E-commerce – Venda Mais com a Ajuda do Facebook Ads

Você já deve estar cansado de saber que o Facebook está cada vez mais inclinado às mudanças que acabam por ferir o alcance de publicações orgânicas de empresasque utilizam essa mídia em suas estratégias de marketing.

Apesar de tudo, das mudanças, da falta de favorecimento quanto às páginas de marcas, o Facebook, sendo a rede social mais popular do mundo, continua sendo um ótimo ambiente para fechar mais negócios e, assim, conquistar um maior volume de conversões.

Diante desse impasse, muitos profissionais ficam sem saber o que fazer!

  • Sair da rede social é uma escolha assertiva?
  • Investir em mais publicidade vale a pena?

É complicado. De fato, cada dia que passa, se torna mais imprescindível investir em publicidade paga, caso queiramos continuar marcando presença relevantenessa plataforma.

Mas, por outro lado, ninguém quer colocar dinheiro, sem ter certeza de que terá retornos relevantes. Não é?

Pois bem, antes de qualquer coisa, você precisa entender que o Facebook é uma plataforma, onde as marcas possuem mais resultados quando apostam na atração de tráfego de qualidade, ou seja, segmentado!

Já o Facebook Ads, o programa de publicidade paga da rede social de Mark Zuckerberg, não tem essa restrição. Isso quer dizer que é possível aplicar os mais variados tipos de estratégias, com os mais diversos objetivos, inclusive, para conversão de vendas e conseguir bons retornos.

Aí, você pode querer perguntar:

  • “O que eu faço então para garantir os melhores resultados?”.

Dedicação é a palavra-chave! Mas, nós, do Mestre do Adwords, vamos lhe dar algumas dicas para que seu e-commerce venda mais com a ajuda do Facebook Ads.

Vem com a gente!

1ª Dica – Crie Anúncios com Fotos Extraordinárias

Um dos objetivos que a sua campanha deve ter para atrair melhores resultados é o de se destacarda multidão presente no Facebook.

Para isso, nada melhor do que trabalhar com a estratégia de criar anúncios com fotos extraordinárias.

O que isso quer dizer? Que você não deve escolher fotos que não possuam TODAS as características a seguir:

  • Resolução de Excelente Qualidade.
  • Cores vívidas, limpas, brilhantes e que chamam a atenção.
  • Tons distantes da identidade da plataforma.
  • Que tenham pessoas ou represente uma situação de felicidade, união e outras características inerentes à sua marca, produto ou serviço.
  • Que apresente usuários consumidores do seu produto/serviço.
  • Que tenha o tamanho exato, sem cortes, do tipo do anúncio que utilizará.

Se atente ainda ao texto na imagem, caso queira utilizar uma que já tenha ou se for acrescentá-lo! Ele não pode ser maior que 20% da área da foto.

Se possível, evite utilizar fotos de bancos de imagens, prefira fotos originais, inéditas, feitas por você ou sua equipe.

2ª Dica – Instale o Pixel do Facebook em Suas Páginas

É muito importante que você instale o pixel do Facebooknas páginas do seu e-commerce.

Isso porque, essa ferramenta irá lhe ajudar a mensurar seus resultadose, consequentemente, otimizá-los ainda mais ao longo do tempo.

Com o pixel, você também tem a oportunidade de conhecer mais sobre como o seu público alvo se comporta, suas necessidades, desejos e até ofertas que não se encaixam muito em seus ideais.

E a partir dessas informações, criar anúncios mais segmentadose assertivos!

3ª Dica – Direcione Melhor Seus Anúncios a Partir da Aba Interesses

Como falamos no início, o Facebook, por ser uma rede social, é um espaço onde as pessoas procuram mais interagircom outros usuários e itens que lhes chamam a atenção, do que efetivamente gerar uma compra.

Por esse ser um comportamento padrão, precisamos levá-lo em consideração para conseguirmos chegar à conversão.

O que estamos tentando lhe dizer é que, você só conseguirá vender mais, se expor os seus produtos ao usuário certo, ou seja, aquele que já tem um certo interesse no que você está oferecendo.

  • Como conseguir isso?

Segmentando!

E para tal, o Facebook Adspode lhe ajudar! Basta que você direcione melhor seus anúncios a partir da aba interesses.

Não entendeu? A gente explica.

Vá até a aba interesses e pesquise por alguns relacionados ao seu produto ou nicho de atuação. Verifique as categorias e páginas de maior valor ao seu público e selecione-as.

No entanto, fique atento para não definir interesses muito abrangentes, isso pode prejudicar seus resultados.

Quer um exemplo?

  • “Sérum Facial para Homens” é bastante restrito. Certo?
  • Nesse caso, a pesquisa vai lhe retornar com opções bem mais próximas ao que você busca, do que se pesquisasse apenas por “Sérum”.

Não tenha pressa na hora de fazer essa seleção. Afinal, se você conseguir agrupar diversos termos mais restritos e específicos ao interesse do seu público alvo, acabará chegando à um grupo de potenciais clientes muito relevante.

4ª Dica – Não Se Esqueça de Utilizar o Retargeting

Por mais que tentemos, é mais do que comprovado, por dezenas de pesquisas, que os usuários, quase nunca, vão comprar de uma marca em sua primeira visita, logo no contato inicial.

Segundo a Inc.com,98% dos potenciais consumidoresnão realizam a aquisição em um site, em sua primeira visita, por mais que tenham interesse em comprar.

Diante disso, precisamos considerar que, por mais que a sua campanha seja extraordinária, irresistível, persuasiva e única, apenas, 2% do seu público comprará nesse primeiro contato.

  • E, aí? O que fazer com os outros 98%? Desconsiderar?

Claro que não, certo? É preciso reconquistá-los, trazê-los de volta, para um novo encontro, agora mais confiantes e prontos para converter!

Utilizando o Facebook Ads, atingir esse objetivo é mais simples! Basta que você trabalhe com o retargeting.

Pode ser criando uma lista de público personalizado, especificando apenas usuários que já fizeram esse primeiro contato. Claro, sem esquecer de retirar aqueles que já se tornaram seus clientes.

Desse modo, você consegue criar campanhas e anúncios exclusivospara esse público, podendo direcionar uma oferta para o produto que ele visualizou, o que o impulsionará a fazer a compra.

Monitorar o carrinho, também pode ser uma bela estratégia para melhorar ainda mais as suas vendas!

 

E aí, o que achou do conteúdo? Esperamos que tenha sido imensamente relevante para você.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

Aumente em 300% a Taxa de Conversão do Seu E-mail Marketing

Quem é que não deseja aumentar a taxa de conversão de seu e-mail marketing?

Dificilmente alguém diria que este não está entre seus objetivos. Concorda?

É claro que para conquistá-lo, geralmente, é necessário primeiro aumentar a captação de tráfego, para assim gerar uma lista de leads qualificados maior e só então, como consequência, aumentar a taxa de conversão.

O grande problema é que percorrer esse caminho não é tão fácil quanto parece, afinal, um simples equívoco pode acabar com todo o resultado.

Por isso, a melhor forma de chegar lá é focar diretamente nas conversões, resultando consequentemente em uma maior taxa de abertura e no aumento de membros em sua lista.

O que estamos tentando lhe dizer é que captar tráfego para páginas que não necessariamente são capazes de gerar conversão é perda de tempo.

Quer entender melhor como você pode aumentar em 300% a taxa de conversão do seu e-mail marketing?

Então vem com o Mestre do Adwords.

Aumente em 300% a Taxa de Conversão do Seu E-mail Marketing..

Porque priorizar a conversão ao invés da atração de tráfego?

Ao contrário do que muita gente pensa, o e-mail marketing é um dos recursos mais eficientes para tornar uma marca poderosa no cenário digital.

Isso porque ele é capaz de estabelecer uma relação próxima, com fortes conexões entre público e marca.

Ao captar leads qualificados e criar um mailing com esse grupo, você abre um canal de comunicação direta, sem grandes interferências, o que contribui para a entrega de mensagens relevantes para ambos os lados.

Apesar desse panorama favorável, muitos profissionais ainda insistem em aplicar todas as suas forças primeiro em estratégias de atração de tráfego para sites e blogs.

Essa é uma escolha errada?

Não! O seu site precisa sim de tráfego, no entanto focar primeiro na conversão pode lhe deixar mais perto dos seus objetivos.

