.

Pense com a gente…

Se você fizer uma pesquisa de marketing com o objetivo de estudar seus concorrentes, provavelmente, ela será diferente daquela que você produziu anteriormente, para entender melhor o seu público alvo.

Concorda?

Aqui, vamos nos atentas apenas aos tipos principais, os mais utilizados. Ok?

São eles:

  • Pesquisa de Marketing Conclusiva: Um dos mais utilizados, esse tipo de pesquisa tem o objetivo de coletar dados que possam levar à uma conclusão clara. Então, geralmente, ela apresenta-se com perguntas diretas que direcionam a respostas conclusivas. Apesar disso, há dois métodos que podem ser aplicados na pesquisa de marketing conclusiva.
  1. Descrição: Nesse caso, a pesquisa tem o objetivo de encontrar soluções e/ou respostas para um ponto exclusivo e exato, analisando acontecimentos e procurando apresentá-los. Assim, passa-se a mensurar e compatibilizar essas informações, as decodificando no intuito de chagar à uma resposta conclusiva.
  2. Experimento: Já no experimento, a pesquisa quer entender qual é a magnitude de um acontecimento e também o porque. Para encontrar essas respostas, geralmente, se usa um experimento. Como uma espécie de teste A/B.
  • Pesquisa de Marketing Exploratória: Como falamos, o que tipifica a pesquisa é o seu objetivo. No caso da exploratória, se visa explorar questões não muito bem esclarecidas em outros estudos e análises. Ela ainda é empregada quando há a detecção de um problema de pesquisa. Por isso, na grande maioria das vezes, ela é feita anteriormente ao último estudo.

De maneira geral, a pesquisa de marketing exploratória é exatamente o que seu nome sugere. Ou seja, um levantamento utilizado para explorar uma temática mais profundamente, ou como forma de apoio à outra pesquisa que não evidenciou claramente o ponto.

Quais são as etapas da pesquisa de marketing e Como Fazer de Forma Assertiva?

Dependendo do tipo de pesquisa de marketing que você fizer, as etapas podem variar. No entanto, de modo geral, podemos dizer que existem 6 etapas. São elas:

  1. Estipulando o Objetivo/Problema: Geralmente, uma pesquisa de marketing é adotada quando ocorre um problema ou surge um novo objetivo no negócio ligado às estratégias correlatas ao assunto. Por isso, a fase de definição de objetivo/problema é a número 1.

 

Por exemplo, você percebe que um de seus produtos não está convertendo como deveria e precisa melhorar a técnica de divulgação. Para chegar à uma conclusão mais assertiva de quais medidas e mudanças devem ser aplicadas, você recorre à uma pesquisa de marketing, para coletar dados relevantes, reais que basearão a otimização posterior.

 

  1. Concepção e Elaboração do Plano de Pesquisa: Nessa etapa, você vai definir o que será pesquisado. Quais informações precisarão ser captadas. Qual tipo de pesquisa e/ou método será aplicado. A qual público ela será direcionada.

 

  1. Captação de Dados: Aqui, é onde efetivamente se aplicará a pesquisa. Onde os dados serão deixados ou expostos, dependendo do canal escolhido para implementação.

 

  1. Mensuração e Análise: Depois que o público alvo tiver respondido as questões e o tempo de pesquisa estiver esgotado, é hora de fazer a mensuração e análise dos dados coletados. Você deverá agrupar e compatibilizar cada resposta e, assim, interpretar as métricas para, enfim, criar um relatório completo.

Não se esqueça de que esse relatório deve conter dados como a data da realização da pesquisa, o canal utilizado, o objetivo, o tempo de exposição, o número de pessoas que respondeu, o perfil do público, as variações dos resultados, conclusões, curiosidades, entre outras informações relacionadas que podem ajudar em uma análise futura, por exemplo.

  1. Apresentação dos Resultados: Aqui, basicamente, é a etapa onde você fará a apresentação das conclusões, do relatório aos interessados e envolvidos nesse projeto.