A ideia por trás dessa tática é muito simples! O tráfego atraído precisa ter muita qualidade para gerar conversões condizentes com o investimento feito nele.

Então, você deve priorizar a qualidade e não a quantidade de pessoas que suas ações atraem.

Com certeza é preferível que você capte 100 potenciais consumidores com taxa de conversão de 10% do que 200 com taxa de 5%.

Priorizar a conversão lhe permitirá otimizar o seu orçamento, atraindo tráfego em menor volume, mas com maior qualidade.

Se você já tem tráfego, mas ainda não possui os resultados que deseja, talvez, não lhe falte mais visitas e sim aproveitá-las de forma mais eficiente.

A seguir, lhe mostraremos algumas formas de aumentar em 300% a taxa de conversão do seu e-mail marketing, sem precisar captar mais leads.

Vem com a gente!

Dica 1 – Acompanhe o Seu Tráfego com Heatmap

Aumente em 300% a Taxa de Conversão do Seu E-mail Marketing

Conhecer o comportamento do seu tráfego é essencial para que você possa oferecer uma melhor experiência a ele e, consequentemente, conquistar uma taxa de conversão mais interessante.

Acompanhar métricas é um meio muito eficaz de extrair dados relevantes nesse sentido, mas você já experimentou utilizar o Heatmap?

Também conhecido como mapa de calor, ele é capaz de lhe dar respostas precisas sobre comportamentos do seu potencial cliente. Como por exemplo:

  • Porque seu tráfego não converte?
  • Porque há abandono de carrinho com frequência?
  • Porque eles saem da navegação sempre na mesma página?

Se você não conhece, os mapas de calor são recursos que monitoram o tráfego nas suas páginas, mostrando exatamente os caminhos que os seus usuários percorrem e consequentemente lhe entregam informações sobre como e porque eles estão agindo assim.

O Hetmap, como o próprio nome sugere, é um mapa de calor, que exibe dados do comportamento do usuário em um gráfico colorido, mostrando, por exemplo, que local do site ou página o usuário mais clica, mais posiciona o cursor, mais “descansa” os olhos ou os direciona, entre outras informações.

Conhece a regra de colocar elementos importantes, como um call to action, acima da dobra?

Ela foi estabelecida a partir de uma pesquisa, utilizando o mapa de calor, feita em 2010, que comprovou que a maioria dos usuários quase não passam tempo abaixo da dobra.

Interessante, não?

Dica 2 – Crie Iscas Digitais Poderosas e Únicas

Sim, as iscas digitais continuam sendo excelentes para conquistar leads qualificados e, claro, para impulsionar a conversão.

No entanto, não basta mais ser um simples e-book, com dicas tão comuns que sequer imprimem a sua marca na memória do leitor.

Afinal, o mercado cresceu e mais do que nunca, há uma enorme concorrência tentando buscar o seu espaço.

O que estamos tentando lhe dizer é muito simples… Você não vai conseguir melhorar suas conversões se não oferecer algo especial, único e de muito valor.

Até porque, opções de iscas digitais não faltam. Certo?

Se você deseja alguns dados do seu tráfego, como o e-mail, terá que trabalhar em “brindes” especiais.

Você pode estar se perguntando agora:

  • Como produzir iscas digitais poderosas e únicas?

O primeiro grande requisito para uma isca se destacar frente ao interesse do seu potencial consumidor é o valor agregado que ele possui.

Claro, não adianta oferecer mais do mesmo, é preciso inovar, mas sem deixar de sanar uma dor com o material ou, ao menos, apresentar uma solução de grande valia.

Procure produzir o conteúdo, independente de seu formato, com um foco. Abranger demais o assunto pode fazer com que a sua isca perca um pouco do valor.

O lead quer se sentir compreendido, por isso, ele deseja uma isca personalizada.

Dica 3 – Utilize Pop-ups de Saída

Aumente em 300% a Taxa de Conversão do Seu E-mail Marketing.

Diversas pesquisas, inclusive, da própria Google, demonstrou que a maioria dos usuários não gostam de serem “abordados” por anúncios, afinal, consideram a prática um tanto quanto intrusiva e inconveniente.

Prova disso é que um estudo da Husbpot, mostrou que quase 65% das pessoas que navegam na internet utilizam recursos para bloquear anúncios.

Nesse mesmo estudo também foi revelado que um dos formatos de anúncios considerados mais irritantes pelos usuários é o pop-up, uma vez que ele interrompe a navegação de forma abrupta e negativa.

Nesse momento, você pode estar pensando:

  • Então porque eu deveria utilizar pop-up para aumentar em 300% a taxa de conversão?

A razão é simples, os pop-ups de saída são diferentes dos outros. Eles aparecem quando o usuário está no fim da navegação, prestes a sair do site.

Basicamente, ele não interrompe a navegação e se oferecer algo bem direcionado e de valor, ainda melhora a experiência do usuário.

Viu como simples ações podem aumentar a sua taxa de conversão em até 3 vezes?

Esperamos que tenha gostado do conteúdo!

Até breve.

Forte Abraço.

6 Sacadas Poderosas Para Conquistar Mais Clientes

Quem é que não deseja conquistar mais clientes? Esse é o objetivo da maioria dos negócios, sem dúvidas.

No entanto, a busca incessante ocorre porque muitos não conseguem conquistar o que foi almejado em sua totalidade.

As razões para esse cenário se apresentar, na maioria das vezes, não têm ligação com incompetência ou falta de ação.

A verdade é que vivemos em um universo que muda o tempo todo, incluindo, o comportamento do potencial consumidor.

E a pergunta que sempre fica no ar é:

  • Como lidar com as frequentes mudanças e ainda continuar conquistando mais clientes?

Muitos diriam que esse questionamento se enquadraria facilmente dentro da categoria de “perguntas de um milhão de dólares”.

Realmente, precisamos concordar que é difícil respondê-la, principalmente porque temos negócios variados, com públicos diferenciados e mercados distintos.

Seguramente, podemos afirmar que uma resposta segura e ideal depende de um estudo amplo e aprofundado sobre cada situação.

Mas, felizmente, existem ações que podem ser adotadas por todos que desejam conquistar mais clientes, bastando pequenos ajustes.

Nós, do Mestre do Adwords, tivemos o cuidado de elencá-las nesse conteúdo para você!

Ficou interessado? Então aproveite e confira 6 sacadas poderosas para conquistar mais clientes. 

Sacadas Poderosas Para Conquistar Mais Clientes..

1˚ – Conheça a Dor Antes de Apresentar Uma Solução

Pode ser duro ler isso, mas você precisa saber. O seu potencial cliente não está interessado nos seus produtos ou serviços.

Ele não quer saber quais tecnologias você descobriu para criá-lo, nem quais estudos foram precisos para chegar ao resultado final.

A verdade é que o seu alvo só tem um interesse. E ele se resume à uma pergunta:

  • O que você oferece representa uma solução perfeita para a dor do potencial cliente?

Por esse motivo, não adianta apostar na estratégia do volume, onde quanto mais vendas, melhor, pois ao final, você terá em sua base de contatos uma lista extensa de clientes frustrados, arrependidos, pouco satisfeitos com a sua marca.

Óbvio, eles só servirão para fazer marketing negativado do seu negócio, colocando seus resultados muito longe do esperado.

Por isso, para conquistar mais clientes, você precisa investir em conhecer a dor deles primeiro, antes de apresentar a solução.

Se aproxime, crie conexões duradouras, de confiança, próxima e construa um relacionamento.

Se comunique e descubra mais sobre o seu alvo, isso lhe dará uma boa base de informações, assim como espaço o suficiente para apresentar algo sem parecer um simples aproveitador, visando lucros.

2˚ – Tenha Ciência de Que a Sua Solução Não é Direcionada ao Mundo

Sacadas Poderosas Para Conquistar Mais Clientes

O pior erro de um negócio é acreditar que as soluções que são comercializadas por ele servem para todo mundo.

É comum ouvir nesse cenário empreendedor:

  • “A minha solução é tão incrível e universal que não existe quem não queira usá-la”.
  • Não vou restringir meu produto, ele interessa a todos”.
  • “Meu público alvo não tem muita definição, afinal, minha solução consegue sanar a dor de todos”.

É verdade que há produtos mais abrangentes em questão de público do que outros, no entanto não há no mundo algo que possa ser direcionado a todos os consumidores.

Afinal, as pessoas são diferentes e se comportam de maneiras distintas, o que automaticamente incide em necessidades completamente opostas.

Se você discorda, experimente criar uma campanha publicitária sem segmentação, visando atingir todo e qualquer usuário. Não temos dúvida, seu resultado será uma catástrofe em questão de volume de conversões e lucros.

Por isso, para conquistar mais clientes de relevância, procure ter em mente de que a solução que você oferece não é direcionada ao mundo.

Ela precisa atingir ao público certo, que realmente se interessa pelo item, pois ele oferece a solução para a dor dele.

Trabalhe muito bem a sua segmentação, o seu estudo de mercado e público alvo!

3˚ – Explore sua Rede de Contatos

O mundo dos negócios é interligado pela rede de contatos que você constrói. Principalmente, porque ela pode ser muito útil em diversos aspectos que envolvem o crescimento da sua marca.

Conhecer pessoas ligadas ao universo em que seu negócio está inserido é sempre proveitoso, tanto por questões de obter informações relevantes, quanto pela bagagem adquirida.

Além disso, essa rede também pode lhe ajudar a conquistar mais clientes, seja por meio de indicações devido ao bom relacionamento ou por parcerias.

Então, explore sua rede de contatos sempre que for possível!

4˚ – Invista em Campanhas nos Locais Certos

Sacadas Poderosas Para Conquistar Mais Clientes.

Depois de conhecer seus clientes, construir um relacionamento próximo, é bastante provável que você tenha informações o suficiente para saber os locais e plataformas que eles mais frequentam e estão ativos.

Deixar esses dados sem uso é como cometer um crime contra o seu negócio, sabia?

Isso porque eles podem servir para estruturar excelentes campanhas de marketing para conquistar mais clientes.

Uma das maneiras mais efetivas de se apresentar ao seu potencial cliente no momento correto é investindo em anúncios de links patrocinados, como o Adwords.

Pense nisso!

5˚ – Estude Sua Concorrência

Se diferenciar, conquistando o destaque em seu mercado não é uma tarefa fácil, mas muitas vezes é uma ação necessária, caso deseje atingir e conquistar mais clientes. 

Uma excelente maneira de chegar mais próximo do objetivo é ficar atento e estudar a sua concorrência.

Não estamos dizendo para copiá-los. Longe disso!

A ideia é entender as estratégias para fazer melhor, para encontrar algo que possa servir de destaque para o seu negócio.

Além disso, estudar a sua concorrência também lhe traz informações importantes sobre o seu público alvo.

6˚ – Tenha Como Objetivo a Fidelização e o Encantamento

Nada melhor do que clientes satisfeitos, fieis e encantados com a sua marca para fazer campanha a favor do seu negócio, certo?

O nível de satisfação do seu consumidor pode dizer muito sobre a capacidade do seu negócio conquistar mais clientes.

Por isso, tenha como objetivo a fidelização e o encantamento. Dessa forma, o marketing boca-a-boca pode lhe trazer resultados incríveis.

Não tenha a venda como a última fase da conversão, ok? Fidelize o seu cliente e o encante com a qualidade da experiência oferecida!

Segundo essas 6 sacadas poderosas, sem dúvidas, você conquistará mais clientes com frequência.

Dúvidas? Escreva para nós!

Forte Abraço.

Tendências Imperdíveis de 2018 para Tornar Seu Blog Campeão

Estamos bem próximos do final do ano. Nesse momento, a maioria dos profissionais começa a analisar o que fizeram em seus projetos e, claro, passam a planejar suas ações para o novo ano que se aproxima.

Você já tem uma estratégia?

Bem, essa época também é típica quanto ao surgimento das tendências que estarão em alta no próximo ciclo. Elas, quase sempre, dão boas pistas e insights sobre quais ações adotar para obter ainda mais sucesso.

Se você trabalha com blog, temos uma excelente notícia!

Hoje, o Mestre do Adwords vai lhe revelar tendências imperdíveis de 2018 para tornar seu blog campeão!

Ficou interessado?

Então não perca a chance de saber tudo o que preparamos!

O Crescimento das Estratégias para Blogs

Tornar Seu Blog Campeão

Atualmente, a maioria dos negócios que exploram o mercado digital em suas estratégias possui um blog.

Isso porque eles são capazes de atrair tráfego de qualidade, posicionar uma marca corretamente, conectar o público, engajar, doutrinar e ainda gerar conversões.

Não é à toa que as pesquisas especializadas apontam que novos milhões de conteúdos são postados nesse tipo de plataforma diariamente.

Por causa do aumento da concorrência, obviamente não basta simplesmente se reservar a criar e disponibilizar conteúdos regularmente em seu blog.

É preciso pensar além, afinal, material de nível mediano não vai lhe fazer conquistar o destaque tão importante ao ponto da sua estratégia de marketing de conteúdo ser um sucesso.

Então, o que fazer?

Primeiro, é importante estar ciente de que você concorrerá com conteúdos de muita qualidade.

Segundo um relatório produzido pela Orbit Media há pouco tempo, os profissionais dessa área passam quase 10h em meio à pesquisas e produção de um material de 3 mil palavras.

Bastante, não é mesmo? Principalmente, se esse é só mais um canal que faz parte de suas estratégias.

Felizmente, há formas de tornar seu blog campeão. E nós lhe mostraremos à seguir algumas tendências imperdíveis de 2018 para chegar ao objetivo.

Aproveite!

1ª Tendência 2018 para Blog – Trabalhe em um plano estratégico e o registre

Como você sabe, ter um plano estratégico lhe ajuda a agir quando for a hora certa, evitando problemas e imprevistos que impactam a fluidez do projeto e, claro, a estruturação para que ele aconteça.

Quando se trabalha com um blog, essa necessidade não se torna diferente. Você deve ter tudo muito bem organizado em etapas, processos, metas, volumes de investimento, prazos, enfim…

Registrar esse plano estratégico também é muito importante!

Pense bem… Se você tivesse feito isso esse ano, em 2018 teria material o suficiente para analisar e descobrir como otimizar suas ações para o próximo ciclo de trabalho.

Concorda?

Se fez isso em alguns setores, aproveite para averiguá-los. Pegue registros de processos de pautas, e-mails e outras possíveis ações realizadas dentro das estratégias para impulsionar o seu blog.

Lembre-se! Documentar seu plano estratégico e atualizá-lo à medida que é executado é uma tendência crescente de 2018, que promete favorecer quem a adotar.

Dá muito trabalho fazer isso? Então saiba que, segundo a HubSpot, marcas que colocam a produção de conteúdo para blog como prioridade possuem 13 vezes mais chances de ter um ROI positivo.

Incrível, não?

Tornar Seu Blog Campeão..

2ª Tendência 2018 para Blog – Plano de Postagens Frequentes e Relevantes

Já sabemos que postar conteúdos medianos e sem frequência não vai lhe trazer a visibilidade e destaque que é necessário para tornar o seu blog campeão em tráfego, conversão, vendas e muito mais.

Por isso, é importante que você elabore um plano de postagens frequentes e relevantes.

Isso porque, se você não postar de maneira periódica e adotar períodos esporádicos e sem previsão, a sua audiência certamente se sentirá confusa e provavelmente não voltará mais ao seu blog.

Segundo estudos, um bom volume de postagens para um blog gira em torno de 16 conteúdos mensais. Claro, isso pode variar dependendo do seu nicho de mercado e público.

Mais uma vez, considerando o tempo de dedicação necessário para elaborar esses materiais, parece algo inalcançável. Certo?

Pode ter certeza que não! Mas será necessário que você elabore um plano de postagens, que tenha cronograma e metas para cumprir as etapas do processo de forma otimizada.

Para fazer isso, será necessário:

  • Faça uma Pesquisa de Palavras-chave para elaborar temas: Para oferecer bons conteúdos, será necessário tratar de temas que interessem ao seu público alvo.

Por isso, sugerimos que você pesquisa palavras-chave que tenham relação com o seu negócio e assuntos de interesse da sua audiência. A partir delas, elabore temas para que entrem na programação de produção.

Crie, pelo menos, 16 temas mensais. Se o seu planejamento for de longo prazo, deixe um ou dois espaços vagos para possíveis assuntos mais sazonais.

  • Estabeleça datas para cada conteúdo ser publicado: Isso lhe ajudará a manter o projeto em andamento, organizado e, claro, documentado. O que facilitará a análise da performance da estratégia posteriormente.