 

  1. Tomada de Decisão: Se a pesquisa de marketing realizada foi feita com o objetivo de melhorar uma área ou um item comercializado em seu negócio, essa é a etapa onde você se reunirá com a sua equipe e sócios para discutir e debater os resultados, visando encontrar soluções baseadas no que foi evidenciado no levantamento.

 

Percebeu como se desenvolve uma pesquisa de marketing?

Se você analisar e se basear nas etapas básicas, fica muito mais simples saber como fazer uma pesquisa de marketing assertivamente, sem precisar apelar para exemplos prontos disponibilizados na internet!

Que podem não ser tão adequados ao seu objetivo, comprometendo a sua análise e, consequentemente, seus resultados.

É isso! Esperamos ter lhe ajudado.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

E-commerce – Venda Mais com a Ajuda do Facebook Ads

Você já deve estar cansado de saber que o Facebook está cada vez mais inclinado às mudanças que acabam por ferir o alcance de publicações orgânicas de empresasque utilizam essa mídia em suas estratégias de marketing.

Apesar de tudo, das mudanças, da falta de favorecimento quanto às páginas de marcas, o Facebook, sendo a rede social mais popular do mundo, continua sendo um ótimo ambiente para fechar mais negócios e, assim, conquistar um maior volume de conversões.

Diante desse impasse, muitos profissionais ficam sem saber o que fazer!

  • Sair da rede social é uma escolha assertiva?
  • Investir em mais publicidade vale a pena?

É complicado. De fato, cada dia que passa, se torna mais imprescindível investir em publicidade paga, caso queiramos continuar marcando presença relevantenessa plataforma.

Mas, por outro lado, ninguém quer colocar dinheiro, sem ter certeza de que terá retornos relevantes. Não é?

Pois bem, antes de qualquer coisa, você precisa entender que o Facebook é uma plataforma, onde as marcas possuem mais resultados quando apostam na atração de tráfego de qualidade, ou seja, segmentado!

Já o Facebook Ads, o programa de publicidade paga da rede social de Mark Zuckerberg, não tem essa restrição. Isso quer dizer que é possível aplicar os mais variados tipos de estratégias, com os mais diversos objetivos, inclusive, para conversão de vendas e conseguir bons retornos.

Aí, você pode querer perguntar:

  • “O que eu faço então para garantir os melhores resultados?”.

Dedicação é a palavra-chave! Mas, nós, do Mestre do Adwords, vamos lhe dar algumas dicas para que seu e-commerce venda mais com a ajuda do Facebook Ads.

Vem com a gente!

1ª Dica – Crie Anúncios com Fotos Extraordinárias

Um dos objetivos que a sua campanha deve ter para atrair melhores resultados é o de se destacarda multidão presente no Facebook.

Para isso, nada melhor do que trabalhar com a estratégia de criar anúncios com fotos extraordinárias.

O que isso quer dizer? Que você não deve escolher fotos que não possuam TODAS as características a seguir:

  • Resolução de Excelente Qualidade.
  • Cores vívidas, limpas, brilhantes e que chamam a atenção.
  • Tons distantes da identidade da plataforma.
  • Que tenham pessoas ou represente uma situação de felicidade, união e outras características inerentes à sua marca, produto ou serviço.
  • Que apresente usuários consumidores do seu produto/serviço.
  • Que tenha o tamanho exato, sem cortes, do tipo do anúncio que utilizará.

Se atente ainda ao texto na imagem, caso queira utilizar uma que já tenha ou se for acrescentá-lo! Ele não pode ser maior que 20% da área da foto.

Se possível, evite utilizar fotos de bancos de imagens, prefira fotos originais, inéditas, feitas por você ou sua equipe.

2ª Dica – Instale o Pixel do Facebook em Suas Páginas

É muito importante que você instale o pixel do Facebooknas páginas do seu e-commerce.

Isso porque, essa ferramenta irá lhe ajudar a mensurar seus resultadose, consequentemente, otimizá-los ainda mais ao longo do tempo.

Com o pixel, você também tem a oportunidade de conhecer mais sobre como o seu público alvo se comporta, suas necessidades, desejos e até ofertas que não se encaixam muito em seus ideais.

E a partir dessas informações, criar anúncios mais segmentadose assertivos!

3ª Dica – Direcione Melhor Seus Anúncios a Partir da Aba Interesses

Como falamos no início, o Facebook, por ser uma rede social, é um espaço onde as pessoas procuram mais interagircom outros usuários e itens que lhes chamam a atenção, do que efetivamente gerar uma compra.

Por esse ser um comportamento padrão, precisamos levá-lo em consideração para conseguirmos chegar à conversão.

O que estamos tentando lhe dizer é que, você só conseguirá vender mais, se expor os seus produtos ao usuário certo, ou seja, aquele que já tem um certo interesse no que você está oferecendo.

  • Como conseguir isso?

Segmentando!

E para tal, o Facebook Adspode lhe ajudar! Basta que você direcione melhor seus anúncios a partir da aba interesses.

Não entendeu? A gente explica.

Vá até a aba interesses e pesquise por alguns relacionados ao seu produto ou nicho de atuação. Verifique as categorias e páginas de maior valor ao seu público e selecione-as.

No entanto, fique atento para não definir interesses muito abrangentes, isso pode prejudicar seus resultados.

Quer um exemplo?

  • “Sérum Facial para Homens” é bastante restrito. Certo?
  • Nesse caso, a pesquisa vai lhe retornar com opções bem mais próximas ao que você busca, do que se pesquisasse apenas por “Sérum”.

Não tenha pressa na hora de fazer essa seleção. Afinal, se você conseguir agrupar diversos termos mais restritos e específicos ao interesse do seu público alvo, acabará chegando à um grupo de potenciais clientes muito relevante.

4ª Dica – Não Se Esqueça de Utilizar o Retargeting

Por mais que tentemos, é mais do que comprovado, por dezenas de pesquisas, que os usuários, quase nunca, vão comprar de uma marca em sua primeira visita, logo no contato inicial.

Segundo a Inc.com,98% dos potenciais consumidoresnão realizam a aquisição em um site, em sua primeira visita, por mais que tenham interesse em comprar.

Diante disso, precisamos considerar que, por mais que a sua campanha seja extraordinária, irresistível, persuasiva e única, apenas, 2% do seu público comprará nesse primeiro contato.

  • E, aí? O que fazer com os outros 98%? Desconsiderar?

Claro que não, certo? É preciso reconquistá-los, trazê-los de volta, para um novo encontro, agora mais confiantes e prontos para converter!

Utilizando o Facebook Ads, atingir esse objetivo é mais simples! Basta que você trabalhe com o retargeting.

Pode ser criando uma lista de público personalizado, especificando apenas usuários que já fizeram esse primeiro contato. Claro, sem esquecer de retirar aqueles que já se tornaram seus clientes.

Desse modo, você consegue criar campanhas e anúncios exclusivospara esse público, podendo direcionar uma oferta para o produto que ele visualizou, o que o impulsionará a fazer a compra.

Monitorar o carrinho, também pode ser uma bela estratégia para melhorar ainda mais as suas vendas!

 

E aí, o que achou do conteúdo? Esperamos que tenha sido imensamente relevante para você.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

Dicas para Atrair Um Maior Volume de Leitores para o Seu Blog

Está precisando atrair para o seu blog um maior volume de leitores, mas não sabe o que fazer para conseguir?

Nós, do Mestre do Adwords, sabemos que nem sempre é fácil alcançar esse objetivo, até porque um blog exige muito empenho, nas mais diversas áreas possíveis.

Para ter um blog com o mínimo de chances de sucesso, é preciso uma boa estrutura, um design agradável, navegabilidade amigável, carregamento ultra veloz e, claro, conteúdos atualizados de imensa qualidade e relevância.