Se quiser, agende os posts no Google Calendar, é uma ótima opção, pois é simples de acessá-lo e visualizá-lo.

3ª Tendência 2018 para Blog – Ofereça Conteúdos Relevantes e Completos

Tornar Seu Blog Campeão,

Uma grande tendência que já está bastante aparente nesse fim de 2017 e será ainda mais forte em 2018 diz respeito aos conteúdos relevantes e completos.

É que os usuários estão preferindo materiais de boa qualidade, que passem informações de valor, independentemente de seu tamanho.

Nós, profissionais do setor, costumamos elaborar estratégias de produção de conteúdo sempre buscando descobrir qual a quantidade ideal de palavras de um texto para blog.

Você já se fez essa pergunta também?

Embora os materiais mais longos estejam bastante em alta, não é exatamente o tamanho deles que os tornam populares.

Na verdade, o grande destaque dos conteúdos de mais de mil palavras é que, geralmente, eles trazem “mais respostas” e informações mais completas, o que acaba gerando mais valor ao leitor.

Segundo um estudo da Backlinko, conteúdos mais extensos e profundos são capazes de gerar 9 vezes mais leads se comparados aos materiais mais rasos e, consequentemente, curtos.

Óbvio, não adianta apresentar um texto extenso cheio de informações inúteis, só para fazer volume! É preciso, acima de tudo, ser relevante e agregar valor imensurável ao seu alvo.

E aí, preparado para adotar as tendências imperdíveis de 2018 para tornar seu blog campeão?

Esperamos que sim!

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

5 Dicas Para Atrair Mais Tráfego com o Pinterest

Talvez, você não saiba, mas o Pinterest é sim uma excelente plataforma para atrair mais tráfego para o seu negócio.

Embora essa rede social não receba tanta atenção como o Facebook e o Instagram, por exemplo, há milhares de pessoas que a classificam como uma das preferidas quando o assunto são as imagens.

Isso porque trata-se de uma plataforma altamente organizada, onde é possível encontrar conteúdos relevantes dentro das mais variadas categorias.

Agora você pode estar querendo perguntar:

  • Como uma rede social de fotos pouco evidenciada pode me trazer mais tráfego?
  • Não seria melhor continuar trabalhando com o Instagram, por exemplo?

Bem, a primeira grande vantagem de apostar em estratégias no Pinterest é que a sua concorrência será muito menor do que em outras redes sociais similares.

Afinal, ainda são poucos os profissionais e marcas que se atentaram que ali tem um mercado promissor.

Além disso, o público presente nessa plataforma é muito interessante, engajado e também enorme, já são 170 milhões de contas ativas. Segundo informações oficiais:

  • 93% dos usuários da plataforma a utilizam para fazer planejamento de suas compras.
  • 87% dos usuários fizeram uma compra por influência do conteúdo consumido no Pinterest.
  • Quase 75% dos usuários dizem que o Pinterest é excelente para conhecer novas empresas, produtos e serviços.
  • Por meio da rede social, são feitas, diariamente, mais de 10 bilhões de recomendações.

E agora? Continua achando que o Pinterest não é capaz de impulsionar a sua atração de tráfego?

Não, você não precisa trabalhar dentro dos setores de moda e beleza para se dar bem no Pinterest, a gente garante.

Todas os negócios, das áreas mais diversificadas que existem, podem obter resultados com estratégias aplicadas nessa rede social.

Claro, você deve saber como agir, quais técnicas utilizar, mas isso não significa que trata-se de algo extremamente difícil.

Quer aprender como tudo funciona e ainda conferir 5 dicas que você já pode começar a aplicar?

Então vem com a gente!

Atrair-Mais-Tráfego-com-o-Pinterest..

Você sabia que o Pinterest tem um algoritmo próprio?

Poucas pessoas sabem, mas o Pinterest tem um algoritmo próprio que possibilita que os usuários vejam em seus feeds conteúdos mais relevantes.

Chamado de Smart Feed, o algoritmo trabalha selecionando potenciais conteúdos do seu interesse, com base em que você segue, em compartilhamentos e outras características do seu comportamento dentro da rede.

Além disso, o Smart Feed também tem como fatores para decidir o que exibir:

  • Qualidade da URL de domínio.
  • O nível de qualidade do PIN, isso é definido com base na popularidade.
  • A qualidade do usuário como produtor e compartilhador de conteúdo. (Aqui, eles levam em consideração o seu histórico, se posta e compartilha materiais relevantes ou não, além também da sua frequência.).

Há outros fatores, mas esses são os principais. Geralmente, eles são todos analisados, antes que o seu conteúdo comece a ser exibido para outros usuários da rede.

Agora que você já entendeu como funciona. Confira as dicas para atrair mais tráfego com o Pinterest que separamos para você.

1ª Dica – Otimize Seu Perfil no Pinterest

Não adianta você tentar aplicar as mais diferentes técnicas para atrair tráfego se o seu perfil no Pinterest não estiver otimizado.

Afinal, como vimos anteriormente, você precisará ser classificado como um usuário de qualidade. Além disso, sem otimização, dificilmente você será encontrado pelo seu público alvo na rede social e também através das buscas do Google.

Então, a primeira dica é: Otimize Seu Perfil no Pinterest!

Comece escolhendo um nome claro, fácil de entender e digitar. Se você já estiver presente em outras plataformas, talvez seja interessante utilizar o mesmo nome.

Escolha uma imagem atraente para o seu perfil. Que conecte e automaticamente o usuário perceba que aquele espaço é o da sua marca.

Analise um pouco a rede e escolha categorias para trabalhar. Óbvio, não queira abraçar o mundo, prepare-se para disponibilizar conteúdos dentro da sua área de atuação, no máximo, expandido à áreas relacionadas.

O Pinterest também é uma plataforma em que a segmentação perfeita é a melhor estratégia.

Se você é uma marca, prefira optar pelo perfil corporativo. Isso lhe garante mais recursos, como acesso ao Pinterest Analytics, e um poder maior de gerar autoridade.

No perfil de negócios, não esqueça de verificar a sua conta, pois com isso, logo de início, você conseguirá ser visto com maior confiabilidade. O que é imensamente importante para atrair tráfego de qualidade.

2ª Dica – Aplique SEO nas Suas Fotos

Atrair Mais Tráfego com o Pinterest

Como você já deve imaginar, o algoritmo do Pinterest consegue ler todo conteúdo postado em sua plataforma. Selecionando-os por parâmetros e critérios para que você apareça ou não para outros usuários e também seja encontrado via buscas.

Por esse motivo, é muito importante que você aplique SEO em suas fotos. Fazendo descrições claras e objetivas, com palavras-chave e tags.

3ª Dica – Não Deixe de Redirecionar Os Usuários para o Lugar Certo

Quando você posta um novo conteúdo no Pinterest, há uma lacuna chamada “source”, onde você deve colocar a URL de destino. Ou seja, para onde o seu tráfego será redirecionado ao clicar para ver mais.

Por isso, não deixe de preencher essa parte corretamente, pois caso contrário seus esforços serão perdidos.

4ª Dica – Pense Nos Usuários Mobile

Segundo pesquisas, o Pinterest tem usuários que seguem a tendência de outras redes sociais na hora de acessar a plataforma.

Isso quer dizer que a maioria das contas ativas do Pinterest são acessadas via dispositivos móveis.

Levando em consideração essa informação, é muito importante que você pense nesses usuários.

Uma sacada excelente para agradar e melhorar a experiência do usuário é apostar em fotos em formato de painel, ao invés da paisagem.

Parece simples, mas isso já garante uma melhor legibilidade visual do conteúdo oferecido.

5ª Dica – Tenha Frequência Em Postagens de Conteúdos Relevantes

5-Dicas-Para-Atrair-Mais-Tráfego-com-o-Pinterest

É muito importante que você saiba que o usuário do Pinterest passa mais tempo dentro da plataforma do que os usuários de outras redes sociais.

Uma estudo da Quintly revelou que, em média, o usuário faz cerca de 18 postagens por dia, chamadas de pins, no Pinterest.

Bastante, certo?

Então, você precisa aproveitar essas característica se fazendo presente com mais frequência através dos seus conteúdos.

Como lhe dissemos no início, o algoritmo da rede social tem a sua frequência como fator de elegibilidade para exibição dos seus materiais.