Como se isso não bastasse, ainda precisamos manter a constância, sem deixar de lado a identidade do conteúdo entregue, a comunicação clara e de valor!

Já ficou cansado só de pensar, não é verdade?

Calma, não estamos aqui para tentar fazer você desistir de conquistar o seu grande objetivo e, finalmente, fazer sucesso com o seu blog!

Muito pelo contrário. Queremos que você saiba que sim, é possível ter e manter um blog, alcançar excelentes resultados e atrair um grande volume de tráfego qualificado, que vai ler e interagir com suas páginas e materiais.

Para tal, basta que você saiba qual estratégia aplicar, quando e como aplicá-la!

Ficou perdido de novo?

Então vem com o Mestre do Adwordse confira as dicas que separamos especialmente para lhe ajudar nessa jornada!

Não fique parado aí, confira tudo agora.

Será que um blog é ideal para o meu tipo de negócio?

Diante de resultados insatisfatórios, é possível que você esteja se perguntando se o seu tipo de negócio deveria mesmo ter um blog.

Esse questionamento é comum, mas independente do seu ramo de atuação, do porte e do tipo do seu negócio, ele não só pode, como deve manter um blog ativo. Mesmo que você já tenha um site institucional.

  • E, sabe o porque?

Porque o blog representa um ambiente muito importante para a sua marca. Ou seja, o local onde você pode estabelecer, nutrir e reforçar o relacionamento com os seus clientes.

É ali, também, que você aplicará o seu marketing de conteúdo, atraindo e engajando ainda mais potenciais interessados no que a sua marca oferece, o que proporcionará uma maior aproximação entre as partes.

Pode ser que você não saiba ou ainda não tenha tido a oportunidade de confirmar isso, mas o marketing de conteúdo é, atualmente, uma das estratégias mais poderosas, quanto a atração de resultados, ao aumento de conversões.

Segundo uma pesquisa realizada pela Coschedule, uma marca que utiliza esse tipo de tática converte cerca de 6 vezes mais em relação às que não a aplica.

Então sim, sem dúvidas, um blog é ideal para o seu tipo de negócio!

Aí você pode querer dizer…

  • “Se um blog é tão positivo assim, porque eu não consigo sequer atrair um maior volume de leitores?”.

Na verdade, você precisa entender que conquistar esse objetivo é uma das maiores dificuldades entre profissionais e iniciantes.

Esse “problema” não está relacionado exclusivamente ao seu negócio ou a você, pode ficar tranquilo!

Se você seguir algumas dicas com empenho e adequar estratégias ao seu público alvo, certamente, os resultados virão mais facilmente.

Veja as dicas que separamos para você.

Dica 1 – Produza Conteúdos para o Ambiente Digital e Não Redações do Enem

É muito importante que você se atente à forma como as pessoas mudaram, principalmente, quanto a forma de se comunicardepois que a internet se popularizou.

Hoje, a maioria dos públicos prezam por rapidez, praticidade e facilidades. Embora também queiram aliar tudo isso a qualidade e relevância.

O que estamos tentando lhe dizer é que, por mais que você seja um jornalista ou um ótimo escritor, o seu jeito de produzir um conteúdo deve seguir as premissas do canal de comunicação e as preferências linguísticas do seu público alvo.

Saiba que de nada vai adiantar você produzir redações do Enem para o seu blog!

Por mais que ela seja nota mil, não é isso que o seu potencial cliente está procurando.

Entenda, o seu objetivo ao produzir um conteúdo é comunicar, informar, interagir e, sobretudo, engajar!

De maneira geral, prefira trabalhar com frases curtas e concisas. Parágrafos de, no máximo, 3 ou 4 linhas.

Estipule um ritmo e o siga do começo ao fim, de forma coerente e coesa, é claro. No entanto, não esqueça de estruturar seu materialcom subtítulos, onde é possível fazer uma leitura visual mais agradável.

Faça marcações importantes com a ajuda de links para aprofundar o assunto, acrescente negrito em termos que são importantes e não se esqueça de garantir que tudo está simples e fácil de entender.