Por isso, procure ter um planejamento de conteúdo, fazendo postagens frequentes, interaja, ao menos, 10 minutos na rede social, e, claro, fique atento à relevância dos seus materiais.

Procure fotos de qualidade, chamativas, mas não precisa se limitar a isso. Você pode e deve aplicar pequenos textos nas imagens ou fazer um infográfico, por exemplo.

Inove e capte a atenção do seu público alvo pela qualidade do seu conteúdo.

Ah, não se esqueça! Tenha sempre o Pinterest Analytics como seu aliado. Será analisando as métricas que você conseguirá chegar à estratégia perfeita.

Dúvidas? Conte com a ajuda do Mestre do Adwords, mande sua pergunta para nós!

Forte Abraço.

5 Indicativos de que sua campanha de e-mail marketing é ruim

Em um passado não muito distante, a compra indiscriminada de lista de e-mails fez muita gente, ainda hoje, acreditar que o e-mail marketing morreu.

É isso mesmo! Pode ser que você que está lendo esse conteúdo agora, também esteja incrédulo quanto aos resultados prometidos por uma campanha de e-mail marketing.

Muito provavelmente porque a sua não está trazendo tantos bons frutos e também porque já viu muitos casos de marcas parecidos com o seu, onde as conversões chegaram próximas à zero.

Bem, o mito de que o marketing morreu se deu porque a compra de lista de e-mails fez muita gente direcionar a sua estratégia de qualidade para o público errado, fazendo os resultados despencarem.

Diversas pesquisas especializadas na área indicam que estratégias de e-mail marketing são uma das que mais traz resultados positivos para os negócios.

Óbvio, essas estratégias precisam estar aliadas à técnicas corretas e práticas acertadas para que tragam bons retornos.

Se você desconfia que não está indo pelo caminho mais indicado quanto a essa estratégia, nós podemos e vamos lhe ajudar.

Hoje, criamos esse conteúdo no intuito de lhe apresentar 5 indicativos de que sua campanha de e-mail marketing é ruim.

Desse modo, você pode não só identificar erros que estão roubando suas conversões, como também poderá corrigi-los ou evita-los.

Vem com a gente ou vai preferir continuar acreditando no forte mito de que o e-mail marketing morreu para sempre?

 

5 Indicativos de que sua campanha de e-mail marketing é ruim

 

1º Conteúdo pobre é indicativo de que sua campanha de e-mail marketing é ruim

Se você tem um conteúdo pobre, a começar com o linguajar e os termos utilizados, há grandes chances de sua campanha de e-mail marketing ser ruim.

Quer tirar a prova?

Então vamos em frente… Responda com sinceridade:

  • Você escreve e-mails repetidamente com as palavras “Grátis”, “Clique Aqui”, “X em Promoção” ou “Ganhe Dinheiro”?
  • Você costuma escrever tudo em maiúsculo?
  • Você frequentemente negrita ou coloca palavras em outras cores fortes?

Se você respondeu sim para, ao menos, uma dessas perguntas, pode ter certeza que a sua campanha de e-mail marketing é ruim.

Primeiro, esse tipo de conteúdo é visto pelos provedores como suspeita de SPAM, então você deve ser um usuário frequente das caixas de lixo dos e-mails, infelizmente!

Segundo, o usuário que recebe esse tipo de conteúdo tem a sensação de estar sendo alvo de “publicidade abusiva”, então se você não foi direto para o SPAM, ele mesmo se dá o trabalho de lhe jogar no lixo.

2º Você só trata de assuntos abrangentes demais (Ou dá entender isso)

Não adianta, para que as pessoas abram o seu e-mail e interajam com ele posteriormente, a primeira coisa que você deve fazer é ser claro quanto ao assunto.

Se você manda e-mails onde o assunto é algo parecido com:

  • Edição 46
  • “Exemplar do mês de Julho”.

Esquece! Você terá uma taxa de clique e abertura abaixo de zero! Outra coisa bem ruim para a sua campanha são os e-mails com assuntos abrangentes demais.

Aqueles que não deixam claro do que se trata o seu conteúdo, que não desperta nenhuma reação no leitor, à não ser raiva ou desconfiança, à ponto dele lhe colocar na lista de rejeição sem pensar duas vezes.

 

Indicativos-de-que-sua-campanha-de-e-mail-marketing-é-ruim

 

3º – Você só se comunica com respostas automáticas e e-mails padronizados

Se você não quer ter dúvidas de que sua campanha de e-mail marketing é ruim de verdade, basta você utilizar respostas automáticas e e-mails padronizados.

Você deve saber, as pessoas, em geral, exigem serem tratadas como indivíduos e não um integrante de uma grande massa consumista.

Quando você programa respostas automáticas e tem e-mails padronizados mais parece que você não se importa nem um pouco com o seu potencial consumidor.

Na cabeça do receptor da mensagem, falar com você ou com um robô é a mesma coisa. Isso quer dizer, não vale a pena parar para interagir e nem sequer ler algo assim.

E-mails padrões e respostas automáticas só servem se você quiser tratar com robôs e máquinas, caso contrário é preciso ter comportamentos mais humanos, conteúdos personalizados.

4º – Você jamais segmentou a sua lista de e-mails

Se coloque por uns minutos na posição de consumidor e responda:

  • Há algo mais decepcionante do que receber e-mails de promoções sobre algo que você já comprou na semana passada?
  • Há algo mais chato ou inconveniente do que receber informações sobre produtos que você não consome ou não tem interesse?

É claro que não, certo? Então porque você faz isso com os seus clientes e potenciais consumidores?

Não segmentar a sua lista de e-mails e enviar tudo para todo mundo é tão ruim quanto ser aquele amigo bêbado que conta a mesma história umas 500 vezes na mesma noite.

É tão inconveniente quanto você comprar uma celular hoje e descobrir amanhã que a loja que você comprou está com promoção de 50% no mesmo item.

Se você não segmentar, mais cedo ou mais tarde, você sentirá um aumento estrondoso no descadastramento da sua lista, além de cair com mais frequência na caixa de SPAM, o que acarretará em diversos outros problemas.

 

campanha de e-mail marketing é ruim

 

5º – Sua campanha de e-mail marketing não compreende os dispositivos móveis

Se você quer enterrar a sua campanha de e-mail marketing de vez é só constatar que ela não compreende os dispositivos móveis.

Isso quer dizer, se a sua campanha não estiver preparada para os acessos via mobile, esquece.

Em uma realidade digital, onde os smartphones são os dispositivos mais utilizados para acessar a internet, uma campanha de e-mail marketing despreparada para tal, é mais do que ruim, é fadada ao fracasso.

 

Não foi o bastante? Então tenha uma campanha voltada a uma lista de leads sem nenhuma referência ou parâmetro que você comprou e que não permita o descadastramento da lista.

Pronto! Você tem uma campanha de e-mail marketing ruim, muito ruim, péssima.

Se você identificou uma ou algumas dessas características citadas ao longo desse conteúdo na sua campanha, recomendamos rever sua estratégia, desde o início.

Por hoje é só! Esperamos ter lhe ajudado. Dúvidas? Mande sua pergunta nos comentários.

Forte Abraço.

4 Erros Comuns que Faz Seu Conteúdo Não Gerar Leads

Os conteúdos estão cada vez mais presentes nas estratégias de marketing digital.

Há quem diga que ele é rei e, portanto a base fundamental em negócios que desejam garantir melhores resultados e posições em seu mercado de atuação.

De modo geral, o conteúdo tem o poder de gerar relações fortes entre clientes e marcas. Atraindo, informando, entregando valor, gerando interesse, fidelizando, conectando…

  • Mas e quando os conteúdos não estão cumprindo sua promessa?

É complicado, porque conteúdos que não geram leads, por exemplo, podem destruir por completo uma estratégia de marketing digital.

Pense bem… Geralmente, uma estratégia dentro desse universo tem seu início sempre na atração de tráfego. Certo?

Só que como bem sabemos, não basta conseguir qualquer tráfego, é preciso atrair potenciais clientes para, assim, começar a formar sua audiência fiel, em uma relação forte, de valor.

Esse tráfego de qualidade, uma vez conectado com seus materiais, com a aquisição da percepção de valor que sua marca entrega, se tornarão leads, saindo do anonimato.

Isso traz ao negócio a oportunidade de se aproximar do potencial consumidor, abrindo o canal de comunicação, tão importante, para que haja um direcionamento essencial durante a jornada de consumo.

É através dessa relação que é possível doutrinar um público, ou melhor, nutrir os leads adequadamente.

Será essa nutrição que fará com que cada lead esteja mais propenso à gerar a conversão ao final de sua jornada e ser um potencial candidato à voltar em outras ocasiões, tornando-se um cliente fidelizado.

Não é novidade que as estratégias de captação de leads são imensamente importantes para os negócios que pretendem aumentar suas conversões.

O problema é que nem todos conseguem trabalhar conteúdos capazes de chegar a esse objetivo.

Foi pensando em ajudar nessa tarefa, que nós, do Mestre do Adwords, resolvemos criar esse material.

Através dele, você descobrirá 4 erros comuns que faz seu conteúdo não gerar leads.

Vem com a gente!

 

Erros Comuns que Faz Seu Conteúdo Não Gerar Leads

 

1º Erro – Seu Conteúdo Não Está Direcionado Corretamente

É muito importante que você saiba que os conteúdos precisam estar muito bem direcionados.

Isso porque, como falamos no início, não basta atrair qualquer tráfego, é preciso conquistar o interesse do seu público alvo.

Se você é um iniciante dentro da estratégia de captação de leads de qualidade, infelizmente, é muito provável que você esteja cometendo esse erro.

Para não deixar que isso detone todo o seu marketing, faça um estudo aprofundado sobre a sua persona.

Afinal, só dessa forma você será capaz de oferecer conteúdos que tenham relevância para esse público, entregando valor e, claro, gerando conexão.

Lembre-se! Somente conteúdos que oferecem relevância e valor são capazes de fazer com que o lead deixe seus dados para ter acesso aos materiais.

No seu estudo de público alvo procure descobrir características que te ajudem a construir conteúdos valiosos. Como localização dos seus alvos, dores, desejos, faixa etária, gênero, poder aquisitivo… Entre outras peculiaridades de comportamento que acabam tornando-os seus consumidores.

Não se esqueça de reunir essas informações e criar a sua persona, ou seja, o cliente ideal do seu negócio, ao qual serão direcionadas todas as ações de marketing.

2º Erro – Sua Landing Pages Não Estão Otimizadas

Aqui no Mestre do Adwords já tivemos a oportunidade de falar sobre a importância de ser encontrado pelo público.

Se você não leu esse material, nós podemos repetir a lição principal ensinada nele:

  • Não adianta ter algo de grande valor em suas mãos, se ninguém sabe disso!”.

A verdade é que se você não otimizar suas landing Pages adequadamente, seus conteúdos serão invisíveis aos seus leads.

É muito importante que você aplique boas técnicas de SEO em seus materiais e páginas, pois dessa maneira você conquistará maior visibilidade e, consequentemente, melhores chances de ser visto pelo seu público alvo.

Faça uma boa seleção de palavras-chave, aplique não só no decorrer do conteúdo, mas nos títulos e chamadas de forma natural.

Na hora de criar suas URL’S pense que elas devem ser claras, simples e amigáveis. Verifique a velocidade do carregamento de suas páginas e como elas se adaptam aos dispositivos mobile.

 

Erros Comuns que Faz Seu Conteúdo Não Gerar Leads.

 

3º Erro – Você Esqueceu o Call To Action

Esta parece uma dica muito simples, mas infelizmente muita gente ainda esquece de aplicar call to actions em seus conteúdos e páginas.

Já falamos diversas vezes, mas nunca é demais reforçar. Os CTA’S ou chamadas para ação são muito importantes, pois elas direcionam o usuário, deixando claro o que se espera que ele execute.

De forma básica, poderíamos dizer que as chamadas para ação são fortes influenciadoras para que o usuário converta.

Essas frases simples e imperativas também ajuda na qualidade da experiência do usuário, uma vez que fica claro o que ele precisa fazer naquele ambiente.

Seja baixar um material, se inscrever na lista, solicitar um orçamento, comprar algo, enfim…

Por isso, se você deseja gerar leads com seus conteúdos, é imprescindível que suas páginas tenham não só CTA’S, mas que eles estejam em destaque.

Estude seu público e descubra a melhor maneira de apresentar essas chamadas.

Seja em botões com cores de destaque ou com animações. O objetivo é fazer com que ele se torne um lead da sua marca.

Faça testes para descobrir o que traz melhores resultados. O ideal, nesse caso, é que os usuários cheguem à sua Landing Page e preencha o formulário de inscrição.

 

Erros Comuns que Faz Seu Conteúdo Não Gerar Leads.

 

4º Erro – Você Não Anuncia Seus Conteúdos

Já falamos o quanto a visibilidade é importante para os seus conteúdos, mas de modo geral, só o SEO pode não dar conta de fazer a divulgação necessária para que você obtenha resultados satisfatórios.

Na verdade as técnicas de SEO são muito eficazes nessa questão de divulgação, mas infelizmente, o retorno dessa estratégia é mais demorado.

E é, por isso, que você precisa também trabalhar com os anúncios pagos, promovendo suas landing pages e impulsionando seus conteúdos.

Anúncios no Adwords, Facebook e outras plataformas de links patrocinados são capazes de trazer resultados quase que imediatos, se bem feitos.

Mais uma vez, estude seu público alvo e descubra em quais dessas plataformas eles são mais ativos e, consequentemente, propensos a serem atraídos por seus materiais.

A partir das respostas, comece a traçar a estratégia de ação. Não deixe de anunciar, pois esse é um excelente modo de conseguir chegar à sua persona de maneira rápida e eficaz.

É isso! Esperamos ter lhe ajudado. Ficou com dúvidas? Mande sua pergunta nos comentários ou venha conversar com a gente.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê.

Forte Abraço.

3 Erros na Sua Página de Destino que Atingem as Conversões

Se você anuncia ou tem certa experiência com os links patrocinados, sabe que para ter bons resultados, precisa cuidar de diversas partes que compõe uma campanha.

Muito se engana quem pensa que para ter um bom volume de conversões com o marketing digital, basta fazer um anúncio criativo, que chame a atenção do público alvo.

Na verdade, uma campanha é composta de diversos elementos, que podem até começar pelo anúncio, dependendo do ponto de vista, mas se estende até o outro lado.

Você sabia, por exemplo, que o Google Adwords define se seu anúncio vai aparecer no resultado da busca do usuário ou não com base em diversos fatores? Dentre esses, inclui-se a qualidade da página de destino.

Não há como negar. Fato é que a página de destino é um dos mais importantes elementos de uma campanha de links patrocinados, independente de qual seja o seu objetivo.

Sabe porquê? Simplesmente porque é nesse espaço que, na maioria das vezes, acontece a conversão.

Talvez, até poucos minutos atrás, você estivesse tentando descobrir porque os seus resultados não estão sendo tão positivos.

Não se culpe, há grandes chances de muitos anunciantes estarem se perguntando a mesma coisa nesse momento.

Inclusive, deve haver profissionais que estão estudando as suas estratégias, revisando pontos, sem saber ao certo o que estão fazendo de errado.

 

Página de Destino que Atingem as Conversões.

 

Infelizmente, nós podemos te garantir, que muita gente não se atentará para o que está realmente atingindo suas conversões negativamente.

Saiba! Na maioria das vezes, a grande ladra das suas conversões é a página de destino, mas muita gente ainda não sabe a verdadeira importância que ela possui e, por isso, não a desenvolvem como deveria.

Se você acha que a página de destino pode ser a grande culpada pelos seus resultados ruins, vem com a gente.

Nós, do Mestre do Adwords, criamos esse conteúdo para lhe apresentar 3 erros na sua página de destino que atingem as conversões.

Vamos nessa?

Porque a página de destino é importante para sua campanha Adwords?

Como falamos no início, apesar das pessoas em geral não darem tanta importância à página de destino, ela é imensamente imprescindível na composição da sua estratégia de links patrocinados.

Isso porque, de modo geral, são nelas que ocorrem as conversões dos seus anúncios.

Pense bem… É nesse ambiente que a finalização da ação é realizada.

O que estamos tentando dizer é que por mais que você faça uma ótima estratégia, composta de anúncios atraentes, com SEO forte, abordagem eficiente nas redes sociais e e-mail marketing, seus resultados podem não ser satisfatórios se sua página de destino não estiver completa, preparada.

 

Página de Destino

 

O que o seu público alvo espera é ter uma boa experiência e o Google trabalha para assegurar isso.