Dica 2 – Produza Conteúdos Com PAS ou AIDA

Talvez, você não saiba exatamente do que estamos falando, mas tanto PAS, como AIDA, são métodos utilizados em estratégias de conteúdopara chamar mais atenção do público e atraí-lo.

O método PAS, consiste em criar um material onde no início você chama a atenção para o problema, o explicando, identifica o porque tratá-lo é importante e, por fim, apresenta/sugere uma solução.

Já o método AIDA, você trabalha no início como uma espécie de “Chamada”, contendo matérias jornalísticas, dados, fotos ou gráficos muito relevantes. Logo após, o conteúdo deve ter uma introdução sobre o assunto que engaje e desperte no leitor a vontade de descobrir mais, de seguir.

Uma vez captado o interesse, o conteúdo segue apresentando pontos argumentativos e de poder de autoridade da marca, negócio ou profissional. O objetivo é despertar o interesse do leitor por uma solução.

Esta, você apresentará em seguida, chamando o usuário para ação!

Dica 3 – Esqueça um Pouco as Palavras-chave

Provavelmente, você deve estar achando que ficamos loucos. Como assim, esquecer um pouco as palavras-chave, em uma estratégia de marketing de conteúdo, que se visa atrair mais tráfego de qualidade?

Calma!

A gente sabe muito bem que as palavras-chave são imensamente importantes, especialmente para ranquearmelhor nos mecanismos de buscas e, assim, atrair um maior volume de leitores para o seu blog.

Não é disso que se trata!

Quando falamos para que você esqueça um pouco as palavras-chave, estamos nos referindo ao fato de mudar o foco por uns instantes, e enxergar novas possibilidades.

O que você precisa entender é que os termos são muito importantes, no entanto entender o seu potencial cliente, o que lhe interessa, o que ele deseja ler, entender e interagir, é sim mais importante.

Afinal, quando você tem esse conhecimento, acaba abrindo a visão quanto às estratégias de palavras-chave mais poderosas para o seu negócio.

Tenha claro que disputar com seus concorrentes por palavras-chave, talvez, não entregue o conteúdo que a sua potencial audiênciaquer consumir.

Isso só vai lhe exigir mais esforços, sem garantia de resultados!

 

Por hoje é só! Esperamos ter lhe ajudado.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

Instagram Lança Novo Filtro Similar ao Modo Retrato do iPhone

Não é de hoje que o Instagramvem recebendo vasto investimento, principalmente, aqueles ligados à atualizações, melhorias e apresentações de novos recursos.

Há pouco tempo, surgiram rumores de que mais um desses investimentos típicos da rede social, que faz parte da cartela de plataformas de Mark Zuckerberg, resultaria no desenvolvimento de mais um recurso.

Somado à outras funções, até consideradas um pouco inusitadas, como suporte a vídeo-chamadas e fotos sugeridas através de curtidas de amigos, o lançamento sugeria que o Storiesreceberia novidades em breve.

Na época, ninguém sabia ao certo do que se tratava, haviam apenas palpites baseados em testes, que apontavam para um novo filtro.

Possivelmente, segundo o TechCrunch, esse novo “efeito especial” que seria aplicado nas fotos, era similar ao que foi apresentado no mais novo iPhone. Aquele, de fundo desfocado. Sabe?

O iPhone 8 e o Azus Zenfone 4 foram um dos pioneiros dessa função, no entanto eles utilizam câmera dupla para proporcionar o efeito, que foi bastante trabalhado nas campanhas publicitárias de seus lançamentos.

Apesar disso, o Google Pixel 2, que não possui 2 câmeras no mesmo aparelho, também possui esse “filtro”, porém, sua operação é empregada ao software capaz de distinguir o item em primeiro plano e o segundo plano.

Enfim, o debate sobre essa possibilidade ficou ainda mais forte, quando o filtro de “modo retrato” foi flagrado em uma versão do APK da rede social para plataforma Android.