Então ele praticamente exige que sua página seja um local que facilite as ações dos usuários.

Pode parecer besteira, mas uma página que possui um design mal elaborado acaba trazendo sérias dificuldades à navegabilidade, influenciando a qualidade da experiência do usuário, por exemplo.

É como se fosse um efeito dominó. Um design ruim acaba dificultando a experiência, que por si só, desperta sensações ruins no potencial consumidor, como desconfiança, insatisfação, irritabilidade…

Óbvio que isso não é nada bom para uma marca que pretende crescer em conversões. Certo?

Você sente que a sua página de destino pode estar impactando os seus resultados de forma negativa?

Então confira os 3 erros que você pode estar cometendo à seguir.

1º Erro – A sua página não conversa com o potencial consumidor

Infelizmente há muitas páginas de destino que contém esse erro. Você já verificou esse ponto na sua?

Quando você faz uma campanha de marketing, inevitavelmente, você terá que saber quem é o público alvo dela, certo? Afinal, só dessa forma você conseguirá obter bons resultados.

Só que muita gente não se lembra de aplicar as características do público alvo na hora de criar a página de destino e isso acaba trazendo problemas sérios.

Você precisa saber que uma página de destino ideal é aquela que conversa diretamente com o potencial consumidor. Na mesma linguagem, com as características de comportamento do grupo que se pretende atingir.

Analise com cuidado, verifique se o seu público alvo se comunica mais com linguagens simples ou técnicas, por exemplo.

De qual região eles são, se houver uma específica, tente adequar até mesmo as gírias regionais ou características especiais do local.

Não se esqueça também de adequar a proposta de valor do seu produto ou serviço de acordo com as características do seu público alvo.

Olhe para dor, desejo, sonho, vontades, necessidades, dentre outras coisas que podem lhe entregar pistas de qual a melhor forma de se conectar com esse grupo.

 

Página de Destino que Atingem as Conversões

 

2º Erro – Sua página “Quem Somos” não é bem desenvolvida

Não se assuste, você não é o primeiro a achar que essa página não faz a menor diferença para o público e, consequentemente, resultados.

É muito comum ouvir de diversos profissionais:

  • “Ninguém lê a página “Quem Somos”, as pessoas querem saber do produto ou serviço!”.

Se você tem essa opinião, esqueça-a, para o seu bem. Uma recente pesquisa mostrou que a página que fala sobre a empresa ou marca nomeada, geralmente, como “Quem Somos” ou “Sobre Nós”, recebem muitos cliques.

Inclusive, há sites em que essa é a área mais visitada. Impressionante, não é?

Bem, a explicação para isso é simples. Todo mundo, de modo geral, quando vai adquirir algo ou se relacionar com alguém, quer saber quem está do outro lado.

Em relações comerciais isso é ainda mais forte. Os consumidores querem saber de quem vão comprar, se é confiável, se a marca tem experiência, histórico positivo. Enfim!

Por isso, se você não tem uma página “sobre” ou tem, mas ela não está “em boas condições”, está na hora de melhorar.

Quando você não tem uma página contando sobre sua marca, empresa, o público alvo tende a desconfiar. Então se apresente, mostre um pouco da sua história, das suas vitórias, qualidades, certificações…

Se não houver uma página específica para os contatos, insira esses dados.

3º Erro – Página com conteúdo pobre e sem CTA

A sua página de destino é responsável por guiar o potencial consumidor à conversão.

É por meio dela que, na grande maioria das vezes, você consegue quebrar as barreiras e os impeditivos que o alvo possui para gerar a aquisição.

O problema é que muitos anunciantes não se atentam a isso e acabam oferecendo uma página com conteúdo pobre.

Isso quer dizer, sem informações sobre o produto ou serviço, sem detalhes importantes para sanar as dúvidas do consumidor, sem fotos, vídeos demonstrativos.

A sensação quando nos deparamos com páginas assim é que estamos comprando algo às cegas ou que inevitavelmente seremos enganados.

É claro que sem confiança, ninguém vai gerar a conversão. Então se atente a esse ponto.

Outra coisa importante é o CTA. Afinal, ele é responsável por deixar claro qual é a ação que deve ser executada pelo usuário, guiando-o para o caminho correto. Sempre tenha botões em destaque!

 

É isso! Agora coloque a mão na massa e faça as correções necessárias para que a sua página de destino não atinjam mais as suas conversões negativamente.

Ficou com dúvidas? Escreva para nós.

Desejamos-lhe sucesso sempre, a gente se vê!

Forte Abraço.

Seu público acha seus anúncios de links patrocinados muito invasivos? (Saiba Como Resolver)

Os anúncios de links patrocinados são integrantes importantes das estratégias de marketing digital.

Se formos olhar para as marcas de sucesso do momento, iremos, sem dúvidas, encontrar anúncios de links patrocinados na estratégia delas.

O ponto é que, apesar da oportunidade de impulsionar o negócio, estar disponível à todos os interessados, criar uma campanha de anúncios online não é algo tão simples como todos podem pensar.

A verdade é que você precisa oferecer anúncios atraentes ao seu público alvo, condizente com o padrão comportamental atual na hora de consumir.

Esse padrão de consumo exige que as marcas façam ofertas personalizadas, de valor, ao contrário do que era feito pouco tempo atrás.

O princípio básico dos links patrocinados de valor é que ele seja visto como uma publicidade bem-vinda pelo público ao qual ela se destina.

Você pode estar querendo perguntar:

  • “Quando um potencial cliente classifica uma publicidade como bem-vinda?”.

Essa é uma resposta complicada de formular, uma vez que cada público tem seu ideal de valor. Então, podemos dizer que uma publicidade bem-vinda é aquela que oferece uma boa experiência ao público que ela se destina.

Se você está no mercado digital há algum tempo, sabe que o principal mandamento da cartilha do marketing é:

  • Oferecer a melhor experiência que o seu cliente e potencial consumidor pode ter.

Esse mandamento também é atribuído aos anúncios de links patrocinados.

Se seu público acha seus anúncios muito invasivos e, por isso, seus resultados não estão sendo satisfatórios, esse conteúdo é para você.

Nós, do Mestre do Adwords, criamos esse material para te ajudar a solucionar esse problema tão incômodo.

Vem com a gente!

 

Seu-público-acha-seus-anúncios-de-links-patrocinados-muito-invasivos

 

Como saber que meus anúncios de links patrocinados são vistos como invasivos?

O mercado digital está cada vez mais evoluindo. Dia após dia são apresentados a nós diversas ferramentas, recursos e plataformas para que desenvolvamos peças de marketing e de publicidade.

O problema disso tudo é que o foco não deve estar nas novas tecnologias e sim no comportamento do público alvo.

Em como eles realizam suas escolhas para consumir algo ou não. Resumindo, independentemente de quantas tecnologias você tem nas mãos, o seu foco sempre terá que estar no primeiro mandamento do marketing, ou seja, oferecer uma excelente experiência ao seu público alvo.

Quando você não se preocupa com esse objetivo, acaba oferecendo os famosos anúncios invasivos.

Aqueles que acabam gerando uma experiência ruim, decepcionante aos potenciais interessados pela sua oferta.

Ao contrário do que muita gente pensa, a publicidade online não é mal vista pelo público de modo geral. Os usuários não gostam de experiências ruins, essa é a grande diferença.

Uma prova disso é que muita gente se lembra de algum anúncio criativo, engraçado, o que acaba levando até algumas peças publicitárias serem virais.

É claro, para ter uma boa aceitação, é preciso também avaliar em qual momento esse anúncio está sendo exibido, em que local. Só que tudo isso faz parte do estudo essencial para oferecer uma boa experiência. Certo?

Quando você não tem esse cuidado com sua estratégia de links patrocinados, surgem os anúncios invasivos:

  • Aqueles que são mal direcionados. Ou seja, aqueles anúncios que oferecem itens que não são de interesse do público que estão os visualizando.
  • Anúncios que prometem algo e não cumprem.
  • Anúncios que levam o usuário ao erro e ao engano.
  • Anúncios que atrapalham a navegabilidade e o acesso às informações. Como aqueles que cobrem parte do conteúdo de interesse ou ficam cobrindo toda a tela.
  • Anúncios que disputam atenção do usuário de forma radical. Como anúncios em vídeos que tem execução automática, assustando o usuário que entra na página, fazendo com que ele feche a aba o mais rápido possível para se livrar do incômodo.
  • Anúncios em grande volume que faz uma página parecer um classificados qualquer. E, pior, que faz o site ficar lento.