Segundo relatos, o recurso seria implementado no Stories e poderia ser acionado por um botão, localizado sobre o interruptor onde se aciona a foto, bastando deslizar para acessá-lo.

Mesmo diante de tantas “provas”, os responsáveis pelo Instagram não quiseram confirmar e, sequer, comentar sobre o assunto!

O interessante de tudo isso é que o Youtube também está realizando testes de uma função parecida, onde visa conseguir substituir fundos de vídeos produzidos e reproduzidos, no seu Stories, o Reels.

Enfim, tudo, até aqui, não passava de especulação, certo?

Porém, ao que tudo indica, isso mudou!

É que o Instagram acabou de lançar, oficialmente, um novo filtro similar ao modo retrato do iPhone.

E adivinha onde ele foi aplicado?

Sim, agora esse recurso é nativo do Stories!

Quer descobrir tudo sobre o assunto?

Então vem com o Mestre do Adwordsagora mesmo!

Preparado?

Vamos lá!

Novo Filtro do Instagram Stories – Anúncio Oficial do Lançamento

Confirmando, após alguns meses, os rumores levantados por usuários e profissionais da área, o Instagram anunciou oficialmente o lançamento de um novo filtro que integrará o Stories.

Tudo ocorreu na última terça feira, dia 10 de abril de 2018, por meio de comunicado no blog oficial da rede social.

Nomeado de “Focus”, o recurso estará disponível aos usuários que utilizarem o modo Stories, como uma espécie de máscara, como o “Superzoom”.

Agora, será possível tirar “selfies” ou criar vídeos, onde haverá dois focos, o primeiro plano em destaque e o plano de fundo ficará com aspecto embaçado.

Como sugeriam as especulações anteriores, o Instagram confirmou que o “filtro” que se assemelha à função retratodo iPhone 8 já estava sendo testada há semanas.

Inclusive, esses testes é que permitiram que alguns usuários tivessem acesso ao recurso antes de seu lançamento oficial.

Segundo comunicado, a versão do aplicativo que receberá a função é a 39.0, tanto para plataformas Android, quanto iOS.

O “Focus” resumidamente trará a função retrato nativa na câmera da rede social!

Isso quer dizer que, mesmo que você tenha um iPhone 8 ou outro smartphone com esse “filtro” nas câmeras ou software, não será mais necessário acioná-los para criar conteúdos audiovisuais com o efeito, para depois compartilhar no Instagram.

Tudo agora pode ser mais simples, fácil e rápido!

Como funciona o Novo Filtro Similar ao Modo Retrato do iPhone no Instagram?

Como comentamos anteriormente, o novo filtro será aplicado no Stories e para acessá-lo, será muito simples.

Afinal, ele será incluído aos “filtros” da ferramenta, ao lado do “SuperZoom”.

Para acionar, basta pressionar o botão que captura as fotos ou vídeos na tela, assim, é só procurar e selecionar o recurso “Focus”.

Para ficar mais simples de entender, criamos um passo-à-passo para que você possa utilizar a novidade. Confira!

  1. Faça login na sua conta do Instagram.
  2. Abra o aplicativo e toque na câmera, localizada na parte esquerda, acima da tela.
  3. Procure pela opção “Focus”, localizado na área central, inferior ao botão obturador.

Assim que completar esses passos, você vai perceber que é possível utilizar o filtro tanto a partir da sua câmera frontal, quanto a traseira.

No entanto, é preciso ressaltar que o ambiente deve possuir alguns planos, ou pelo menos dois rostos.

Por exemplo, se você tiver tirando uma selfie, o recurso fará a detecção do seu rosto e logo após aplicará o desfoque no plano de fundo.

Para gravar um vídeo, é só aguardar a detecção e manter pressionado o obturador.

O Novo Filtro do Instagram Já Está Disponível?

Nós sabemos que você já está ansioso para testar a novidade, mas é importante que saiba que ela não será disponibilizada para todos.