Entenda de uma vez por todas, por mais cliques e visualizações que você receba com esses tipos de anúncios, suas conversões não serão condizentes.

Afinal, você será classificado como invasivo. Para ter resultados positivos é preciso ser bem-vindo e não irritar seu alvo.

 

Pode-Ajudar-o-Seu-Negócio

 

3 Dicas para tornar seus anúncios de links patrocinados bem-vindos pelo alvo

Você precisa saber em primeiro lugar que o seu foco deve ser em oferecer uma publicidade contextual.

O que isso quer dizer?

Basicamente que sua estratégia deve estar baseada em estudos que consigam respostas sobre o melhor local para anunciar e o momento mais apropriado para tal. Afinal, só assim ela terá relevância o suficiente.

A segunda dica pode parecer óbvia, mas muita gente tem deixado esse ponto importante de lado.

Você precisa dar atenção especial ao mobile. Os acessos via smartphone são uma crescente e não é novidade para ninguém.

Então, se você quer deixar de veicular anúncios invasivos, será preciso tomar o dobro de cuidado com sua publicidade nos dispositivos móveis.

Onde os usuários são mais exigentes quanto à velocidade das páginas, a relevância dos anúncios, com a navegabilidade, com a boa experiência no geral.

A terceira dica é mais direta. Bem, para que seus anúncios não seja mais invasivos e passem a ser bem-vindos, procure criar peças personalizadas ao seu público alvo.

Isso quer dizer, anúncios que sejam condizentes com as necessidades do seu potencial cliente, que apareçam no local e na hora certa.

 

Marketing-Technology

 

Use a criatividade e faça com que as pessoas se conectem e tenham vontade de interagir.

Estude o público alvo para entender melhor como ele se comporta como consumidor. Algumas características podem parecer irrelevantes de longe, mas podem fazer total diferença na hora de montar sua estratégia.

Por exemplo, saber a localização de um consumidor pode te ajudar a direcionar melhor as suas ofertas.

Então tenha em mãos o máximo de informações, desde o dispositivo que ele utilizou para acessar a internet, até o dia e a hora em que ele realizou determinada pesquisa.

A ideia é conhecer ao máximo o seu público alvo para então conseguir criar anúncios personalizados, cativantes, interessantes com a ajuda das novas tecnologias que surgem dia após dia.

 

É isso! Esperamos ter lhe ajudado. Dúvidas? Escreva para nós!

Forte Abraço.

5 ideias de geração de leads em campanhas de marketing

Sabemos muito bem que o tempo gasto para criar conteúdos que sejam relevantes para captar leads é algo muito grande. E quando falamos em criar, na realidade, nem nos referimos ao processo de produção e sim, naquele brainstore que é feito para definir por onde começar.

O que importante nisso tudo é criar iscas, recompensas digitais e conteúdos que chamem a atenção e que no final, acabem tornando esse lead, um comprador de nossos produtos e serviços.

Se você ainda não sabe, a captação constante de leads é de extrema importância para manter a saúde de seu negócio sempre em dia. Só que não adianta usar sempre a mesma estratégia, é preciso estar empenhado em buscas novas formas de atrair para converter.

Justamente nesse ponto é que começam os problemas. A dificuldade de desenvolver metodologias criativas e ao mesmo tempo originais é a grande dificuldade da maioria dos empreendedores.

Na teoria, tudo é muito bonito e funciona perfeitamente. Só que quando colocamos em prática, começamos a perceber que as ações não estão funcionando tão bem quanto imaginávamos.

E agora? Será que o melhor é desistir?

Claro que não!

Um pouco de inspiração sempre é bem-vinda, não é mesmo?

O blog do Mestre do Adwords preparou, então, 5 ideias de geração de leads em campanhas de marketing!

Aproveite!

 

ideias-de-geração-de-leads-em-campanhas-de-marketing

 

1º Dica – Vídeo do produto ajuda muito

Mais de 50% dos consumidores que compram pela internet garantem que já tomaram uma decisão de compra após assistirem algum tipo de vídeo de explicação ou apresentação do produto.

Então, você ainda tem alguma dúvida de que a utilização de vídeos irá te ajudar na captação de leads e posteriormente, na conversão?

Segundo o site da Unbounce, produtos que são ofertados ao mercado com a utilização de vídeos tem uma taxa de 33% a mais de conversão de leads do que outros tipos de produtos.

Obviamente, o vídeo deve entrar como mais um ponto dentro da página, juntamente com a utilização de imagens, conteúdos em destaque e etc.

Outro ponto é que você não precisa trabalhar vídeos longos e complexos. Na verdade, é justamente o contrário. Opte pelo uso de vídeos bem simples, quase que didáticos de sua utilização.

 

2º Dica – Jamais diga “Spam”

Alguns empreendedores fizeram testes com a utilização do termo spam, lá em baixo, no lugar em que fala que nunca será enviado spam, sempre conteúdo de qualidade.

Sabe o que aconteceu?

Sempre que o termo aparecia, mesmo que de forma negativa, havia uma redução de preenchimento de formulário de 18%.

Se parar para pensar, 18% é muita coisa e acaba prejudicando boa parte de sua estratégia, já que os usuários que chegam ali, acabam não se transformando em lead.

Não há qualquer problema em pontuar em diversos lugares que o e-mail do usuário está seguro, que ele não receberá algo que não deseja ou então, que ele pode se descadastrar quando ele quiser. A única ação que deve evitar e a utilização da palavra spam.

Procure abordar o termo de outra forma, com outras palavras ou até mesmo, com sinônimos.

Caso não esteja acreditando, faça um teste A/B para mensurar o preenchimento do formulário e atente-se para os números gerados.

 

geração-de-leads-em-campanhas-de-marketing

 

3º Dica –  Botão call to action salta aos olhos?

Esse teste você não precisa ir muito longe para executá-lo, também não precisa de outras pessoas, muito menos de ferramentas caras. Bom, se você até quiser testar com outras pessoas seria bacana para verificar opiniões, mas não tem toda essa necessidade.

Olhe para sua página de vendas e feche os olhos por alguns segundos….

Abra novamente e olhe!

O botão de call to action é o primeiro que você vê? Ele salta aos seus olhos?

Esse teste foi realizado por um site de viagens chamado Blastam. Eles queriam ver o motivo de não estarem conseguindo vender pacotes da forma que esperavam, mesmo estando com preços mais atraentes que seus concorrentes.

Eles mudaram um pouco o layout e colocaram o botão de forma mais contrastante. Pouco tempo depois, realizaram o teste do fechar de olhos e deixaram rolar por alguns dias.

Na hora de mensurar o resultado, veio a surpresa: houve um aumento de 591% de inscrição de leads.

Duvidou que algo tão simples desse certo, né?

 

estrategia-email-marketing

 

4º Dica –  Menos opções de escolha

Existe uma lei conhecida como lei de hick, muito falada no marketing de uma modo geral. Na verdade, baseia-se em dar menos opções de escolha para o consumidor, evitando assim a confusão.

Sabe por que disso?

Vamos supor que você tem 10 objetos do mesmo item em uma prateleira de mercado. Todos com preços competitivos e da mesma qualidade. O que diferem são pequenos detalhes que podem ser mais atraentes para um tipo de cliente do que para outro.

Pois bem, certamente, as pessoas irão perder um tempo considerável tentando escolher com a melhor opção para elas. Muitas, inclusive, vão até desistir dessa escolha, afinal não vão encontrar o mais interessante e vão desistir de todas.

Quando você reduz as opções, deixando apenas 1 ou 2, há um salto de interesse de mais de 20%. Afinal, não tem muito o que pensa… Ou será esse ou aquele e pronto!

 

5º Dica – Troque bom conteúdo por e-mail

Quando você disponibiliza material interessante, seja através de um infográfico, pdf ou planilha, os usuários ficam curiosos para ver o que você preparou. E por mais que não utilizem, acabam se cadastrando na lista só para matar a curiosidade.

Às vezes, o que está faltando para uma geração de leads mais assertiva é fazer um pouco de mistério sobre o conteúdo, entregando apenas para quem der um passo além!

Gostou das dicas?

Esperamos que elas ajudem você a captar mais leads!

Até mais!