Apesar do Instagram liberar o “focus” para todos os usuários, a informação é que o filtro não funcionará em todos os smartphones.

É, infelizmente, aparelhos um pouco mais antigos ficaram fora da atualização!

Usuários da Apple, por exemplo, só poderão utilizar o filtro se seus smartphones forem a partir do SEem diante.

No caso do Android, diante de tantas versões e marcas, não há uma definição específica. Porém, provavelmente, só os modelos mais novos e de grande capacidade tecnológica é que contarão com o novo recurso em seu dia a dia.

Se você tiver um Smartphone Apple ou Android mais atual, mas não está conseguindo acessar a ferramenta, verifique se o seu Instagram está atualizado e na versão 39.0.

 

É isso! E aí, gostou da novidade?

Conte-nos sua opinião através do campo de comentários logo abaixo.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Até breve.

Forte Abraço.

4 Dicas Básicas para Selecionar o Sócio Ideal do Seu Novo Negócio

Está prestes a lançar um novo negócio, mas precisa selecionar o sócio idealque possa lhe complementar nessa empreitada?

  • Tem sentido uma certa dificuldade em aplicar critériosque lhe permitam escolher entre os candidatos?

Nós sabemos que essa não é uma decisão simples. Afinal, dependendo da sua área de atuação, porte, público, entre outras peculiaridades de suas estratégias e objetivos, as característicasdesse sócio ideal mudam bastante.

Calma, não precisa se preocupar e ficar ainda mais ansioso. A primeira boa notícia que temos para lhe dar é que você chegou ao lugar certo!

Nós, do Mestre do Adwords, estamos aqui para lhe ajudar, esse conteúdo que produzimos especialmente para você, vai lhe guiar através de 4 dicas básicas para selecionar o sócio ideal do seu negócio.

Você vem com a gente?

Então aproveite tudo e faça a sua seleção ainda hoje!

Será que eu preciso mesmo de um sócio para esse novo negócio?

Antes de lhe dar dicas para que você faça uma seleção assertiva, queremos lhe ajudar a chegar a uma conclusão para uma pergunta que você deve ter se feito e, ainda faz, desde que começou o seu projeto.

  • Será que eu preciso mesmo de um sócio para esse novo negócio?

Não há como negar que ter um sócio pode ser muito importante, especialmente, se a sua meta é expandir muito, crescer e ganhar o máximo de espaço que conseguir.

Ter um sócio ao lado, principalmente se ele for escolhido de forma assertiva, pode lhe fazer alçar voos maiores, afinal, vocês dividirão responsabilidades, enquanto também unirão forças. Há também a questão financeira, que pode ter uma maior capacidade quando ocorre esse compartilhamento de interesses.

Agora, também não tem como deixar de considerar que se o seu novo negócio é ainda pequeno, muito focado ou atua em um micro nicho, um sócio talvez não seja tão necessário, pelo menos, ao longo desses primeiros passos.

Afinal, nesse caso, você estaria dividindo as poucas responsabilidades, além dos baixos índices de lucros!

Então, antes de partir para os critérios de seleção de um sócio ideal, procure responder à essa pergunta, a refletir sobre a real necessidadede ter alguém ao seu lado nessa jornada.

Por exemplo…

Se você perceber que lhe falta habilidades para levar esse negócio sozinho, provavelmente, um sócio será muito bem-vindo.

Até porque você pode ser excelente em gestão, mas péssimo em marketing! Pode ser incrível em vendas, mas pouco eficiente nas operações práticas.

Essa reflexão também será importante, caso acredite que o sócio é mesmo imprescindível, pois lhe ajudará a traçar algumas características ideaisdesse profissional.

Como dissemos acima no exemplo, se você é bom em gestão, mas não em marketing, o seu sócio preferencialmente terá que apresentar habilidades nessa área. Concorda?

  • Pensou bastante e chegou à conclusão de que o seu novo negócio precisa mesmo de um sócio?

Então vem com a gente e confira as 4dicasque preparamos para lhe ajudar nessa seleção.

1ª Dica – O Sócio Ideal é Aquele que Complementa as Suas Habilidades

Aproveitando o que acabamos de conversar acima, a dica número 1 é muito simples…

  • Sabe todas as habilidadesde um empreendedor que você averiguou e admitiu que não possui?

Essas serão a que o seu sócio ideal precisará ter!

No entanto, cuidado. Dificilmente você conseguirá encontrar alguém que apresente tudo que lhe falta.

Então para fazer uma seleção mais assertiva, procure isolar essas habilidades mais importantes.

Por exemplo:

  • Se você sabe que é um bom gestor, tem conhecimento em economia e lida bem com os processos internos. O seu sócio ideal será o seu contraponto. Ou seja, o que tem habilidade com marketing, comunicação e vendas.

Entenda os principais pontos fracos do seu negócio, que você, sozinho, não consegue fortalecer e então busque um profissional com características que possa fazer isso.

2ª Dica – É Importante Ser Criterioso e Também Humilde

Não adianta você querer um sócio incrível, cheio de especialidades e experiência, se não estiver disposto para escutar e enxergar nele o seu potencial.

O que estamos tentando dizer é que você deve sim ser bastante criterioso, mas não adianta deixar a humildadede lado, na hora de fazer a análise, pois dessa forma, ninguém será bom o bastante para você.

Dose esse critério e chegará ao sócio ideal de forma mais simples, fácil e rápida.

3ª Dica – Não Esqueça de Colocar na Balança os Prós e Contras

Pode ser que você já conheça alguns profissionais que acredite ser fortes candidatos ao posto de sócio ideal.

No entanto, não tome sua decisão, antes de colocar na balança os prós e contras.

Não entendeu muito bem?

Ok, pense na seguinte situação. Você tem um primo ou amigo de infância que manda muito bem nas áreas que o seu novo negócio é carente.

Excelente, não?Ele é próximo, é de confiança e, muito provavelmente, haverá um ótimo relacionamento entre vocês.

No entanto, o seu conhecimento sobre esse primo ou amigo, é limitado ao lado pessoal. Sua opinião sobre o lado profissional foi totalmente baseada no que ele, somente ele, lhe contou.

  • Será que esse é realmente o sócio que você procura?

Em outras palavras, estamos tentando lhe dizer que na hora de escolher quem quer que seja o seu sócio, você deve verificar, sem pré-julgamentos, todos os pontos positivos e negativos.

  • Se você não conhece o profissional, busque por informações que confirmem que ele é confiável, competente, parceiro…
  • Se o seu candidato é uma pessoa próxima, analise se essa “amizade” não impactaria negativamente o dia a dia profissional.

É claro que os riscos sempre vão existir, independente de quem você escolha, mas eles podem ser minimizados já na seleção e eliminados em grande parte por um contrato bem feito.

4ª Dica – O Sócio Ideal é Aquele Aberto Ao Debate Saudável

É muito importante que você coloque em sua lista de critérios para a seleção de um sócio ideal, a habilidade de se relacionar fácil e amigavelmente.

Estamos dizendo isso, porque a qualidade do relacionamento entre os sócios e também com as pessoas ligadas ao projeto é de suma importância no dia a dia profissional e no andamento dos projetos que envolvem o negócio.

Pense bem… O que adianta ter um sócio extremamente eficiente, se ele não aceita ouvir a sua opinião? Se ele é intransigente?

Lembre-se, quando você tem um sócio, as obrigatoriedades em conjunto transcendem ao dia a dia de trabalho, ao horário comercial. Vocês terão que compartilhar dos mesmos objetivos e propósitos.

Claro, poderão ter visões diferentes e divergir, mas terão que estar dispostos a debater de forma saudável, para chegar ao ponto comum em prol do negócio.

 

Pronto! Agora você já pode colocar a mão na massa e selecionar o sócio ideal para o seu novo negócio.

Esperamos ter lhe ajudado!

Desejamos-lhe sucesso sempre.

Forte Abraço.